REPOSITORIO PUCSP Teses e Dissertações dos Programas de Pós-Graduação da PUC-SP Programa de Pós-Graduação em Educação nas Profissões da Saúde
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/24181
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorCirino, Flávia Cristina Busato-
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/3266830209241295pt_BR
dc.contributor.advisor1Oliveira, Raquel Aparecida de-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/6816909756882357pt_BR
dc.date.accessioned2021-12-09T20:25:37Z-
dc.date.available2021-12-09T20:25:37Z-
dc.date.issued2021-04-26-
dc.identifier.citationCirino, Flávia Cristina Busato. A interprofissionalidade numa indústria de grande porte: um olhar para equipe de saúde do trabalhador. 2021. Dissertação (Mestrado em Educação nas Profissões da Saúde) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação nas Profissões da Saúde da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Sorocaba, 2021.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/24181-
dc.description.resumoA prática interprofissional surge com o propósito de melhorar a qualidade da assistência à saúde, a partir de efetivas interações dos diferentes profissionais. No contexto da Saúde do Trabalhador as práticas interprofissionais asseguram intervenções integrais com maior capacidade de respostas frente aos fatores de riscos aos quais os trabalhadores estão submetidos. O objetivo desta pesquisa foi propor intervenções para a prática interprofissional na perspectiva da equipe de Saúde do Trabalhador. Realizou-se uma pesquisa qualitativa exploratória, na modalidade do estudo de caso com 14 profissionais da equipe de Saúde do Trabalhador que atuam numa indústria alimentícia de grande porte, localizada no interior do estado de São Paulo. Foram realizadas entrevistas reflexivas com enfoque nas práticas interprofissionais. Para a sistematização e análise dos discursos, utilizou-se a análise de conteúdo. Resultaram 42 unidades de contexto, 211 unidades de registro, seis categorias e 27 subcategorias. As categorias formadas foram: I) Reconhecimento da prática interprofissional durante atuação no trabalho; II) Percepção do comportamento organizacional; III) Concepção da atividade profissional; IV) Frustração profissional; V) Interpretação do relacionamento profissional e VI) Proposta estratégica para mudança. Os profissionais de Saúde do Trabalhador reconhecem vantagens da prática interprofissional tanto para as relações de trabalho quanto para a organização. Avalia-se que a falta de comunicação interna e a rigidez hierárquica, tanto na própria equipe de Saúde do Trabalhador quanto em relação aos Recursos Humanos, são os principais desfavorecedores à prática interprofissional e os principais causadores da frustração profissional. Os profissionais julgam que houve uma evolução na dinâmica de trabalho, mas que as relações não se configuram como interprofissionais. Para mudança desse paradigma, sugere-se à indústria investir num plano de comunicação interna, na liderança colaborativa, em estratégias para a valorização do profissional de Saúde do Trabalhador, na configuração do espaço físico e na contratação de profissionais. Conclui-se que os profissionais da equipe de Saúde do Trabalhador têm muito a contribuir com o desenvolvimento de estratégias para melhorias nas interações profissionais com vista à interprofissionalidade. Por fim, averígua-se que a desintegração da prática profissional não incentiva os profissionais de Saúde do Trabalhador a assumirem atividades de cunho preventivo na indústriapt_BR
dc.description.abstractInterprofessional practice comes with the purpose of improving the quality of health care, based on effective interactions of different professionals. In the context of Occupational Health, interprofessional practices ensure integral interventions with greater capacity for responses to the risk factors to which workers are subjected. The aim of this research was to propose interventions for interprofessional practice from the perspective of the Worker's Health team. An exploratory qualitative research was carried out in the form of a case study with 14 professionals from the Worker's Health team working in a large food industry located in the interior of the State of São Paulo. Reflective interviews were conducted focusing on interprofessional practices. Content analysis was used for systematization and analysis of discourses. There were 42 context units, 211 registration units, six categories and 27 subcategories. The categories formed were: I) Recognition of interprofessional practice during work; II) Perception of organizational behavior; III) Conception of professional activity; IV) Professional frustration; V) Interpretation of the professional relationship and VI) Strategic proposal for change. Workers' Health professionals recognize advantages of interprofessional practice for both work relationships and organization. It is evaluated that the lack of internal communication and hierarchical rigidity, both in the Workers' Health team itself and in relation to human resources, are the main disfavors to interprofessional practice and the main causes of professional frustration. The professionals believe that there has been an evolution in the work dynamics, but that relationships are not configured as interprofessional. To change this paradigm, suggest the industry to invest in an internal communication plan, collaborative leadership, strategies for the valorization of the professional of Worker Health, in the configuration of the physical space and in the hiring of professionals. It is concluded that the professionals of the Worker's Health team have much to contribute to the development of strategies for improvements in professional interactions with a view to interprofessionality. Finally, it’s clear the disintegration of professional practice does not encourage worker’s health professionals to assume preventive activities in the industryen_US
dc.languageporpt_BR
dc.publisherPontifícia Universidade Católica de São Paulopt_BR
dc.publisher.departmentFaculdade de Ciências Médicas e da Saúdept_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.initialsPUC-SPpt_BR
dc.publisher.programPrograma de Estudos Pós-Graduados em Educação nas Profissões da Saúdept_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectRelações interprofissionaispt_BR
dc.subjectSaúde do trabalhadorpt_BR
dc.subjectAlimentos - Indústriapt_BR
dc.subjectInterprofessional relationshipsen_US
dc.subjectWorker's healthen_US
dc.subjectFood industry and tradeen_US
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS DA SAUDEpt_BR
dc.titleA interprofissionalidade numa indústria de grande porte: um olhar para equipe de saúde do trabalhadorpt_BR
dc.title.alternativeInterprofessionality in a large industry: a look at the Worker's Health teamen_US
dc.typeDissertaçãopt_BR
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação em Educação nas Profissões da Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Flávia Cristina Busato Cirino.pdf2,43 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.