???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/21474
Tipo do documento: Dissertação
Título: Análise acústica das distorções vocais intencionais produzidas por cantores de rock
Autor: Fiuza, Mauro Barro 
Primeiro orientador: Silva, Marta Assumpção de Andrada e
Resumo: Introdução: a distorção vocal intencional cria diferentes qualidades de voz que podem até se assemelhar a uma voz disfônica. Esse recurso é utilizado no canto como elemento de expressividade em diversos gêneros musicais, mas são conhecidos como característicos do rock. Estudos foram realizados com o objetivo de entender as formas de produção dessas distorções, mas poucos buscaram compreender as variações acústicas de cada ajuste. Objetivo: analisar diferentes distorções vocais intencionais em cantores de rock por meio da análise acústica. Método: oito cantores, seis homens e duas mulheres, com média de 36 anos responderam um questionário no qual indicaram os tipos de distorções que dominavam. Em seguida as seguintes tarefas foram gravadas em áudio: emissão da vogal [e] em tom habitual de fala, trecho de música e ajuste distorcido sustentado para cada um dos tipos listados. Foi realizada análise acústica e acústico-visual e extraídos os valores de frequência fundamental, a vogal utilizada na distorção sustentada, o traçado espectrográfico, a quantidade de sub-harmônicos e alcance do componente harmônico. Os dados das distorções na música e sustentadas foram comparados e os traçados espectrográficos foram classificados de acordo com a presença de harmônicos e ruído. Resultados: foram coletados 47 tipos de distorções. Em 38 tipos houve apenas uma pequena variação na comparação entre as amostras dos ajustes na música e sustentadas. Os tipos de traçados espectrográficos que mesclavam harmônicos e ruído foram a maioria, 37 nas amostras na música e 38 nas sustentadas. As vogais mais utilizadas foram as intermediárias (33) e anteriores (32). Seis ajustes apresentaram apenas ruído e houve variação na quantidade de sub-harmônicos de zero a até oito. Conclusão: de todas as distorções vocais intencionais coletadas a maioria apresentou traçado espectrográfico com presença tanto de componente harmônico quanto de ruído, porém, com grande variação no alcance do componente harmônico e da proporção dos sub-harmônicos em relação à frequência fundamental. Fatores como a vogal escolhida e a frequência fundamental emitida influenciaram na precisão da emissão dos ajustes, o que evidenciou a necessidade de se compreender as especificidades de cada um. Também foi constatada similaridade ao comparar ajustes distorcidos sustentados e nas músicas
Abstract: Introduction: intentional voice distortion creates different vocal qualities that may even resemble to a dysphonic voice. This feature is used in singing as an element of expressiveness in several musical genres but are known as characteristics of rock. Studies have been done with the purpose to understand the ways these distortions are produced, but few sought to understand the acoustic variations of each vocal setting Objective: to analyze different intentional voice distortions in rock singers based on acoustic analysis. Method: eight singers, six men and two women, with an average age of 36 years old, who answered a survey in which they indicated the types of voice distortions they used. Then the following sound samples were collected: vowel emission [e], music section and sustained distorted voice for each of the previously listed types. Acoustic and visual-acoustic analysis were performed and the values of fundamental frequency, the vowel used in the sustained distortion, the spectrographic trace, the amount of sub-harmonics and the range of the harmonic component were extracted. The data of the distortions in the music section and sustained sample were compared and the spectrographic traces were classified according to the presence of harmonics and noise. Results: 47 types of distortions were collected. In 38 types there were only a small variation in the comparison between the samples of the adjustments in the music and sustained distortion. The types of spectrographic traces that mixed harmonics and noise were the majority, 37 of them in the music samples and 38 in the sustained ones. The most used vowels were intermediate (33) and anterior (32). Six types presented only noise and there was a variation in the number of sub-harmonics from zero to eight. Conclusion: of all the intentional voice distortions collected, the majority presented spectrographic traces with the presence of both harmonic and noise components, but with a great variation in the harmonic component ranges and the sub-harmonic ratio in relation to the fundamental frequency. Factors such as the chosen vowel and the fundamental frequency sung influenced the precision of the emission of the distortions, which evidenced the need to understand the specificities of each type. Similarity was also observed when comparing sustained distorted sounds and music sections
Palavras-chave: Canto
Treinamento da voz
Músicos de rock
Acústica
Singing
Voice training
Rock musicians
Acoustics
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::FONOAUDIOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Faculdade de Ciências Humanas e da Saúde
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Fonoaudiologia
Citação: Fiuza, Mauro Barro. Análise acústica das distorções vocais intencionais produzidas por cantores de rock. 2018. 72 f. Dissertação (Mestrado em Fonoaudiologia) – Programa de Estudos Pós-Graduados em Fonoaudiologia, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/21474
Data de defesa: 28-Aug-2018
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Fonoaudiologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Mauro Barro Fiuza.pdf3,32 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.