???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/21821
Tipo do documento: Dissertação
Título: A Thanatographie de um Littératuricide: da experiência-limite à estética da desistência nos epitáfios de Jacques Rigaut
Autor: Canova, Renato Factori 
Primeiro orientador: Araújo, Rafael de Paula Aguiar
Resumo: Este trabalho de pesquisa tem como objeto os escritos do arteiro dadaísta Jacques Rigaut, conhecidos como epitáfios. O trabalho tem como intuito responder a seguinte questão: faz-se possível compreender os escritos de Jacques Rigaut como uma Estética da Desistência? Para esta pesquisa, uma miríade conceitual é acionada no intento de ofertar uma resposta possível ao problema levantado. Logo, algumas ferramentas conceituais são aqui operacionalizadas. Com o conceito de fin de siècle do politólogo Eugen Weber, pretende-se lançar luz ao contexto histórico e sumamente artístico, no qual, Jacques Rigaut estava inserido. Após a exposição deste cenário artístico, o conceito de Littératuricide, de autoria de George Izambard, procura explorar o modo de ser de Jacques Rigaut, sua profissão de fé; um homicida simbólico das magnus opus, de seus autores e de seus respectivos valores culturais. Os epitáfios produzidos nessa profissão podem ser apreendidos como aparelhos de Thanatographies, cujo conceito foi elaborado por Philippe Sollers. Suas tanatografias revelam seu flerte com o morrer, narrativas que exprimem a morte de si, o gesto da escrita que expressa seu anseio por encerrar-se. Tais grafias mortíferas, lançam-no em uma Experiência-Limite, conceito elaborado por Maurice Blanchot. A Experiência-Limite localizada no campo da escrita, exige de Jacques Rigaut seu corpo, colocando em risco sua existência, que o faz deslizar rumo a uma renúncia de si, a uma bela desistência, uma elegante saída de seu habitat corpóreo, infringindo sobre si, por um gesto de sumária estesia, uma Estética da Desistência
Abstract: This research has as object of study the writings of the mischievous dadaist Jacques Rigaut, known as epitaphs. The research aims to answer to the following question: is it possible to understand Jacques Rigaut’s writings as a “Desistance Aesthetics”? In order to answer to this question, I activate a myriad of concepts and operationalize some conceptual tools. With the political scientist Eugene Weber’s concept of fin de siècle, I shed light upon the historical and highly artistic context in which Jacques Rigaut lived. Following the exposure of this artistic scenario, I present George Izambard’s concept of Littératuricide, aiming to explore Jacques Rigaut’s way of being, his profession of faith – the symbolic homicide of magnus opus, its authors and its respective cultural values. The epitaphs produced in this profession can be apprehended as tanatographs’ apparatus, concept inaugurated by Philippe Sollers. His thanatographies reveal his flirtation with death; they are narratives that express the death of self, and writing gestures that express his will to end his life. These deadly writings cast Jacques Rigaut into a Limit-Experience, concept elaborated by Maurice Blanchot. The Limit-Experience, in the field of writing, require from de Jacques Rigaut his own body, and places his existence in risk, what makes him slide to a self-renouncement, a beautiful withdrawal, an elegant way out from his corporeal habitat, infringing upon himself, with a gesture of an unique and extreme aesthesia, a “Desistance Aesthetics”
Palavras-chave: Jacques Rigaut
Experiência-Limite
Estética da Desistência
Limit-Experience
Desistance Aesthetics
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Faculdade de Ciências Sociais
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais
Citação: Canova, Renato Factori. A Thanatographie de um Littératuricide: da experiência-limite à estética da desistência nos epitáfios de Jacques Rigaut. 2018. 157 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) – Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/21821
Data de defesa: 9-Nov-2018
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Renato Factori Canova.pdf1,31 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.