???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/3754
Tipo do documento: Dissertação
Título: Travessia periférica: a trajetória do pintor Waldemar Belisário: um estudo sobre a desconstrução do cenário artístico paulista
Autor: Marcondes, Ana Maria Barbosa de Faria
Primeiro orientador: Gomes Júnior, Guilherme Simões
Resumo: No centro das relações hegemônicas da cidade de São Paulo no começo do século XX, onde tudo parecia girar no entorno dos modernistas de modo a obnubilar os demais artistas existentes em São Paulo, a trajetória artística do pintor Waldemar Belisário Pellizzari revelou significativos pontos de tangência no círculo de sociabilidade da aristocracia paulista. A temática problematizase nas condições outsiders do pintor estigmatizado como filho de imigrantes italianos, cujas fronteiras de sociabilidade pontuam relações de antiguidade entre as famílias paulistanas em oposição aos recém-chegados na cidade. No âmbito do laço familiar de Tarsila do Amaral o artista gozou de um certo privilégio como afilhado de batismo de Lídia e José Estanislau do Amaral, pais da renomada pintora, sem conseguir ultrapassar, no entanto, a sua condição de agregado. A dissertação apresenta quatro capítulos estruturados para reconstituir a trajetória de Waldemar Belisário. O capítulo I trata da formatação do triângulo de sociabilidade estabelecido entre o casal Tarsiwald Pagu Belisário que exigiu um recorte na formação do capital cultural e social como fatores de demarcação das fronteiras de sociabilidade , nome dado ao capítulo. O Espaço nas Artes - (capítulo II) - acentua as dificuldades enfrentadas pelo pintor e por seus amigos para realizar a I Exposição Geral de Belas Artes como garantia de sua inserção no circuito artístico paulista. O conflito entre as exposições de 22 acentua o espaço geográfico ocupado pelos dois grupos. O capítulo III disserta sobre o posicionamento do pintor Belisário na contramão dos marchands, frente à liberdade do artista-artesão em suas Travessias . O IV capítulo trata do Tangenciamento do Pintor na Construção do Cenário Artístico apontando as exposições das quais o artista participou e a importante formação de redes sociais a que chamo de triângulos de sociabilidade. O fator periférico supera os determinantes socioeconômicos e culturais para situar, através de sua criação, a expressão artística existente no interior de sua obra. A biografia do artista é reconstituída e sua trajetória artística confirmada mediante o exame dos sucessivos momentos por que passou o campo artístico em sua formação em São Paulo, tomando como balizas temporais 1922, 1951, 1975. A recorrência ao método historiográfico deve-se ao exame de documentos impressos (jornais, revistas, catálogos) e ao exame de documentos pessoais (cartas, objetos, fotos, recortes, cartões postais e documentos oficiais pessoais). O método sociológico serviu para melhor estruturar as entrevistas com o objetivo de reconstruir trajetórias e redes de relações e poder; além do estudo de instituições (academias, salões, ateliês, escolas). Com o suporte do método da história da arte examinamos as obras de arte em seus aspectos temáticos e estilísticos para fundamentar, com bases em estudos sobre a pintura do circuito paulista, a arte de Waldemar Belisário
Abstract: Hegemonic relations characterized the arts in the city of Sao Paulo in the beginning of twenty century. At this time, the modernistas were the center of everybody s attention which obfuscated the work of other artists in the city. It was not the case of painter Waldemar Belisário Pellizzari. Stigmatized as an Italian-immigrant blooded painter, Pellizzari was an outsider. His works not only revealed considerable points of tangency in the social circle of paulista aristocracy but also brought him close to Tarsila do Amaral and other artists of his time. In spite of that besides of becoming the godson of Lídia and José Estanislau do Amaral, the parents of Tarsila , Pellizzari remained in the condition of a henchman. In order to rebuild the trajectory of Waldemar Belisário Pellizzari,. this dissertation is divided in four chapters. The first one studies the construction of sociability made by the triangle Tarsiwald Pagu Belisário. Such construction demanded a cutting in the formation of the cultural/social capital as elements of demarcation of the frontiers of sociability (which is the name of the chapter). The Space in the Arts chapter II explores the difficulties faced by the painter and his friends to realize the Primeira Exposição Geral de Belas Artes , which would be his chance of becoming part of the Paulista artistic circuit. The conflict among the expositions of 1922 stresses out the geographic spaces filled by the two groups. Chapter III stresses out Pellizzari s opposition to the marchands and his struggle through his Travessias toward the freedom of the artist/artesian. Chapter IV explores the touch of the painter in the construction of the artistic scenario, pointing out the expositions in which he participated and the building of social nets (also known here as triangles of sociability ). We reconstruct both Pellizzari s artistic trajectory and biography by examining the formation and evolution of artistic environment in Sao Paulo (1922, 1951 and 1975). For doing so, we use both the historical and the sociological method of investigation. The first is to examine printed (newspapers, magazines and catalogs) and personal documents (letters, objects, photos, clippings, postal cards and official documents), and, the latter, to systematize interviews, rebuild trajectories and nets of power relations
Palavras-chave: Waldemar Belisário Pellizzari
Pintor paulista
Belisario, Waldemar -- 1895-1983 -- Critica e interpretacao
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Ciências Sociais
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais
Citação: Marcondes, Ana Maria Barbosa de Faria. Travessia periférica: a trajetória do pintor Waldemar Belisário: um estudo sobre a desconstrução do cenário artístico paulista. 2006. 177 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2006.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/3754
Data de defesa: 19-Oct-2006
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ana Maria Barbosa de Faria Marcondes.pdf15,86 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.