???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/2148
Tipo do documento: Tese
Título: "Há sempre confiança de se estar ligado a alguém": dimensões utópicas das expressões da religiosidade bantú no Brasil
Autor: Malandrino, Brígida Carla 
Primeiro orientador: Brito, Enio José da Costa
Resumo: O objeto de estudo deste trabalho são as expressões da religiosidade bantú no Brasil, dando destaque à forma utópica, portanto à dimensão desejada e transitória dentro do enfoque das Ciências da Religião. Trabalhamos com a hipótese de que as expressões religiosas ao longo da história dos grupos de tradição bantú no Brasil podem ser entendidas como formas de continuidade, mas entendemos que não há a manutenção de um todo igual, mas que alguns aspectos são recuperados, outros descartados e outros, ainda, transformados como uma maneira de se buscar uma reorganização simbólica. A formação de novas expressões religiosas, como a umbanda, representou esta tentativa por parte das pessoas. Inicialmente, abordamos, de maneira propedêutica, a questão da tradição bantú. Em seguida, falamos a respeito do processo de diáspora e da transformação do africano livre em escravizado no Brasil. Depois, abordamos o período da escravidão no Brasil, focados na relação da Igreja Católica com a escravidão, falando a respeito de práticas afro-brasileiras de tradição bantú presentes nesse período. Em seguida, trabalhamos os períodos do pré e do pós-abolição, quando houve uma nova mudança identitária, isto é, de escravizados para libertos. A partir daí, falamos a respeito da umbanda; primeiro como uma utopia bantú, para depois, quase como uma continuidade do quinto capítulo, abordarmos os aspectos bantú na umbanda, mas, agora, na atualidade. É possível afirmar que com o presente trabalho chegamos aos seguintes resultados: identificamos a influência da tradição bantú na umbanda; proporcionamos o entendimento de como as pessoas que pertencem à determinada tradição, no caso a tradição bantú, ressignificaram as suas práticas religiosas ao longo do tempo; e oferecemos subsídios para a compreensão das práticas de hibridismo religioso, fazendo uma primeira aproximação no sentido de fornecer uma chave de leitura ou um método para a compreensão de uma tradição diaspórica, no nosso caso, a partir da tradição bantú. Falamos especificamente a respeito da criação de um método para o entendimento de sobrevivências traduzidas de tradições diaspóricas
Abstract: The subject under study in this work are the expressions of bantu religiousness in Brazil, emphasizing the utopian form, that is, the desired and transitory form according to the view of Religion Sciences. We worked with the hypothesis that the religious expressions of the groups of bantu tradition in Brazil, throughout history, can be understood as forms of continuity, but we also understand that there is no such thing as a uniform whole, but that some aspects are recovered, others are discarded and yet others are transformed, as a way of achieving a symbolic reorganization. The formation of new religious expressions, such as umbanda, represented this attempt by people. To start, in a preliminary form, we touched the question of the bantu tradition. Then we talked about the Diaspora process and the transformation of the free African into a slave in Brazil. After that, we considered the period of slavery in Brazil, focusing on the relationship of the Catholic Church to slavery, talking about Afro-Brazilian practices of bantu tradition, during this period. Next we worked the periods pre and after abolition, when a new identity change happened, that is, from slavery to freedom. From this point on, we talked about umbanda; first as a bantu utopia, then we go on as almost a follow up of the Fifth Chapter, talking about the bantu aspects in umbanda nowadays. It is possible to state that, according to this work, we have achieved the following results: we have identified the influence of the bantu tradition in umbanda; we got the understanding of how people belonging to a specific tradition, in this case, the bantu tradition, have managed to give new meanings to their religious practices throughout time; and we have offered contribution for the understanding of hybrid religious practices, doing a first approximation in the sense of offering a reading key or a method to understand a diasporic tradition, in our case, from a bantu tradition standpoint. Specifically we have written about the creation of a method for the understanding of survivals translated from diasporic traditions
Palavras-chave: Tradição bantú
Religiosidade bantú
Diáspora
Umbanda
Bantu tradition
Bantu religiousness
Slavery
Bantos
Cultos afro-brasileiros
Escravidao -- Brasil
Religiosidade
Umbanda
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::TEOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Ciências da Religião
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciência da Religião
Citação: Malandrino, Brígida Carla. "Há sempre confiança de se estar ligado a alguém": dimensões utópicas das expressões da religiosidade bantú no Brasil. 2010. 434 f. Tese (Doutorado em Ciências da Religião) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2010.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/2148
Data de defesa: 28-May-2010
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciência da Religião

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Brigida Carla Malandrino.pdf6,49 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.