???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/2147
Tipo do documento: Dissertação
Título: Os agrupamentos espontâneos de jovens e adultos surdos: um estudo de suas trajetórias e composição
Autor: Ferrari, Carla Cazelato 
Primeiro orientador: Silveira Bueno, José Geraldo
Resumo: Este estudo tem por objetivo investigar e analisar a composição de agrupamentos de surdos que, a partir de determinado momento, passaram a se reunir sistematicamente em locais públicos, identificando, de um lado, os determinantes sociais que contribuíram para a formação dos agrupamentos de surdos e, de outro, as atividades sociais privilegiadas no cotidiano dos encontros e, a partir deles, expressões de suas práticas sociais. Para esta investigação, foram, então, selecionados três agrupamentos de surdos, situados em locais públicos da cidade de São Paulo: dois em shopping centers e um terceiro em uma padaria. A coleta de dados foi realizada por meio de um Protocolo de Coleta de Dados como procedimento básico, e de observações, como elemento subsidiário das informações colhidas pelo Protocolo. Para nortear a organização e análise dos dados coletados, foram utilizadas, como referencial teórico básico, as contribuições de Bourdieu (1971, 1989, 1991, 1997, Bourdieu & Passeron, 1982), especialmente, os conceitos de capital cultural e capital social. No campo da educação especial, optou-se pela vertente de estudos desenvolvida por autores, como Bueno (1998, 1999, 2001, 2007), Soares (2005, 2006), Mendonça, (2007), entre outros, que entendem a surdez como uma marca biológica distinta, sem desconsiderar as outras marcas (psicológicas, sociais, econômicas, etc.) determinantes para a construção do sujeito social. Constatou-se, por meio dos dados coletados, que o agrupamento dos surdos do Shopping Metrô Santa Cruz, por exemplo, não poderia ser classificado como único, pois são quatro grupos que se reúnem no mesmo local público, mas que apresentam distinções evidentes da sua composição, determinadas pela idade, sexo, posição social atual e estado civil, que redundam em relações e interações sociais diferenciadas. Concluiu-se que os membros dos seis agrupamentos pesquisados são jovens, adultos e idosos surdos, que usam preponderantemente a língua de sinais, cuja origem social remete às camadas mais baixas da população, com baixo nível de escolarização e provenientes de classes e escolas especiais aspectos que influenciaram na gênese desses agrupamentos
Abstract: This study aims to investigate and analyze the composition of groups of deaf students, at a certain time, began to systematically gather in public places, identifying the one hand, the social determinants that contributed to the formation of groups of deaf and on the other social activities inside the daily meetings and, from them, expressions of their social practices. For this investigation, were then selected three groups of deaf people in public places of the city of São Paulo, two in shopping centers and a third in a bakery. Data collection was performed by means of a Protocol Data Collection as a basic procedure, and observations, as a subsidiary of the information gathered by the Protocol. To guide the organization and analysis of collected data, were used as a theoretical base, the contributions of Bourdieu (1971, 1989, 1991, 1997, Bourdieu & Passeron, 1982), especially the concepts of cultural capital and social capital. In the field of special education, was chosen series of studies developed by authors such as Bueno (1998, 1999, 2001, 2007), Soares (2005, 2006), Mendonca (2007), among others, who consider deafness as mark a distinct biological, without disregarding the other brands (psychological, social, economic, etc..) determinants for the construction of a social subject. It was found, using data collected, the group of deaf Shopping Metro Santa Cruz, for example, could not be classified as unique, as are four groups that meet the same public place, but have clear distinctions in their composition, determined by age, sex, social status and current status, which result in social relations and interactions differentiated. It was concluded that members of the six groups surveyed are young adults and elderly deaf people who use mainly sign language, social origin which refers to the lower layers of the population with low education and from classes and special schools aspects that influence the genesis of such groups
Palavras-chave: Comunidade
Cultura
Deafness
Community
Culture
Social identity
Identidade social
Surdez
Surdos -- Aspectos sociais
Vida comunitaria
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Ciências da Religião
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciência da Religião
Citação: Ferrari, Carla Cazelato. Os agrupamentos espontâneos de jovens e adultos surdos: um estudo de suas trajetórias e composição. 2010. 114 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Religião) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2010.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/2147
Data de defesa: 12-May-2010
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciência da Religião

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CARLA CAZELATO FERRARI.pdf1,52 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.