???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/21433
Tipo do documento: Dissertação
Título: O percurso da lagarta: tradição e complexidade no ensino de língua inglesa em escolas de idiomas
Título(s) alternativo(s): The caterpillar’s path: tradition and complexity in English language teaching in language institutes
Autor: Muriana, Marina Borges 
Primeiro orientador: Freire, Maximina Maria
Resumo: Neste estudo, investigo os fenômenos aula tradicional, cuja espinha-dorsal é o livro didático, e aula complexa, baseada no design educacional complexo (DEC), ambos na perspectiva dos alunos. Os fenômenos descritos e interpretados são as vivências dos alunos, tendo como contexto aulas de língua inglesa para adultos, em um instituto de idiomas. O nível de proficiência em língua inglesa no Brasil não é considerado baixo se comparado a outros países e, associado a isso, o cenário contemporâneo demanda alternativas didáticas mais inclusivas, capazes de abarcar também um pensamento em rede. Proponho, por isso, a reflexão a respeito dos contrastes entre uma aula tradicional e uma aula complexa, por meio das essências que emergem do processo de descrição e interpretação de tais aulas. Para tanto, baseio-me metodologicamente na Abordagem Hermenêutico-Fenomenológica Complexa, ou AHFC (FREIRE, 2010, 2012, 2017), que, por ser uma abordagem qualitativa de estudo, permite que objetividade e subjetividade se articulem durante o processo interpretativo, auxiliando na descoberta das essências dos fenômenos da experiência humana estudados. Como aporte teórico, optei pela epistemologia da complexidade (MORIN, 1999, 2001, 2005, 2013, 2015), a qual está articulada à abordagem metodológica escolhida e que, no âmbito do ensino-aprendizagem, apresenta sua característica inter/transdisciplinar conforme Fazenda (2006, 2012) e Leffa (2006). Para a confecção das aulas tradicionais, utilizei livros didáticos voltados ao ensino de língua inglesa de uma editora internacional e, para a fundamentação teórica a respeito do mesmo, obtive respaldo nos estudos de Paiva (2009), que apresenta um panorama histórico do uso do livro didático de língua inglesa no Brasil, e de Souza (1997-1998), que o apresenta como uma arma pedagógica. Para o desenho das aulas complexas, utilizei uma proposta embasada no DEC (FREIRE, 2013), o qual propõe um desenho de curso fundamentado na complexidade. Foram ministradas aulas de quarenta e cinco minutos, em média, em dois grupos distintos; cada um dos grupos participou de uma aula tradicional e de uma aula complexa e, ao final de cada aula, a professora pediu que os sete alunos participantes escrevessem um texto descrevendo a aula da qual participaram; foram obtidos quatorze textos, que foram interpretados por meio da AHFC. Dos textos referentes às aulas tradicionais emergiram os temas Gramática, Aprendizagem, Informações, Transmissão, Repetição e Dinamismo, e, dos textos referentes às aulas complexas, os temas foram Reflexão, Discussão, Aprendizagem, Expressão e (o) Compartilhar. Os contrastes entre os temas advindos dos dois tipos de aulas sugerem que uma proposta complexa, por abarcar também o tradicional, pode ser mais inclusiva, além de promover reflexões pertinentes a questões contemporâneas
Abstract: In this research I investigate the phenomena traditional class, whose backbone is the coursebook, and complex class, based on the Complex Educational Design (CED), both from the students’ perspective. The phenomena emerge from experiences in English language classes for adults, at a language institute. The English proficiency level in Brazil is not satisfactory when compared to other countries and, associated to that, the contemporary world demands didactic alternatives which can be more inclusive, being able to embrace the interwoven network knowledge. Thus, I propose a reflection upon the contrasts between a traditional and a complex class, based on the essence arising from the description and interpretation processes of such classes. For this purpose, the methodological basis is the complex hermeneutic-phenomenological approach (FREIRE, 2010, 2012, 2017), which, for being a qualitative approach, enables the articulation of objectivity and subjectivity during the interpretation process, fostering the revelation of the essence of the human experiences’ phenomena studied. As theoretical support, I chose the complexity epistemology (MORIN, 1999, 2001, 2005, 2013, 2015) due to its articulation to the methodological approach used, which demonstrates its inter/transdisciplinarity from a teaching-learning point of view, according to Fazenda (2006, 2012) and Leffa (2006). To design the traditional classes, I used coursebooks by an international publisher and for its theoretical basis I found support in the studies of Paiva (2009), who brings a historical overview of the English language coursebook in Brazil, and Souza (1997-1998), who considers that a pedagogical weapon. To the complex classes, I chose a design based on the Complex Educational Design (FREIRE, 2013) proposing a course design based on complexity. Average forty-five-minute classes were taught to two different groups; each one had a traditional and a complex class and the teacher required the seven students to write a text describing the class they had just participated in. Fourteen texts were obtained, and they were interpreted based on the complex hermeneutic-phenomenological approach. From the texts describing the traditional classes, the following themes emerged: Grammar, Learning, Information, Transmission, Repetition and Dynamism. From the complex classes, the themes that emerged were Reflection, Discussion, Learning, Expression and Sharing. The contrasts between the themes of the two kinds of classes suggest that a complex design, for embracing traditional aspects, can be more inclusive, besides promoting reflections upon contemporary issues
Palavras-chave: Língua Inglesa - Estudo e ensino
Complexidade (Filosofia)
Design educacional complexo
English language - Study and teaching
Complexity (Philosophy)
Complex educational design
Área(s) do CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA::LINGUISTICA APLICADA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Faculdade de Filosofia, Comunicação, Letras e Artes
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem
Citação: Muriana, Marina Borges. O percurso da lagarta: tradição e complexidade no ensino de língua inglesa em escolas de idiomas. 2018. 141 f. Dissertação (Mestrado em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/21433
Data de defesa: 23-Aug-2018
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Marina Borges Muriana.pdf2,78 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.