???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/21017
Tipo do documento: Dissertação
Título: A ausência de currículo para o Ciclo de Alfabetização: percepções de professores de inglês da Rede Municipal de Ensino de São Paulo
Autor: Barros, Ariane Ferreira 
Primeiro orientador: Celani, Maria Antonieta Alba
Resumo: O objetivo desta pesquisa é desvelar as percepções de professores de língua inglesa do Ciclo de Alfabetização da Rede Municipal de Ensino de São Paulo sobre a ausência de currículo para esse ciclo e investigar o que norteia a prática desses professores na ausência de um referencial curricular. Este é um estudo de caso inserido no paradigma qualitativo-interpretativista (TRIVIÑOS, 1987; RIZZINI et al 1999; YIN, 2001; LIER, 2005; CHIZZOTI, 2006) que foi realizado com dez docentes de Língua Inglesa do Ciclo de Alfabetização (1o a 3o anos) da referida rede. Os instrumentos de coleta de dados foram um questionário de perfil profissional e uma entrevista semiestruturada. Os dados foram analisados à luz da Análise de Conteúdo (BARDIN, 1977). A fundamentação teórica foi construída a partir dos estudos de Rocha (2006, 2007, 2008, 2010a, 2010b, 2012) sobre a ausência de currículo de LI no EFI no Brasil e de Silva (2014), Sacristán (1989, 2000, 2013), Imbérnon (2013), Contreras (2002), dentre outros, sobre questões curriculares. Buscou-se, ainda, em Scott e Ytreberg (1990), Halliwell (1992), Phillips (1993), Moon (2000), Cameron (2001) e Pinter (2017) os pressupostos que delineiam o ensino de inglês para crianças. Vygotsky (1984/2007) e Moyles (2002) trazem os constructos que fundamentam o papel do brincar no ensino de LI para crianças. Por fim, as ideias de Freire (1996/2011a; 1983/2011b), Celani (2004, 2008, 2010, 2016), Contreras (2002) e Nóvoa (1992) foram retomadas para ratificar a necessidade de momentos de formação que propiciem a prática reflexiva dos docentes de LI que atuam nesse ciclo. Os resultados apontam a necessidade de se estabelecer um referencial curricular de língua inglesa para o Ciclo de Alfabetização. Além disso, apontam que os professores de inglês que dão aula no Ciclo de Alfabetização parecem conceber o currículo de modos diferentes e, em especial, como uma lista de prescrição e de conteúdos; que há lacunas em sua formação inicial que dificultam o trabalho com os alunos desse ciclo e os professores tentam preenchê-las com formação contínua; que a ausência de currículo torna o trabalho dos professores mais solitário fazendo com que eles baseiem as suas tomadas de decisão em experiências anteriores e, por fim, que trabalhos pedagógicos pertinentes nem sempre são validados – em especial as atividades lúdicas – devido à ausência de currículo. Na ausência de um referencial curricular, a prática desses professores parece ser norteada por sua formação, pelas experiências vivenciadas durante a carreira/com colegas de profissão, por suas crenças e concepções sobre ensino-aprendizagem de LI e pelas leituras e estudos que fazem por conta própria
Abstract: The objective of this research is to reveal the perceptions of English teachers from the Municipal Education System of Sao Paulo on the absence of a curriculum for Ciclo de Alfabetização [Literacy Cycle] and to investigate what would guide the practice of these teachers in the absence of such curricular standards. This is a case study within a qualitative-interpretive paradigm (TRIVIÑOS, 1987; RIZZINI et al 1999; YIN, 2001; LIER, 2005; CHIZZOTI 2006) and was carried out with ten English teachers who teach in the Literacy Cycle (1st to 3rd year) of the Municipal Education System of Sao Paulo. For data collection, a professional profile questionnaire and a semi-structured interview were chosen. Data were analyzed through the Content Analysis theory (BARDIN, 1977). The theoretical basis was constructed from the studies of Rocha (2006, 2007, 2008, 2010a, 2010b, 2012) about the absence of curriculum in Brazilian primary schools and Silva (2014), Sacristán (1989, 2000, 2013), Imbérnon (2013), Contreras (2002), among others, on curricular issues. It was also sought in Scott and Ytreberg (1990), Halliwell (1992), Phillips (1993), Moon (2000), Cameron (2001) and Pinter (2017) the premises that outline the teaching of English for young learners. Vygotsky (1984/2007) and Moyles (2002) bring the constructs that underlie the role of playing in the teaching of English for young learners. Finally, in order to ratify the need for a training that promotes the reflective practice of English teachers from Literacy Cycle, the ideas of Freire (1996/2011a; 1983/2011b), Celani (2004, 2008, 2010, 2016), Contreras (2002) and Nóvoa (1992) were chosen. The results indicate the need to establish an English curriculum for the Literacy Cycle. In addition, teachers seem to conceive the term curriculum in different ways particularly as a list of prescriptions and content. The results also point out that teachers seem to be trying to fill in the gaps left by their initial training through lifelong training once the absence of curriculum makes their work harder, they are solitary and have to base their decisions on previous experiences. Results also show that due to the absence of a curriculum relevant pedagogical activities are not always ratified, especially the playful ones. Data also indicate that in the absence of a curriculum, the practice of these teachers is guided by their training, the experiences lived during their career/with other teachers, their beliefs and conceptions about English teaching and by the readings and studies on their own account
Palavras-chave: Alfabetização
Língua inglesa (Ensino fundamental)
Professores de ensino fundamental - Formação
Literacy
English language (Elementary)
Elementary School Teachers - Training
Área(s) do CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA::LINGUISTICA APLICADA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Faculdade de Filosofia, Comunicação, Letras e Artes
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem
Citação: Barros, Ariane Ferreira. A ausência de currículo para o Ciclo de Alfabetização: percepções de professores de inglês da Rede Municipal de Ensino de São Paulo. 2018. 161 f. Dissertação (Mestrado em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/21017
Data de defesa: 20-Mar-2018
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ariane Ferreira Barros.pdf1,47 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.