REPOSITORIO PUCSP Trabalho de Conclusão de Curso - TCC Graduação em Fonoaudiologia
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/27925
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Título: Comparação dos limiares de audibilidade entre abutment, softband e arcos de teste na prótese auditiva ancorada no osso
Autor(es): Santos, Marina Marques dos
Primeiro Orientador: Pupo, Altair Cadrobbi (Lila)
Resumo: Introdução: As próteses auditivas ancoradas no osso, transmitem o som por meio da condução óssea diretamente para orelha interna. Podem ser testados antes do procedimento cirúrgico por meio de uma softband (faixa) ou de arcos de teste (testband e headband). Os testes pré-cirúrgicos feitos com esses acopladores podem apresentar resultados aproximados da amplificação obtida pós-operatória, porém os transdutores interagem com o osso por uma camada de pele e tecido subcutâneo que amortecem a transmissão e diminuem a amplificação efetiva. Objetivo: Verificar se há diferença entre os limiares auditivos com a prótese auditiva ancorada no osso com o processador acoplado ao abutment, à softband, ao headband e ao testband, medidos em campo sonoro e in situ. Método: 4 sujeitos adultos (7 orelhas implantadas). Foram realizadas audiometria em campo sonoro e audiometria in situ nas frequências de 500,1k, 1,5k, 2k, 3k e 4kHz, e Índice Percentual de Reconhecimento de Fala (IRF), nas condições de teste: sem o processador, e com o processador acoplado ao abutment, à softband e aos arcos de teste. Resultados: Foi encontrada melhora significativa dos limiares de audibilidade obtidos com a prótese auditiva ancorada no osso, quando comparados aos limiares sem a prótese. Houve diferença estatisticamente significante entre os limiares obtidos com a prótese acoplada no abutment e com os outros acessórios – softband, testband e headband, com maior diferença nas frequências de 1k, 3k e 4kHz. Não houve diferença significativa nos limiares obtidos com os três acopladores usados no pré-teste (softband, testband e headband). Esses resultados foram encontrados nas audiometrias em campo sonoro e in situ realizada com o software da empresa. Conclusão: O processador da prótese auditiva ancorada no osso acoplado ao abutment obteve melhores limiares em comparação aos outros acopladores (softband e arcos de teste). De qualquer forma, estes acopladores são considerados adequados para os testes précirúrgicos, desde que os pacientes sejam orientados e seja estimado o ganho que será obtido no pós-cirúrgico
Palavras-chave: Audiometria
Condução óssea
Surdez
Perda auditiva condutiva
Perda auditiva mista
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::FONOAUDIOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da Instituição: PUC-SP
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Ciências Humanas e da Saúde
metadata.dc.publisher.program: Graduação em Fonoaudiologia
Citação: Santos, Marina Marques dos. Comparação dos limiares de audibilidade entre abutment, softband e arcos de teste na prótese auditiva ancorada no osso. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fonoaudiologia) - Faculdade de Ciências Humanas e da Saúde da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2018.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/27925
Data do documento: 23-Nov-2018
Aparece nas coleções:Graduação em Fonoaudiologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
MARINA MARQUES DOS SANTOS - TCC.pdf433,32 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.