REPOSITORIO PUCSP Trabalho de Conclusão de Curso - TCC Graduação em Psicologia
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/28078
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorSilva, Fernanda Gomes Torres da
dc.contributor.advisor1Souza, Talitha Ferraz de
dc.date.accessioned2022-09-29T23:49:12Z-
dc.date.available2022-09-29T23:49:12Z-
dc.date.issued2017-09-18-
dc.identifier.citationSilva, Fernanda Gomes Torres da. Complexo de édipo e identidade sexual: articulações entre psicanálise e feminismo. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Psicologia) - Faculdade de Ciências Humanas e da Saúde da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2017.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/28078-
dc.description.resumoA partir dos ideais feministas e da inserção do conceito de gênero proposto por Stoller, vimos que as proposições dadas por Freud, devido a relação à cultura, caem por terra no momento em que não há a consideração de pessoas trans, apenas cis. Assim percebemos a necessidade de uma reconstrução, como a feita por Stoller, para que possamos pensar além do binarismo de gênero. Ainda assim podemos visualizar alguns aspectos não considerados pelo autor e criticados por Lacan. Para este é necessária a formulação para além do complexo de Édipo, através das formulas de sexuação para se pensar o modo com que tanto o masculino quanto o feminino se posicionarão. Entretanto, apesar desta construção para além do complexo de Édipo, observamos alguns aspectos dados pelas críticas das psicanalistas feministas que traduzem o olhar da psicanálise como aquele que mantém as relações entre sexo e gênero, mas também as evidencia fornecendo a possibilidade de transformação. Desta forma, podemos dizer que o feminismo, assim como a psicanálise, serve como uma ferramenta de análise e questionamento às relações sociais vividas. E que devido ao lugar que tanto a psicanálise, quanto o feminismo ocupam, suas questões se apresentam de forma que uma complete a outra, quando falamos de gênero. Assim, este trabalho consiste em uma apresentação das ideias criticadas pelas autoras, caracterizando uma introdução ao modo com que o gênero é lido pela psicanálise no complexo de Édipo. Além disso, visto a existência de inúmeras perguntas ao longo deste trabalho, não foi possível propor uma finalização às respostas, dada a complexidade da questãopt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherPontifícia Universidade Católica de São Paulopt_BR
dc.publisher.departmentFaculdade de Ciências Humanas e da Saúdept_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.initialsPUC-SPpt_BR
dc.publisher.programGraduação em Psicologiapt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectPsicanálisept_BR
dc.subjectComplexo de édipopt_BR
dc.subjectGêneropt_BR
dc.subjectIdentidade sexualpt_BR
dc.subjectFeminilidadept_BR
dc.subjectMasculinidadept_BR
dc.subjectFeminismopt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIApt_BR
dc.titleComplexo de édipo e identidade sexual: articulações entre psicanálise e feminismopt_BR
dc.typeTrabalho de Conclusão de Cursopt_BR
Aparece nas coleções:Graduação em Psicologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
FERNANDA GOMES TORRES DA SILVA - TCC.pdf821,74 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.