Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/21804
Tipo do documento: Tese
Título: Teias do tempo: o jovem do ensino médio como sujeito na gestação do futuro
Autor: Campos, Maria Tereza Rangel Arruda 
Primeiro orientador: Brait, Elisabeth
Resumo: O ensino médio tem sido alvo de justificada preocupação por parte de instituições e órgãos governamentais. Conforme várias fontes (CASTRO et alii, 2013; INEP, 2013), apenas cerca de metade dos jovens de 15 a 17 anos cursa esse nível de ensino. Esse fato tem impacto negativo para o Brasil, que precisa de pessoas qualificadas para sustentar um projeto de desenvolvimento. Pode-se perguntar por que tantos jovens estão fora do ensino médio. Mas também pode-se indagar por que metade persiste. Que planos formulam? Que valores afirmam? Como percebem a escola e a eventual contribuição do ensino médio para a realização de seus planos? Esta pesquisa analisa entrevistas gravadas com estudantes do Ensino Médio da rede pública para investigar: 1) Que sujeitos se afirmam discursivamente nas entrevistas? 2) Que possibilidade de futuro o discurso dos entrevistados projeta? 3) Quanto o ensino médio participa dessa projeção? Foram gravadas e transcritas entrevistas com 24 jovens do ensino médio público em duas cidades de Minas Gerais, estado que contou com seis escolas públicas entre as 20 mais bem avaliadas no Enem de 2012 e apresenta um dos mais altos Índices de Desenvolvimento da Educação Básica dentre as públicas (3,4 em 2011; 3,7 em 2013). A escolha dos municípios teve como critério a população (até 100 mil habitantes), os números do IDHM e, nele, o componente educação. A análise trabalha com os conceitos de tema e arquitetônica, tomados do conjunto teórico de Bakhtin e o Círculo, para verificar a identidade discursiva dos sujeitos entrevistados, entendida como uma voz que afirma centros de valor. O trabalho parte da análise em profundidade de cinco entrevistas para reconhecer como se constroem, em cada enunciado, os temas família, memória, planos de futuro, percepção da escola. Passa em seguida a uma análise horizontal, verificando como cada tema se afirma para um sujeito coletivo. Com base nessa análise, o trabalho quer reconhecer a arquitetônica do enunciado, verificando os centros de valor que se afirmam na relação entre entrevistados, entrevistador e pesquisador. Este trabalho supõe que o ensino médio público não percebe os alunos como sujeitos dotados de voz, que ocupam lugar axiológico, ideológico, revelado no que expressam de suas vivências, projeções, percepções. Supõe, ainda, que a projeção de futuro limite-se às possibilidades contingenciais dos jovens. Este trabalho conclui identificando na resistência um valor fundamental na sustentação da arquitetônica do enunciado. Ao resistir, os sujeitos entrevistados afirmam a imperiosa necessidade de seguir para diante apesar de uma vida confrontada pelo esgarçamento familiar, pela escola insuficiente, pelas contingências do entorno na formulação dos planos de futuro. Embora confirme as hipóteses formuladas, o trabalho identifica uma disposição que também opõe resistência ao que se interpõe entre os sujeitos e a realização de suas aspirações. A conclusão também contempla a necessidade de formulação de projeto de um país justo sem o qual será sempre mais difícil chegar ao projeto de uma escola que considere de fato o jovem do ensino médio como sujeito e inclua verdadeiramente sua voz, seus planos, a expressão de suas potencialidades. A pesquisa pretende contribuir para uma reflexão sobre políticas públicas formuladas para ensino médio
Abstract: Secondary education has been the subject of justifiable concern by governmental agencies and institutions. According to several sources (CASTRO et alii, 2013; INEP, 2013), only about half of the teenagers from 15 to 17 years old attend this level of education. That fact has a negative impact for Brazil, which needs qualified people to support a development project. One may wonder why so many young people are out of high school. But one may also wonder why half of the students persists. What kind of plans do they make? What kind of values do they state? How do they realize the school and the possible contribution of secondary education possible contribution to help them make their plans happen? This research analyzes interviews recorded with public Secondary education’s students to investigate: 1) Which subjects affirm themselves discursively in the interviews? 2) What possibility of future the interviewees' discourse is projecting? 3) How much does secondary education participate in this projection? Interviews were recorded and transcribed with 24 youngsters from public secondary education in two cities of the state of Minas Gerais, that had six public schools among the 20 most evaluated in the Enem 2012 (High School National Exam) and has one of the highest Indexes of Development of Basic Education - IDEB among the public schools (3.4 in 2011, 3.7 in 2013). The choice of the municipalities had, as a criterion, the population (up to 100 thousand inhabitants), the numbers of the MHDI - Municipal Human Development Index and, in it, the education component. The analysis is based on the concepts of the subject and architectonic, taken from the theoretical set of Bakhtin and the Circle, to verify the discursive identity of the students interviewed, understood as a voice that affirms centers of value. The work starts from the indepth analysis of five interviews to recognize how the subjects as family, memory, plans and perception of the school are elaborated in each statement. It then goes on to a horizontal analysis, verifying how each subject is affirmed for a collective subject. Based on this analysis, the work wants to recognize the architectonic of the statement, verifying the centers of value that are affirmed in the relation among the interviewees, interviewer and researcher. This work assumes that the public secondary education does not perceive the students as subjects endowed with voice, that fill the axiological, ideological place, revealed in what they express of their experiences, projections, perceptions. It also assumes that the projection for the future is limited to the contingent possibilities of the young youngsters. This work concludes identifying in the resistance a fundamental value in the support of the architectonic of the statement. By resisting, the subjects interviewed affirm the imperative need to move forward despite a life confronted by family breakdown, insufficient schooling, the contingencies of the surroundings in making plans. Although it confirms the hypotheses made, the work identifies a disposition that also opposes resistance to what is interposed between the subjects and the achievement of their aspirations. The conclusion also contemplates the need to make a fair country project without which it will always be more difficult to get to the project of a school that in fact considers the youngster of the secondary education as subject and truly includes his voice, his plans and the expression of his potentialities. The research intends to contribute for a reflection on public polices elaborated for the secondary education
Palavras-chave: Ensino médio
Políticas públicas
Estudantes do ensino médio
Secondary education
Public policies
High school students
Área(s) do CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA::LINGUISTICA APLICADA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Faculdade de Filosofia, Comunicação, Letras e Artes
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem
Citação: Campos, Maria Tereza Rangel Arruda. Teias do tempo: o jovem do ensino médio como sujeito na gestação do futuro. 2018. 365 f. Tese (Doutorado em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/21804
Data de defesa: 7-Dez-2018
Aparece nas coleções:Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Maria Tereza Rangel Arruda Campos.pdf2,49 MBAdobe PDFThumbnail

Baixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.