REPOSITORIO PUCSP Trabalho de Conclusão de Curso - TCC Graduação em Psicologia
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/27668
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Título: A cura em psicanálise: estabelecendo diálogos com a psiquiatria através de La Borde
Autor(es): Raposo, Renata Queiroz Telles de Sarandy
Primeiro Orientador: Souza, Talitha Ferraz de
Resumo: Esta é uma pesquisa que visa pensar o conceito de cura dentro da teoria psicanalítica. Na sociedade contemporânea, um sujeito considerado curado é um sujeito sem sintomas e adaptado ao ideal de normalidade vigente. Em uma época de supremacia do modelo médico e medicalizante no gerenciamento do sofrimento psíquico, a cura é cada vez mais marcada por um ideal positivista, fortalecido ainda mais após a publicação do DSM (Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais) IV, em 1994. Partindo desse contexto, essa pesquisa questiona se a psicanálise realiza ou não uma experiência de cura. Tendo como hipótese que a psicanálise não realiza uma experiência de cura, se pensando a cura dentro desse ideal, questiona-se qual é então a concepção de cura da própria psicanálise, e quais são suas particularidades. Em uma época de modulação química da subjetividade, essa pesquisa está no esforço de encontrar um lugar possível para a psicanálise e seu conceito de cura, que nadam na contramão da tendência normatizante contemporânea. Sabemos que na psicanálise de Freud e Lacan, o sintoma ocupa um lugar central, sendo o edifício a partir do qual o sujeito se estrutura. A cura em psicanálise não se trata, portanto, da eliminação dos sintomas, e é pensada na clínica psicanalítica sobretudo como uma experiência do analisante. Ao final de uma análise, o sujeito poderá se posicionar de outra forma perante os seus sintomas, não sendo o sintoma de entrada o mesmo de saída. O tratamento empreendido na clínica psiquiátrica de La Borde, na França, mostra que a noção de cura defendida pela psicanálise não serve apenas para o divã analítico e não é exclusiva da psicanálise. O projeto terapêutico de La Borde e a visão de cura que aí prevalece evidenciam que um diálogo entre a noção de cura em psicanálise e a psiquiatria é viável, nutrindo uma possibilidade de encontro e compromisso entre as duas áreas
Abstract: This is a research that aims to think about the concept of cure within the psychoanalytic theory. In contemporary society, a person considered cured is a person without symptoms and adapted to the prevailing ideal of normality. In the current context of supremacy of the medical model and of supremacy of the medicalising practice in the management of psychic suffering, the cure is increasingly marked by a positivist ideal, strengthened even more after the publication of the DSM (Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders) IV, in 1994. From this context, this research aims to question whether or not psychoanalysis performs an experience of cure. Having as hypothesis that psychoanalysis does not perform an experience of cure, as thinking the cure within this ideal, it is then questioned which is then the conception of cure of psychoanalysis itself, and which are its particularities. In a time of chemical modulation of subjectivity, this research is in the effort to find a possible place for psychoanalysis and its concept of cure, which swim against the normalizing practice. We know that in the psychoanalysis of Freud and Lacan, the symptom occupies a central place, being the building from which the subject is structured. The cure in psychoanalysis is not, therefore, about the elimination of symptoms, it is, above all, an experience of the patient himself. At the end of an analysis process, the patient may position himself differently about his symptoms, so that the initial symptom is not the same as the final symptom. The treatment undertaken at the La Borde psychiatric clinic in France shows that the notion of cure advocated by psychoanalysis is not only for the analytic couch and is not exclusive to psychoanalysis. The therapeutic project of La Borde and the vision of cure that prevails within this project show that the dialogue between the notion of cure in psychoanalysis and psychiatry is viable, nurturing a possibility of encounter and commitment between the two areas
Palavras-chave: Psicanálise
Cura
Psiquiatria
La Borde
Psychoanalysis
Cure
Psychiatry
La Borde
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da Instituição: PUC-SP
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Ciências Humanas e da Saúde
metadata.dc.publisher.program: Graduação em Psicologia
Citação: Raposo, Renata Queiroz Telles de Sarandy. A cura em psicanálise: estabelecendo diálogos com a psiquiatria através de La Borde. 2022. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Psicologia) - Faculdade de Ciências Humanas e da Saúde da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2022.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/27668
Data do documento: 17-Jun-2022
Aparece nas coleções:Graduação em Psicologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Renata Queiroz Telles de Sarandy Raposo_Renata Queiroz Telle.pdf512,18 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.