???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/21206
Tipo do documento: Tese
Título: Fazenda da Juta/SP: uma trilha entre o rural e o urbano: trajetória de luta e resistência no assentamento de um povo
Título(s) alternativo(s): Juta Farm / SP: a trail between rural and urban trajectory of struggle and resistance in the settlement of a people
Autor: Ferreira, Deocleciana 
Primeiro orientador: Sposati, Aldaíza
Resumo: Este estudo reconstrói a trajetória de um povoado rural para um assentamento populacional urbano situado no extremo leste da cidade de São Paulo que traz emblematicamente o nome de Fazenda da Juta, plantio que a caracteriza no início do século XX até pós-crise do café de1929, alcançando o final dos anos 30 (1938), ocorreu o processo de mutação, desde a propriedade rural ocupada, inicialmente por migrantes italianos dedicados a lavoura de frutas, e após, por migrantes brasileiros, chegados da seca do Nordeste, na condição de força de trabalho miserabilizada que inicia dupla frente de luta, a individual, pelo trabalho e, com sua família e vizinhos, pela urbanização do território ocupado. O estudo, de cortes etnográfico e documental resgata espaços de vivências, recolhe histórias, depoimentos, memórias que vão reconstruir disputas políticas travadas, e os resultados de lutas do Movimento da Fazenda da Juta durante quatro décadas de sua presença e ação. A intensidade do estudo se refere ao período de 1960 a 1990 embora para identificação da propriedade e destino da terra tenha retrocedido até o século XIX. Essa reconstrução de luta popular de resistência da classe trabalhadora se mostra como expressão legitima de força democrática e popular capaz de travar permanente disputa contra hegemônica para o acesso à terra e moradia. Os assentados na Fazenda da Juta são protagonistas que para além da casa de alvenaria, organizaram um coletivo de moradores que lutou e obteve a instalação da infraestrutura urbana e social. Este estudo reitera com provas documentais e depoimentos o quanto um bairro popular nesta metrópole de São Paulo tem sua urbanização resultante do processo de luta da própria população uma vez que o Estado é omisso e lerdo em prover condições adequadas de vida nos espaços da cidade sobretudo os de assentamento popular
Abstract: This study reconstructs the transformation of an area in the eastern periphery of São Paulo from rural settlement to urban neighborhood. Emblematically, the area carries the name of Fazenda da Juta (Juta Farm), after a crop widely found in the region at the beginning of the 20th century, until the coffee crisis of 1929. During this process of transformation – from an area initially settled by Italian migrants dedicated to fruit farming, and later by Brazilian migrants from the drought-ridden Northeast of the country – the workforce faced conditions of extreme poverty that would give rise to struggles on two fronts: individually for work, and collectively, with their family and neighbors, for the urbanization of the territory they occupied. This ethnographic and documentary study recaptures the lived spaces of this history and collects stories, testimonies and memories to reconstruct the political struggles of the Fazenda da Juta Movement, and their consequences, over four decades. The study primarily focuses on the period from 1960 to 1990, although it traces shifts in land ownership and development processes back to the nineteenth century. This reconstruction shows these struggles among a segment of the population to be a legitimate expression of democratic, popular strength capable of producing continual counter-hegemonic mobilization for access to land and housing. The occupiers of Fazenda da Juta are the protagonists of this story, who, besides building their own homes, organized collectively to demand the provision of urban and social infrastructure in their neighborhood. This study draws on documentary evidence and testimonies to show that a popular neighborhood in the metropolis of São Paulo was urbanized primarily as a result of processes of social mobilization, while the State failed to meet its obligations to provide adequate living conditions in the city’s popular settlements
Palavras-chave: Fazenda da Juta (São Paulo, SP)
Migração rural-urbana - São Paulo (cidade)
Trabalhadores da indústria da juta
Assentamentos humanos
Juta Farm - São Paulo (Brazil)
Rural-urban migration - São Paulo (Brazil)
Jute industry workers
Human settlements
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::SERVICO SOCIAL
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Faculdade de Ciências Sociais
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Serviço Social
Citação: Ferreira, Deocleciana. Fazenda da Juta/SP: uma trilha entre o rural e o urbano: trajetória de luta e resistência no assentamento de um povo. 2018. 254 f. Tese (Doutorado em Serviço Social) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Serviço Social, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/21206
Data de defesa: 18-Apr-2018
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Serviço Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Deocleciana Ferreira.pdf22,56 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.