REPOSITORIO PUCSP Teses e Dissertações dos Programas de Pós-Graduação da PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação nas Profissões da Saúde
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/22651
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorCarnut, Leonardo-
dc.creator.Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4737858J6por
dc.contributor.advisor1Oliveira, Raquel Aparecida de-
dc.date.accessioned2019-09-30T11:46:27Z-
dc.date.issued2019-09-12-
dc.identifier.citationCarnut, Leonardo. Formação política em saúde: evidências, reconceituações, desafios e ressignificações. 2019. 91 f. Dissertação (Mestrado em Educação nas Profissões da Saúde) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação nas Profissões da Saúde, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Sorocaba, 2019.por
dc.identifier.urihttps://tede2.pucsp.br/handle/handle/22651-
dc.description.resumoObjetivo: O objetivo deste estudo foi revisar o conceito de educação política utilizado nos estudos na área da saúde e compreender a reconstrução do ‘político’ por profissionais de saúde em um processo de formação política. Metodologia: Este estudo foi dividido em duas etapas metodológicas: a primeira tratou-se de uma revisão integrativa teórica do conceito de educação política e dos elementos teóricos-educacionais que embasam esse conceito nos estudos. Trabalhou-se como os portais Bireme e PubMED e as bases de dados Web of Science, SCOPUS, nos idiomas inglês, português e espanhol, sem limite de data de publicação. Na segunda etapa, tratou-se de uma abordagem qualitativa, através de uma análise do conteúdo das respostas de 5 turmas de trabalhadores de saúde cursantes em uma Formação Política em Saúde, realizada na Associação Paulista de Saúde Pública (APSP) que está arquivada no documento de Avaliação Global do Curso. Nestes documentos foram identificadas as percepções dos cursantes sobre ‘o político’ em três dimensões: as suas reconceituações sobre o ‘político’, os desafios que enxergam do político na saúde pública e as suas ressignificações sobre o ‘político’. Resultados: Na primeira etapa, a maior parte dos artigos incluídos (17) se encontrou indexados na Bireme (65,4%) e 61,5% (16) apresentam o conceito de educação política. Majoritariamente, a concepção de educação política na saúde está associada à ideia de cidadania e contraditoriamente trabalha com as perspectivas críticas da educação. Na segunda, sobre as reconceituações sobre o ‘político’, a categoria mais frequentes foi “Perceberam que as ações no contexto da saúde e da Saúde Coletiva são políticas” 13% (20); sobre os desafios que enxergam do político na saúde pública, os trabalhadores referiram-se, majoritariamente, ao fato de “Entender(em) melhor a influência do capital na saúde pública” 16,39% (20). Sobre as ressignificações sobre o ‘político’, o Eixo 1, cuja pergunta disparadora foi “A Política Pública é Política? Onde está o SUS?” foi considerado pelos cursantes das turmas 2 (20,8%), 3 (38,4%) e 4 (23,0%) como o conteúdo mais significativo. Conclusão: Há um descompasso entre produção científica e realidade brasileira sendo necessária a formação política crítica para além-muros das universidades e da disciplinarização epistêmica da área da saúdepor
dc.description.abstractObjective: The objective of this study was to review the concept of political education used in health studies and to understand the reconstruction of the 'political' by health professionals in a process of political formation. Methodology: This study was divided in two methodological stages: the first one was a theoretical integrative revision of the concept of political education and the theoretical-educational elements that support this concept in the studies. The Bireme and PubMED portals and the Web of Science, SCOPUS databases were developed in English, Portuguese and Spanish, with no publication date limitation. In the second stage, it was a qualitative approach, through an analysis of the content of the responses of 5 classes of health workers attending a Political Training in Health, held at the Paulista Association of Public Health (APSP), which is archived in the document of the Course Overall Assessment. In these documents, the students' perceptions about 'the politician' were identified in three dimensions: their reconceptions about the 'political', the challenges they perceive of the politician in public health, and their re-significations about the 'political'. Results: In the first step, most of the included articles (17) were indexed in Bireme (65.4%) and 61.5% (16) present the concept of political education. Majority, the conception of political education in health is associated with the idea of citizenship and contradictorily works with the critical perspectives of education. In the second, on the reconceptualizations about the 'political', the most frequent category was "They realized that actions in the context of health and Collective Health are political" 13% (20); on the challenges they perceive of the politician in public health, the workers referred mainly to the fact that they "better understand the influence of capital on public health" 16,39% (20). On the re-significations about the 'politician', Axis 1, whose triggering question was "Public Policy is Politics? Where is the SUS?" was considered by class 2 (20.8%), 3 (38.4%) and 4 (23.0%) as the most significant content. Conclusion: There is a mismatch between scientific production and Brazilian reality, requiring a critical political formation for universities beyond the university and epistemic discipline of the health areaeng
dc.formatapplication/pdf*
dc.thumbnail.urlhttp://tede2.pucsp.br/tede/retrieve/50528/Leonardo%20Carnut.pdf.jpg*
dc.languageporpor
dc.publisherPontifícia Universidade Católica de São Paulopor
dc.publisher.departmentFaculdade de Ciências Médicas e da Saúdepor
dc.publisher.countryBrasilpor
dc.publisher.initialsPUC-SPpor
dc.publisher.programPrograma de Estudos Pós-Graduados em Educação nas Profissões da Saúdepor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectPolíticapor
dc.subjectEducação em saúdepor
dc.subjectSistema Único de Saúdepor
dc.subjectPolíticas públicas de saúdepor
dc.subjectPoliticseng
dc.subjectHealth educationeng
dc.subjectPublic health policyeng
dc.subjectUnified Health Systemeng
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS DA SAUDEpor
dc.titleFormação política em saúde: evidências, reconceituações, desafios e ressignificaçõespor
dc.title.alternativePolitical formation in health: evidences, reconceptualizations, challenges and resignificationseng
dc.typeDissertaçãopor
Aparece nas coleções:Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação nas Profissões da Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Leonardo Carnut.pdf841,7 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.