???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/21661
Tipo do documento: Dissertação
Título: Conteúdo da história ou gênese de pressupostos? o lugar expositivo de Aristóteles nas duas primeiras seções de O Capital, de Karl Marx
Título(s) alternativo(s): Content of history or genesis of presuppositions? the expository place of Aristotle in the first two sections of Karl Marx's Capital
Autor: Viola, Andre Vidal 
Primeiro orientador: Rago Filho, Antonio
Resumo: Nesta dissertação procuramos analisar como Karl Marx mobiliza o passado e a história para fazer uma exposição crítica do presente. Sabe-se, pela Introdução suprimida em sua obra de 1859, Contribuição à Crítica da Economia Política, que Marx não desejava acompanhar simplesmente o desenvolvimento histórico das determinações do capital, mas sim recuperar a ordem e o movimento expositivo dessas determinações como posto pelo próprio modo de produção capitalista. Com isso procuramos identificar nos escritos de Marx como formas gerais da economia se relacionam com as manifestações de suas existências específica, particularmente no capitalismo. Também procuramos apontar a crítica como um momento histórico específico onde as contradições concretas trazem a necessidade de superar as expressões teóricas do presente. Assim, crítica e teoria se diferenciam também no modo de apreender a história. A partir da noção de gênese de pressupostos buscamos acompanhar a exposição marxiana da forma valor e do capital em sua forma geral para localizar algumas passagens que fazem referências a Aristóteles. Logo, não intentamos aqui nenhuma forma de comparação, aproximação ou contraposição entre os dois autores, mas tão somente delimitar e analisar tais referências no lugar preciso que estas assumem na exposição crítica do capital. Finalmente, acompanhamos um pequeno, mas relevante, conjunto de citações, da Ética a Nicômaco e da Política de Aristóteles, que persiste por mais de uma década na obra de Marx, desde a Contribuição de 1859 até a segunda edição de O Capital em 1872
Abstract: In this dissertation we try to analyze how Karl Marx mobilizes past and history to make a critical exposition of the present. It is known from the suppressed Introduction in his 1859 Contribution to the Critique of Political Economy that Marx did not wish to follow simply the historical development of the determinations of capital but to recover the order and the expositive movement of these determinations as put by the mode of capitalist production itself. By this we seek to identify in Marx's writings how economics general forms relate to the manifestations of their specific existences, particularly in capitalism. We also seek to point to criticism as a specific historical moment where concrete contradictions bring the need to overcome the theoretical expressions of the present. Thus, criticism and theory also differ in the way of apprehending history. From the notion of the genesis of presuppositions we seek to follow the marxian exposition of the value form and of capital in its general form to locate some passages that make references to Aristotle. Therefore, we do not attempt here any form of comparison, approximation or contrast between the two authors, but only to delimit and analyze such references in the precise place that they assume in the critical exposition of capital. Finally, we follow a small but relevant set of quotations from Aristotle's Nicomachean Ethics and Politics, which persisted for more than a decade in Marx's work, from the Contribution of 1859 to the second edition of Capital in 1872
Palavras-chave: Karl Marx
Aristóteles
História
Aristotle
History
Genesis of presuppositions
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Faculdade de Ciências Sociais
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em História
Citação: Viola, Andre Vidal. Conteúdo da história ou gênese de pressupostos? o lugar expositivo de Aristóteles nas duas primeiras seções de O Capital, de Karl Marx. 2018. 177 f. Dissertação( Programa de Estudos Pós-Graduados em História) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo .
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/21661
Data de defesa: 16-Oct-2018
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em História

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Andre Vidal Viola.pdf1,38 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.