REPOSITORIO PUCSP Trabalho de Conclusão de Curso - TCC Trabalho de Conclusão de Curso - TCC
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/36344
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Título: A clínica de Antonin Artaud: cartografias da performance na esquizoanálise
Autor(es): Abdalla, Maria Victoria Bhi Vanazzi
Primeiro Orientador: Maciel Junior, Plínio de Almeida
Resumo: Essa pesquisa busca cartografar uma clínica artaudiana e performática. A clínica é pensada aqui enquanto ambiência de diferenciação e de extensão do inconsciente; ela acontece na margem de um rio, em ruas, montanhas, museus, teatros, grutas, cavernas, tocas e serras. Ela vaza do campo “psi” – partindo de um paradigma estético dos sonhos; do corpo; dos agenciamentos sociais, mentais e ambientais. Através da esquizoanálise e do método da cartografia afetiva, a performance é cartografada aqui enquanto exercício pulsional; ela é uma prática-sem-nome situada na história da arte por meio do Manifesto Fluxus. Ela é analisada enquanto prática ancestral de magia; matriz híbrida das artes; prática do encontro, da conexão e realização de desejos; feitiços; xamanismo. A instância originária caracteriza o exercício pulsional; ela é o poder de apropriação e elaboração – é um fazer experimental, sem órgãos – uma vibração em que tudo é feito do mesmo tecido que a natureza. As grutas paleolíticas da Europa, as serras e tocas da Bahia e do Piauí, os trabalhos de Ana Mendieta e de Dora Maar e os escritos de Antonin Artaud são registros do originário; são materiais performáticos, clínicos, de vida. Contudo, as diferentes modalidades do Fáscio (como o fascismo, o capitalismo e o neoliberalismo) anunciam um desvio, uma captura, uma fixação e um impedimento da instância originária na sociedade fálica-branca-cis-colonial-normativa. Frente ao Fáscio, Antonin Artaud compôs um teatro vivo e coletivo (teatro da crueldade; cru; da carne; da sensibilidade) que é também uma clínica. Enquanto seus colegas de Marselha lutavam na segunda guerra mundial, ele transtornou, neurastênico. Artaud elaborou conceitos (como o de crueldade, humanárvore e corpo sem órgãos) e descreveu experiências (como a sua viagem ao México e as internações compulsórias em hospitais psiquiátricos) que cartografam uma prática clínica. Ao unir seus escritos e sua trajetória anti-psiquiátrica com “As três ecologias” de Félix Guattari, foi possível uma aliança afetiva que proporciona dispositivos clínicos para se cultivar performances; humanárvores
Palavras-chave: Antonin Artaud
Performance art
Arte rupestre
Pulsão
Esquizoanálise
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da Instituição: PUC-SP
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Ciências Humanas e da Saúde
metadata.dc.publisher.program: Graduação em Psicologia
Citação: Abdalla, Maria Victoria Bhi Vanazzi. A clínica de Antonin Artaud: cartografias da performance na esquizoanálise. 2023. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Psicologia) - Faculdade de Ciências Humanas e da Saúde da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2023.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/36344
Data do documento: 12-Jun-2023
Aparece nas coleções:Trabalho de Conclusão de Curso - TCC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
MARIA VICTORIA BHI VANAZZI ABDALLA - TCC.pdf8,62 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.