???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/2127
Tipo do documento: Dissertação
Título: "Exu agodô, o sangue eu lhe dei, mas a carne eu não dou : traços característicos da identidade de Exu-Sertanejo, expressos no imaginário religioso afro-sertanejo da cidade de Montes Claros/ MG, contidos na tradição oral
Autor: Prates, Admilson Eustáquio 
Primeiro orientador: Brito, Enio José da Costa
Resumo: Este trabalho descreve e analisa a entidade mística Exu-Sertanejo, como síntese identitária da cultura sertaneja, que apresenta traços característicos da identidade de Exu-Sertanejo, expressos no imaginário religioso Afro-Sertanejo da cidade de Montes Claros/ MG, contido na tradição oral. Para tanto, se fez necessário uma pesquisa de campo com o objetivo de observar, de descrever e de analisar os rituais dos cultos Afro-Sertanejos. Descreveu-se a saga de Exu no Norte de Minas Gerais, enfatizando seu aspecto violento e marginal, uma vez que esta história de violência pode ser a história do Exu-Sertanejo. Utilizamos os trabalhos de economistas, de historiadores, de memorialistas, de antropólogos, de sociólogos e de cientistas da religião. Também utilizamos a literatura, a cartografia e os processos criminais relacionados ao feitiço. O texto discute as características de Exu-Sertanejo, a partir das atmosferas mítica, ritualística e mágica que traçam o imaginário do Exu-Sertanejo em dois terreiros do município de Montes Claros. Descrevemos e analisamos a tradição oral na Quimbanda-Sertaneja. Tradição, esta, que envolve o corpo e as suas expressões corporais: danças, gestos, ritos, cantigas e lendas. Na mitologia da Quimbanda-Sertaneja, compreendemos o sentido, o significado, a função e a importância que o mito vivenciado por meio das palavras - pronunciadas, reproduzidas e ressignificadas ocupa nos rituais. A partir das narrativas orais identificamos elementos culturais que contribuem na construção simbólica de Exu-Sertanejo, representando uma síntese identitária do sertanejo, adepto da religiosidade Afro-Sertaneja. O ethos sertanejo, enquanto costume e hábito, isto é, uma realidade histórico-social, está presente na representação dessa entidade sobrenatural, dando-lhe características singulares da cultura sertaneja. Este trabalho apresentou a ressignificação ou a metamorfose de Exu em Exu-Sertanejo
Abstract: This work describes and analyzes the mistic entity Exu-Sertanejo, as an identity synthesis from sertaneja culture, that presents own traits from the Exu-Sertanejo identity, cast in the religious Afro-Sertanejo imaginary in the city of Montes Claros / MG, inside oral tradition. For both, it s necessary a field research with the objective of observing, describing and analyzing the rituals of the Afro-Sertanejo cults. The Exu legend in the North of Minas Gerais, emphasizing his violent and marginal aspect, because this history of violence can be the history of Exu-Sertanejo. We used the work of economists, historians, memorialists, anthropologists, sociologists and scientists of religion. The literature, the mapping and the criminal cases related to witchcraft were also used. The text discusses the features of the Exu-Sertanejo was described, from the mythical, ritualistic and magical aspects that make the imagination of Eux-Sertanejo in two terreiros in the city of Montes Claros. The oral tradition in the Quimbanda-Sertaneja was described and analyzed. Tradition that involves the body and bodily expressions: dances, gestures, rituals, songs and legends. In the mitology of the Quimbanda-Sertaneja, we knew the sense and the meaning, the function and the importance of the myth lived through words - spoken, played and re-employed in rituals. From the oral narratives we identified cultural elements in the symbolic construction of Exu-Sertanejo, representing a synthesis of the sertanejo identity, supporter of Afro-Sertaneja religiosity. The sertanejo ethos, as custom and habit, that is a historical and social reality, is present in the representation of a supernatural entity, giving it unique characteristics of sertaneja culture. This work presented the re-meaning or the metamorphosis of the Exu in Exu-Sertanejo
Palavras-chave: Exu-Sertanejo
Violência
Identidade
Culto afro-sertanejo
Oral tradition
Violence
Identity
Afro-sertanejo cult
Cultos afro-brasileiros -- Montes Claros, MG
Exu (Orixa)
Tradicao oral -- Montes Claros, MG
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::TEOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Ciências da Religião
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciência da Religião
Citação: Prates, Admilson Eustáquio. "Exu agodô, o sangue eu lhe dei, mas a carne eu não dou : traços característicos da identidade de Exu-Sertanejo, expressos no imaginário religioso afro-sertanejo da cidade de Montes Claros/ MG, contidos na tradição oral. 2009. 193 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Religião) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2009.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/2127
Data de defesa: 23-Oct-2009
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciência da Religião

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Admilson Eustaquio Prates.pdf8,18 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.