REPOSITORIO PUCSP Teses e Dissertações dos Programas de Pós-Graduação da PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/22199
Tipo: Dissertação
Título: Desmundo, de Ana Miranda: a (des)leitura de um Brasil pela voz ficcional da mulher
Título(s) alternativo(s): Desmundo, an Ana Miranda’s novel: the (dis)reading of Brazil by the fictional voice of a woman
Autor(es): Holanda, Camila Vilela de
Primeiro Orientador: Darin, Leila Cristina de Melo
Resumo: A presente pesquisa se propõe a analisar o romance Desmundo (1996), da escritora brasileira Ana Miranda, por meio das vozes das personagens femininas, sobretudo a da protagonista, Oribela. Escrita em forma de diário, a obra traz a narrativa de uma jovem que, recém-desembarcada de uma nau a mando da rainha de Portugal, em um Brasil do ano de 1555, confronta os paradoxos entre a realidade de ter sido educada em um convento português e a selvageria de um país sem identidade, moral e que não era, sequer, uma nação. Esta pesquisa busca refletir de que maneira, ao dar a voz a uma personagem feminina – tradicionalmente excluída dos relatos oficiais da nossa história –, Ana Miranda consegue promover uma leitura crítica da realidade contemporânea sob a ótica do Romance Histórico, como fundamentado por György Lukács, da Metaficção Historiográfica abarcada por Linda Hutcheon e a exposição histórica do papel da mulher no Brasil colonial, perpetrada por Mary Del Priore
Abstract: The present research aims to analyze the Brazilian writer Ana Miranda’s novel Desmundo (1996), by the means of the female characters’ voices, especially the protagonist’s one – a young woman called Oribela. Written in the form of a diary, the literary work embraces the narrative of a girl who lands in Brazil in 1555, coming from Portugal in a ship, due to the order of the Queen. Oribela faces the paradoxes between the reality of having been educated in a Portuguese convent and the savagery of a country with no identity, morality nor even been a nation. This research proposes to search the ways, on giving voice to a female character – who has traditionally been excluded from the official accounts of our History – Ana Miranda is able to develop a critical reading of the contemporary reality under the lens of the Historical Novel as theoritized by György Lukács, the Linda Hutcheon’s Historiographic Metafiction and Mary Del Priore historical role of women in colonial Brazil
Palavras-chave: Ficção histórica brasileira
Mulheres e literatura - Brasil
Miranda, Ana [1951- ] - Desmundo - Crítica e interpretação
Brazilian historical fiction
Women and literature - Brazil
Miranda, Ana [1951- ] - Desmundo - Criticism and interpretation
CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA::LINGUISTICA APLICADA
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da Instituição: PUC-SP
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Filosofia, Comunicação, Letras e Artes
metadata.dc.publisher.program: Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária
Citação: Holanda, Camila Vilela de. Desmundo, de Ana Miranda: a (des)leitura de um Brasil pela voz ficcional da mulher. 2019. 128 f. Dissertação (Mestrado em Literatura e Crítica Literária) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2019.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/22199
Data do documento: 8-Abr-2019
Aparece nas coleções:Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Camila Vilela de Holanda.pdf1,62 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.