???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/21994
Tipo do documento: Dissertação
Título: Crianças com fissura lábio palatina: relação entre percepção auditiva e características audiológicas e otológicas no contexto da avaliação foniátrica
Título(s) alternativo(s): Children with left lip and palate: relationship between auditory perception and audiological and otological characteristics in the context of phoniatric evaluation
Autor: Guerra, Mônica Elisabeth Simons 
Primeiro orientador: Novaes, Beatriz Cavalcanti de Albuquerque Caiuby
Resumo: Introdução: A fissura lábio palatina destaca-se em diferentes áreas da saúde, principalmente por sua interferência estético-funcional e por ser de alta incidência. A foniatria estuda e cuida de crianças com alterações da linguagem e tem interesse nestes pacientes devido à grande complexidade e variabilidade nos aspectos da fala e da linguagem. Existem varias causas, apresentadas por elas, que podem afetar as suas habilidades, tais como: falha na função perceptivo auditiva, por consequência de otites e perda auditivas flutuantes; falha na construção das primeiras palavras durante o desenvolvimento fonológico, uma vez que o palato ainda não foi reparado nesse estágio; falhas comportamentais vinculadas à menor exposição da criança à linguagem: cirurgias e internações recorrentes, relação materna comprometida, alterações estéticas faciais, questões sociais e econômicas. Objetivo: relacionar a função perceptivo auditiva, discriminação, memória e consciência fonológica, com as características audiológicas e otológicas em crianças com fissura lábio palatina no contexto da avaliação foniátrica. Método: foram avaliadas 30 crianças , sendo 13 (43%) com fissura pós forame incisivo e 17 (57%) com fissura transforame incisivo, entre 6 e 9 anos, de um centro especializado no estado de São Paulo. O desempenho de habilidades perceptivas auditivas, discriminação auditiva, memória auditiva e consciência fonológica, foi relacionado com as características audiológicas e otológicas e identificados fatores desencadeantes ou de agravamento da linguagem, no contexto da avaliação foniátrica. Resultados: a população estudada foi homogênea em relação à idade, sexo e nível socioeconômico. 25 crianças (83,3%) fizeram terapia fonoaudiológica, sendo que o grupo de fissura transforame apresentou maior porcentagem (94,1%). Em relação ao resultado das habilidades perceptivas auditivas, este se mostrou alterado em: 26,7% na consciência fonológica, 20% na memória auditiva e 13,3% na discriminação auditiva. O desempenho alterado nas provas de consciência fonológica esteve associado ao desempenho escolar insatisfatório (53,7%), média maior do limiar de reconhecimento de fala (LRF) nos dois momento, na coleta (média=22,2dBNA, DP=17,2) e aos 3 anos de idade (média=34,4dBNA, DP=11,2, p=0,046), e pior no grupo fissura transforame incisivo (média=29,4dBNA). O melhor resultado da consciência fonológica teve associação com maior idade dos participantes. A memória auditiva estava adequada no grupo com desempenho escolar satisfatório (p=0,024), estava inadequada quando a média do LRF aos 3 anos idade (média=31,3dBNA, DP11,4) e na coleta (média= 20,4%, DP=16,6) foram maiores. A maior média do limiar de reconhecimento de fala (LRF) no momento da coleta teve maior associação com fissura transforame incisivo (média=18,4dBNA, DP=14,6) e desempenho escolar insatisfatório (média=21dBNA, DP=16,3). Conclusões: A associação da consciência fonológica e da memória auditiva com o LRF, nos dois momentos, constatou que perdas auditivas prolongadas podem levar a falha no processamento auditivo e nas habilidades fonológicas. Baixo desempenho nos testes de discriminação auditiva, memória auditiva e consciência fonológica indicam que outros fatores da história clínica do paciente podem influenciar nas funções perceptivas auditivas, sendo reflexo de processo em cascata que afeta a construção de linguagem. A consulta foniátrica possibilitou a identificação de aspectos não diretamente relacionados à condição anátomo-funcional, mas que interferiram no desenvolvimento de linguagem destas crianças
Abstract: Introduction: Clef lip and palate stands out in different health areas, mainly due to its aesthetic-functional interference and because of its high incidence. Phoniatric studies and cares for children with language disorders and is very much involved with these patients due to the great complexity and variability in the aspects of speech and language. There are several causes that can affect the abilities, such as: failure of the auditory perceptive function due to otitis and floating hearing loss; failures in speech production during phonological development, since the palate has not yet been repaired at this stage; behavioral flaws linked to the child's minor exposure to language due to: recurrent surgeries and hospitalizations, committed maternal relationship, facial aesthetic changes, social and economic issues. Objective: to relate the auditory perceptual function, discrimination, memory and phonological evaluation, with the audiological and otological characteristics in children with cleft palate in the context of the phoniatric evaluation.Method: 30 children: (13 (43%) of clef palate and 17 (57%) of cleft lip and palate were evaluated, from 6 to 9 years old, registered patients at a specialized center in the state of São Paulo. The following auditory perception abilities were tested: auditory discrimination, auditory memory and phonological evaluation, and related to audiological and otological characteristics, aiming at identifying triggering factors or language aggravation in the context of Phoniatric evaluation. Result: the studied population was homogeneous in relation to age, sex and socioeconomic level. 25 (83.3%) children underwent speech language pathology therapy. The group of clef lip and palate presented a higher percentage (94.1%). In relation to the auditory perceptual abilities result, it was altered in: 8 (26.7%) in the phonological awareness, 6 (20%) in the auditory memory and 4 (13.3%) in the auditory discrimination. The altered performance in phonological evaluation tests was associated with unsatisfactory school performance (53.7%), higher mean speech recognition threshold (SRT) at the time of collection (mean = 22.2dBNA, SD = 17.2), and at 3 years old (mean = 34.4dBNA, SD = 11.2, p = 0.046) and worse in the incisor cleft lip and palate group (mean = 29.4dBNA). The best result of phonological awareness was associated with older participants. The auditory memory was adequate in the group with satisfactory school performance (p = 0.024), it was inadequate when the mean age at the age of 3 years (mean = 31.3dBNA, DP11.4) and in the collection (mean = 20.4% SD = 16.6) were higher. The highest mean speech recognition threshold (SRT) at the time of collection had a higher association with cleft lip and palate (mean = 18.4dBNA, SD = 14.6) and poor school performance (mean = 21dBNA, SD = 16.3 ). Conclusion: The association of phonological awareness and auditory memory with the LRF at both moments found that prolonged hearing loss may lead to failure in auditory processing and phonological skills. Low performance in the tests of auditory discrimination, auditory memory and phonological awareness evaluation indicates that other factors in the patient's clinical history may influence the auditory perceptual functions, being a reflection of the complex processes that affects language construction. The phoniatric evaluation provided for the identification of aspects not directly related to the anatomic-functional condition, but which interfered in the language development of these children
Palavras-chave: Fissura lábio paliativa
Percepção auditiva
Desenvolvimento infantil
Clef lip and palate
Auditory perception
Child development
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::FONOAUDIOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Faculdade de Ciências Humanas e da Saúde
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Fonoaudiologia
Citação: Guerra, Mônica Elisabeth Simons. Crianças com fissura lábio palatina: relação entre percepção auditiva e características audiológicas e otológicas no contexto da avaliação foniátrica. 2019. 116 f. Dissertação (Mestrado em Fonoaudiologia) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Fonoaudiologia, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2019.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/21994
Data de defesa: 18-Feb-2019
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Fonoaudiologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Mônica Elisabeth Simons Guerra.pdf1,8 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.