REPOSITORIO PUCSP Teses e Dissertações dos Programas de Pós-Graduação da PUC-SP Programa de Pós-Graduação em Educação nas Profissões da Saúde
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/30992
Tipo: Dissertação
Título: Percepções de médicos intensivistas brasileiros sobre o uso do ecocardiograma à beira-leito
Autor(es): Fonseca, Simone de Medeiros
Primeiro Orientador: Rondelo, Lúcia Duarte
Resumo: Simone MF. Percepções de Médicos Intensivistas Brasileiros sobre o uso do Ecocardiograma à beira-leito. O uso do exame ecocardiograma à beira-leito por médicos intensivistas têm se tornado uma ferramenta de grande valia para compor a avaliação, diagnóstico assertivo, manejo do estado hemodinâmico, estratificação de risco e as intervenções terapêuticas dos pacientes críticos adultos internados nas unidades de terapia intensiva. O estudo teve como objetivos elaborar e validar um instrumento para caracterizar o perfil de capacitação profissional de médicos intensivistas brasileiros quanto ao uso do ecocardiograma à beira-leito e identificar a percepção dos médicos intensivistas que realizaram capacitação no uso do ecocardiograma à beira-leito sobre as competências para o seu uso e a melhoria da assistência com a utilização dessa ferramenta. Trata-se de pesquisa observacional, transversal, descritiva, de abordagem quantitativa. Participaram 90 médicos associados a Associação de Medicina Intensiva Brasileira. Os participantes responderam um questionário online autoaplicável, validado por seis juízes, que abrangeu três domínios: capacitação para uso do ecocardiograma à beira-leito; utilização do ecocardiograma à beira-leito; caracterização dos participantes. Os resultados foram organizados em tabelas e analisados segundo a frequência absoluta e relativa de suas variáveis. Constatouse que 64% dos participantes foram capacitados para o uso do ecocardiograma à beira-leito, em sua maioria em cursos de educação médica continuada, com carga horária acima de 12 horas; 84% referiram conseguir realizar o exame sem auxílio de outro profissional após a capacitação; 72% foram capazes de discutir os resultados obtidos com profissionais mais experientes; 79 a 93% dos respondentes afirmaram o desenvolvimento de habilidades específicas pós capacitação da ferramenta. Em contrapartida, 55% dos participantes se consideram pouco ou quase nada capacitado para utilizar esse recurso em sua prática. Tanto a percepção sobre competências adquiridas pós capacitação, quanto o tipo de capacitação, como a carga horária total do curso realizado não influenciaram nas habilidades dos participantes em realizar a avaliação das medidas básicas para responder questões clínicas objetivas e direcionadas, como recomendado pela literatura
Abstract: Simone MF. Perception of Brazilian Intensive Care Physicians about the use of bedside Echocardiogram. The use of bedside echocardiogram by intensive care physicians has become a valuable tool to make up the evaluation, assertive diagnosis, management of hemodynamic status, risk stratification and therapeutic interventions of adult critical lye patients hospitalized in intensive care units. The study aimed to elaborate and validate an instrument to characterize the profile of professional training of Brazilian intensive care physicians regarding the use of echocardiogram at the bedside and to identify the perception of intensive care physicians who performed training in the use of bedside echocardiogram on competencies for its use and improvement of care with the use of this tool. This is observational, transverse, descriptive research of quantitative approach. Ninety physicians associated with the Brazilian Association of Intensive Care Medicine participated. Participants answered a self-administered online questionnaire, validated by six judges, which covered three domains: training for bedside echocardiogram; use of bedside echocardiogram; characterization of participants. The results were organized in tables and analyzed according to the absolute and relative frequency of their variables. It was found that 64% of the participants were trained to use the bedside echocardiogram, mostly in continuing medical education courses, with a workload of more than 12 hours; 84% reported being able to perform the exam without the help of another professional after training; 72% were able to discuss the results obtained with more experienced professionals; 79 to 93% of the respondents affirmed the development of specific skills after training of the tool. On the other hand, 55% of the sample considers itself little or almost nothing capable of using this resource in their practice. Both the perception of skills acquired after training, as well the type of training and the total workload of the course did not influence the participants' abilities to perform the evaluation of basic measures to answer objective and targeted clinical questions, as recommended by the literature
Palavras-chave: Capacitação Profissional
Unidades de Cuidados Intensivos
Técnicas de diagnóstico cardiovascular
Professional Training
Intensive care units
Cardiovascular diagnostic techniques
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da Instituição: PUC-SP
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde
metadata.dc.publisher.program: Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação nas Profissões da Saúde
Citação: Fonseca, Simone de Medeiros. Percepções de médicos intensivistas brasileiros sobre o uso do ecocardiograma à beira-leito. 2022. Dissertação (Mestrado em Educação nas Profissões da Saúde) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação nas Profissões da Saúde da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Sorocaba, 2022.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/30992
Data do documento: 31-Ago-2022
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação em Educação nas Profissões da Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Simone de Medeiros Fonseca.pdf2,22 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.