???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/21665
Tipo do documento: Tese
Título: Sindicatos dos trabalhadores bancários: formações discursivas em concorrência
Autor: Silva Neto, Antonio Artequilino da 
Primeiro orientador: Silva, Maria Cecília Pérez de Souza e
Resumo: A presente tese, ligada à linha de pesquisa “Linguagem e Trabalho”, tem por objetivo analisar a relação interdiscursiva que envolve e constitui os discursos dos sindicatos dos bancários de São Paulo e de Santos. Ambos os sindicatos representam a categoria dos bancários em suas respectivas bases, com a finalidade de resguardar os seus interesses econômicos e laborais. A análise histórica do movimento sindical bancário revela o percurso das lutas empreendidas ao longo do tempo e as suas consequências nos dias atuais. As mudanças no mundo do trabalho continuam acontecendo e incluem as transformações na indústria bancária brasileira, que atualmente promove mudanças estruturais que afetam o emprego e as condições de trabalho dos bancários. Nesse contexto, o papel do movimento sindical dos bancários é desempenhado dentro de uma complexa dinâmica de interações que inclui as instituições financeiras, os trabalhadores bancários, o poder judiciário, as centrais sindicais, o governo e a população em geral. As negociações coletivas acontecem na data-base da categoria e representam o clímax do confronto de interesses que colocam em mesas opostas os sindicatos dos trabalhadores bancários e os representantes dos empregadores. Trata-se de um momento crítico, revelador das tensões discursivas que assumem e expressam posicionamentos ideológicos distintos no tratamento das questões que envolvem as relações conflituosas entre capital e trabalho em seus aspectos de natureza sindical, social, política, econômica e histórica. A tese central desta pesquisa é comprovada com a prevalência da hipótese de que os sindicatos dos trabalhadores bancários de São Paulo e de Santos estabelecem entre si uma relação de concorrência caracterizada por movimentos discursivos distintos, ao mesmo tempo em que atuam conjuntamente sob a orientação de um comando nacional unificado. Outrossim, assumem uma convergência de propósitos na confrontação com os banqueiros, apesar de adotarem diferentes formas de resistência e de oposição aos banqueiros, representados pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban). A base teórica adotada recorreu aos conceitos de ethos discursivo, cenografia e práticas intersemióticas, mobilizados a partir das coerções estabelecidas pela Semântica Global, tal como concebida por Dominique Maingueneau, dentro dos pressupostos de uma pesquisa qualitativa. A articulação entre teoria e procedimentos metodológicos possibilitou a análise aprofundada do corpus, delimitado aos discursos dos sindicatos dos bancários e constituído pelos jornais Folha Bancária, do Sindicato dos Bancários de São Paulo, e o Informativo bancário, publicado pelo Sindicato dos Bancários de Santos e Região. Foram coletados e analisados os textos dos informativos apresentados em meio digital relacionados à Campanha Salarial de 2015, que aconteceu no período de 1 de agosto a 7 de novembro de 2015, envolvendo desde as primeiras negociações até o fim do movimento grevista da categoria, que teve a duração de 21 dias e possibilitou a assinatura dos Instrumentos Coletivos: Convenção Coletiva de Trabalho e dos Acordos Coletivos de Trabalho. Na análise do corpus, considerou-se o princípio do interdiscurso, focalizando especificamente a produção de sentidos nos trechos em que os sindicatos se deixam confluir e aqueles nos quais demonstram dissentir
Abstract: This Doctoral Thesis, linked to the line of researches Language and Work, aims at analysing the interdiscursive relationship that involves and constitutes the Banking Workers Unions of São Paulo and Santos discourses. Both trade unions represent the banking category in their bases, with the purpose of protecting their economic and labour interests. A historical analysis of the Banking Union Movement reveals the course of struggles undertaken over the time and its consequences in the present days. Changes in the world of work keep happening and they include transformations in the Brazilian banking industry that currently promotes structural changes, which affect employment and working conditions of banking workers. In this context, the role of the Banking Union Movement is played within a complex dynamic of interactions that include financial institutions, banking workers, judiciary, trade unions, government, and the population. Collective negotiations take place at the base data of the category and represent the climax of the confrontation of interests that put on opposing tables the Baking Unions and workers' representatives. This is a critical moment that reveals the discursive tensions that assume and express distinct ideological positioning in the treatment of issues involving conflicting relationships between Capital and Labour in its union, social, political, economic, and historical aspects. The central thesis of this research is proven with the prevalence of the hypothesis that the unions of bank workers of São Paulo and Santos establish among themselves a competitive relationship characterized by distinct discursive movements, while at the same time working together under the guidance of a unified national command. In addition, assume a convergence of purpose in confrontation with the bankers, although adopt different forms of resistance and opposition to the bankers, represented by the FENABAN - Banks National Federation. The theoretical basis adopted are the concepts of Discursive Ethos, Scenography, and Intersemiotic Practices, mobilized from the constraints established by Global Semantics, as conceived by Dominique Maingueneau, within the assumptions of a qualitative work. The articulation between theory and methodological procedures made possible the in-depth analysis of the corpus, delimited to the Banking Workers Union’s discourses and constituted by the newspaper “Baking News” of the Banking Syndicate of São Paulo and the “Banking Information” published by the Banking Syndicate of Santos. I collected and analysed the texts of information presented in digital media related to the ‘2015 Salary Campaign’, from August 1st to November 7th, from the first negotiations to the end of the category strike movement, which lasted 21 days and made possible the signing of Collective Instruments: Collective Labour Convention, and Collective Labour Agreements. In corpus analysis, I considered the principle of interdiscourse, focusing specifically the production of meanings in the sections in which the unions let themselves converge and those in which they demonstrate dissent
Palavras-chave: Sindicatos - Bancários
Análise do discurso
Sindicato dos Bancários de São Paulo
Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários de Santos
Trade-unions - Bank employees
Discourse analysis
Área(s) do CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA::LINGUISTICA APLICADA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Faculdade de Filosofia, Comunicação, Letras e Artes
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem
Citação: Silva Neto, Antonio Artequilino da. Sindicatos dos trabalhadores bancários: formações discursivas em concorrência. 2018. 446 f. Tese (Doutorado em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/21665
Data de defesa: 29-Oct-2018
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Antonio Artequilino da Silva Neto.pdf25,95 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.