REPOSITORIO PUCSP Teses e Dissertações dos Programas de Pós-Graduação da PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em Administração
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/23936
Tipo: Tese
Título: Os efeitos do risco percebido na intenção de uso de veículos autônomos
Título(s) alternativo(s): The effects of perceived risk on the intention to use autonomous vehicles (VA’s)
Autor(es): Vieitez, Cristina Maria Alcântara de Brito
Primeiro Orientador: Las Casas, Alexandre Luzzi
Resumo: A entrada de veículos autônomos (VA’s) no mercado se justifica por vários aspectos e, em especial, devido às promessas de melhoria da mobilidade urbana global, da segurança de motoristas e pedestres e ainda de menor emissão de gás carbônico no meio ambiente. Porém, o risco percebido do consumidor pode ser um entrave para o uso de produtos de inovação tecnológica, especialmente aqueles com potencial disruptivo. As lacunas existentes no modelo cognitivo de risco percebido são amplamente conhecidas, especialmente quando se trata do seu efeito na intenção de uso de novas tecnologias. Ele se situa nos estudos de modelos cognitivos de decisão, relativos ao comportamento do consumidor e à adoção de novas tecnologias. O objetivo desta pesquisa foi verificar os efeitos do risco percebido na intenção de uso de VA’s, observando a possível influência dos constructos novidade e ansiedade. Buscou-se também verificar o quanto a informação sobre os VA’s modificava a intenção de uso. Para tanto, através de um quase-experimento, aplicou-se um survey, junto a alunos de administração da PUC/SP, que consistiu na divisão de uma amostra de estudantes em dois grupos: um grupo experimental que assistiu a um vídeo sobre VA’s e um grupo controle, que não assistiu, de maneira a verificar a diferença de risco percebido e intenção de uso entre os dois grupos. O tratamento e análise dos dados coletados foram feitos mediante o emprego de Modelagem de Equações Estruturais (SEM). Entre os resultados, detectou-se que o grupo experimental teve mitigado o seu risco percebido psicológico. A informação é um fator mitigador do risco percebido psicológico, devendo ser utilizada para atenuá-lo. O risco psicológico é o que mais influencia a intenção de uso de um VA. A novidade influencia a intenção do consumidor de usar um VA, fazendo-o aceitar o risco psicológico embutido nessa escolha. Os riscos percebidos físico e de desempenho têm algum grau de influência sobre a propensão para uso do VA pela novidade. Já o risco social não aparenta influenciar a intenção de uso, nem a propensão para adotar o VA pela novidade. A ansiedade não surge como um fator de influência de adoção da novidade, nem da intenção de usar um VA. A contribuição principal deste estudo está no fato de que, até onde se sabe, este é o primeiro trabalho acadêmico na área de comportamento do consumidor que propõe um modelo teórico de análise da influência da ‘novidade’ entre as dimensões do risco percebido e a intenção de uso de veículos autônomos (VA’s)
Abstract: The entry of autonomous vehicles (AVs) into the market is justified by several aspects and, in particular, due to the promises of improved global urban mobility, driver and pedestrian safety, and lower environmental gas emissions. However, perceived consumer risk can be a barrier to the use of technology innovation products, especially those with disruptive potential. The gaps in the cognitive perceived risk model are widely known, mainly when it comes to their effect on the intended use of new technologies. It lies in the study of cognitive decision models regarding consumer behavior, and the adoption of new technologies. The objective of this research was to verify the effects of perceived risk on the use intention of AV's, noting the possible influence of the constructs novelty and anxiety. It was also sought to verify how the information about the AV's changed the intention to use. For this, through a quasi-experiment, a survey was conducted with business students from PUC / SP. A sample of students was divided into two groups: an experimental group that watched a video about AV's and a group control that did not attend, in order to verify the difference of perceived risk and intention to use between the two groups. The treatment and analysis of the collected data were made using Structural Equation Modeling (SEM). Among the results, it was found that the experimental group had mitigated their perceived psychological risk. Information is a mitigating factor of perceived psychological risk and should be used to mitigate it. Psychological risk is what most influences the intention to use a AV. The novelty influences the consumer's intention to use the AV, making him accept the psychological risk embedded in this choice. Perceived physical and performance risks have some degree of influence on the propensity to use AV for novelty, and social risk does not appear to influence the intention to use or the propensity to adopt AV for novelty. Anxiety does not seem to be a factor influencing the adoption of novelty, nor the intention to use a AV. The main contribution of this study is the fact that, as far as we know, this is the first academic work in the area of consumer behavior that proposes a theoretical model of analysis of the influence of 'novelty' between the dimensions of perceived risk and intention of autonomous vehicles (AV's)
Palavras-chave: Risco percebido
Veículos autônomos
Avaliação de riscos
Perceived risk
Automated vehicles
Risk assessment
CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da Instituição: PUC-SP
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Economia, Administração, Contábeis e Atuariais
metadata.dc.publisher.program: Programa de Estudos Pós-Graduados em Administração
Citação: Vieitez, Cristina Maria Alcântara de Brito. Os efeitos do risco percebido na intenção de uso de veículos autônomos. 2020. Tese (Doutorado em Administração) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Administração da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2020.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/23936
Data do documento: 16-Abr-2020
Aparece nas coleções:Programa de Estudos Pós-Graduados em Administração

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Cristina Maria Alcântara de Brito Vieitez.pdf3,21 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.