???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/3603
Tipo do documento: Tese
Título: Alteridade e cidadania: os idosos usuários do metrô de São Paulo
Autor: Guedes, Cecilia Elena Fuentes 
Primeiro orientador: Veras, Maura Pardini Bicudo
Resumo: Este trabalho procura compreender a convivência urbana na metrópole de São Paulo, a qual se expande na direção de uma cidade global e produz novas formas de sociabilidade nos espaços públicos, que se caracterizam por encontros fugazes, em ritmo acelerado e automatizado de multidões anônimas. O tema trata do desenvolvimento da alteridade e da cidadania nessa nova condição urbana. O cenário para se observar o fenômeno escolhido foi o metrô, tendo em vista que é um microcosmo da diversidade social e cultural existente na metrópole e nele podem ser observados conflitos envolvendo raça e etnia, gênero, faixa etária, classe social, deficiência ou restrição física. Buscou-se entender a cidade contemporânea e, em particular, a metrópole de São Paulo, dentro das condições atuais do capitalismo globalizado, referenciando-a teoricamente como cenário de sociabilidades, de fluxos e de velocidade, redes de itinerários e de pragmatismo, com poucas oportunidades para encontros e fruição. Nesse sentido, ganha destaque a questão da mobilidade, em especial, a vivida no metrô. Neste estudo, delimitou-se o campo de investigação ao segmento idoso como ele é percebido e tratado pelos demais usuários e como se percebe na ação compartilhada de uma viagem urbana. Considerou-se a relevância empírica desse segmento, tendo em vista seu crescimento demográfico e sua participação social. A metodologia adotada foi uma combinação de abordagens quantitativa (dados secundários) e qualitativa, baseada na análise de comunicações espontâneas dirigidas ao Metrô de São Paulo por meio de seus canais de relacionamento com o público entre os anos de 2010 e 2013, sobre a presença e circulação de idosos no metrô, tanto de seu próprio ponto de vista como dos demais usuários, além de entrevistas realizadas com idosos usuários do metrô. Como principais resultados evidenciou-se que, apesar dos aspectos pouco favoráveis à sociabilidade na metrópole moderna, se encontram, ainda que incipientes, posturas de civilidade, urbanidade, empatia e respeito que significam potenciais avanços na consideração do reconhecimento da alteridade
Abstract: This work seeks to understand the urban life of Sao Paulo s metropolis, which expands itself toward a global city, producing new forms of sociability in public spaces, which are characterized by fleeting encounters, fast pace and automated anonymous crowds. The theme deals with the development of otherness and citizenship in this new urban condition. The scenario chosen to observe such phenomenon was the city subway, considering it as a microcosm of the social and cultural diversity of the metropolis and where it can be seen the conflicts involving race and ethnicity, gender, age, social class, disability or physical restrictions. We sought to understand the contemporary city and, in particular, the metropolis of São Paulo, under global capitalism current conditions, theoretically referencing itself as the scenario of sociability, flows and speed, networks of routes and pragmatism without meetings or enjoyment. In this sense, the issue of mobility is highlighted, particularly the one experienced in the subway. This study delineated it´s field of research to the elderly segment - how he is noticed and treated by other users and how he sees himself in the shared action of an urban trip. This segment was considered to be of empirical relevance, given its demographic and social participation growth. The methodology adopted was that of a combination of qualitative and quantitative approaches (secondary data), based on the analysis of spontaneous communications addressed to the São Paulo subway through its relationship channels between the years 2010 and 2013, on the presence and passenger flow of its elderly people, both from his own point of view and from the other subway users, plus interviews with elderly commuters. Our main results disclosed that, despite the modern metropolis unfavorable aspects towards sociability, its noticeable, albeit incipient, postures of civility, politeness, empathy and respect that represents potential advances in the consideration of otherness
Palavras-chave: Sociabilidade
Alteridade
Idoso
Metrô
Cidadania
Sociability
Otherness
Elderly
Subway
Citizenship
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Ciências Sociais
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais
Citação: Guedes, Cecilia Elena Fuentes. Alteridade e cidadania: os idosos usuários do metrô de São Paulo. 2014. 195 f. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/3603
Data de defesa: 6-Nov-2014
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Cecilia Elena Fuentes Guedes.pdf1,57 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.