REPOSITORIO PUCSP Teses e Dissertações dos Programas de Pós-Graduação da PUC-SP Programa de Pós-Graduação em Educação nas Profissões da Saúde
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/22722
Tipo: Dissertação
Título: Relação entre atendimento de recém-nascidos em serviço de urgência e orientação materna sobre as principais intercorrências no período neonatal
Título(s) alternativo(s): Relationship between demand for emergency room care in newborns and maternal counseling about the main events in the neonatal period
Autor(es): Bonadio, Angelo Carneiro
Primeiro Orientador: Oliveira, Raquel Aparecida de
Resumo: Introdução: O período neonatal, do nascimento até o vigésimo oitavo dia de vida, é repleto de dúvidas e ansiedade por parte dos pais. Nem sempre a experiência prévia é suficiente para diminuir tais angústias. Com certa frequência as crianças são conduzidas às unidades de pronto atendimento para solucionar questões simples. Essa prática pode tranquilizar os pais, porém é prejudicial ao recém-nascido, o qual fica exposto a um ambiente com alta circulação de patógenos. Quando nos atentamos para a imunodeficiência própria da idade e para o fato de que a cobertura vacinal ainda se encontra em estágio inicial, fica claro que esta atitude pode trazer riscos ao neonato. Objetivos: Esse trabalho tem como objetivo encontrar formas de diminuir o fluxo de atendimento de recém-nascidos em unidades de urgência a partir da intervenção educativa na maternidade. Metodologia: Trata-se de um estudo descritivo, quantitativo e qualitativo com intervenção educativa realizadas por pediatras na maternidade municipal de salto de Pirapora, interior de São Paulo. Primeiramente, foi realizado questionário individual, pré-intervenção educativa com 99 mães e acompanhantes de recém-nascidos para levantamento de dúvidas sobre os principais problemas de saúde no período neonatal. Posteriormente foi realizada intervenção na maternidade, de forma dialogada, abordando a necessidade e quando realmente se deve levar o recém-nascido à unidade de emergência. Após o período neonatal, as mesmas mães responderam um questionário sobre a avaliação da intervenção. Foram comparados dados do fluxo de atendimento em pronto socorro antes e após a intervenção. Resultados: Como resultado obteve-se a diminuição da procura do serviço de urgência. A proporção de quem procurou o pronto atendimento era de 36,7% no ano anterior à intervenção e de 30,56% dois anos antes e foi reduzida para 12,33% após a realização da intervenção demonstrando uma redução média de 21,3%. As maiores dúvidas das participantes foram: febre 65,63%, engasgo ou afogamento 39,58%, choro constante 33,33% e alergia 25%
Abstract: Introduction: Neonatal is the period between the date of birth and twenty-eighth days after birth, in this period parents face many doubts and anxiety. Even previous neonatal period experiences are not enough to avoid or decrease of such parent’s anguishes. In this context, parents commonly take newborns to prompt care units to solve simple health matters. Despite of this practice reassure the parents, it can be harmful to the newborns because they get expose to a great pathogens circulation environment. Since the vaccination coverage is still at early stage and the immunodeficiency age-specific, this behavior can bring risks to the newborns. Objective: This study aims the objective reduction of newborn’s care flow in emergency units through the educational intervention in maternity. Methodology: This is a descriptive, quantitative and qualitative study assisted by pediatricians with educational intervention in the municipal maternity of Salto de Pirapora, in Sao Paulo estate countryside. It is based in an individual questionnaire, made pre educational intervention with 99 mothers and newborn’s accompanying to understand the most frequent concerns about the main health problems during the neonatal period. Regarding the previously a dialogical educative intervention was organized in the maternity about and when the newborn in fact should be taken to an emergency unit. After the neonatal period, the same mothers answered an intervention evaluation questionnaire and the data of newborn’s care flow in emergency units before and after the intervention was compared. Results: The results show that there was a reduction on the emergency services demand. The proportion of those who went to the prompt care was 36.7% on the year before the intervention and 30.56% two years earlier. The reduction reached about 12.33% after the intervention, an average reduction of 21.3%. The biggest concerns of the participants were: fever 65.63%, choking or drowning 39.58%, constant crying 33.33% and allergy 25%
Palavras-chave: Emergências neonatais
Neonatologia
Recém-nascidos - Cuidado e tratamento
Neonatal emergencies
Neonatology
Newborn infants - Care
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da Instituição: PUC-SP
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde
metadata.dc.publisher.program: Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação nas Profissões da Saúde
Citação: Bonadio, Angelo Carneiro. Relação entre atendimento de recém-nascidos em serviço de urgência e orientação materna sobre as principais intercorrências no período neonatal. 2019. 72 f. Dissertação (Mestrado em Educação nas Profissões da Saúde) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação nas Profissões da Saúde, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Sorocaba, 2019.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/22722
Data do documento: 9-Set-2019
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação em Educação nas Profissões da Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Angelo Carneiro Bonadio.pdf1,81 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.