???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/20658
Tipo do documento: Tese
Título: Consumerismo e consumidores indignados: netativismo contra as marcas nas redes sociais
Autor: Borges, Fábio Mariano 
Primeiro orientador: Borin, Marisa do Espírito Santo
Resumo: O ativismo digital ou netativismo é um advento recente e expressão do exercício político dos usuários do mundo cibernético, em especial das redes sociais. Uma de suas modalidades refere-se às manifestações dos consumidores contra as empresas através de denúncias de delitos e tentativa de promover boicote contra elas, a fim de resultados positivos para o coletivo. Nesse sentido, o consumo é visto como um terreno propício ao exercício político, sendo que esse tipo de prática é ainda mais democratizada e acessível através das redes sociais. O presente estudo trata sobre a reconfiguração do consumerismo, muito recentemente impactado pelo netativismo de consumidores. O consumerismo é um termo sociológio que nomea o conjunto de práticas de consumidores a fim do exercício de poder, conquista, manutenção de direitos e resistência frente aos interesses comerciais das empresas. O objeto de pesquisa aborda as manifestações de indignação dos consumidores no Facebook entre os anos de 2012 e 2017. Para tanto, foi realizada netnografia, através de acompanhamento e monitoramento dos embates no Facebook entre consumidores e empresas. Neste sentido, o estudo analisa o consumerismo sob a forma de netativismo e as relaçãoes de consumo, como dispositivos de poder, ambos situados no conceito de biopolítica desenvolvido por Foucault
Abstract: Digital activism or netativism is a recent advent and expression of the political exercise of users of the cyber world, especially of social networks. One of its types refers to the manifestations of the consumers against the companies through denunciations of crimes and attempt to promote boycott against them, in order to positive results for the collective. In this sense, consumption is seen as an area to political exercise, and this type of practice is even more democratized and accessible through social networks. The present study reflects about the reconfiguration of consumerism, very recently impacted by consumer netativism. Consumerism is a sociological term that names the set of consumer practices in order to exercise power, conquest, maintenance of rights and resistance to the commercial interests of the companies. The object of research is the manifestations of consumer indignation on Facebook between the years 2012 and 2017. For that, was conducted netnography, through monitoring the clashes between consumers and businesses on Facebook. In this sense, the study analyzes consumerism in the form of netativism, as a device of power, as well as consumption, both situated in the concept of biopolitics developed by Foucault
Palavras-chave: Consumerismo
Comunicações digitais - Aspectos sociais
Consumidores - Atitudes
Consumerism
Digital communications - Social aspects
Consumers - Attitudes
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Faculdade de Ciências Sociais
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais
Citação: Borges, Fábio Mariano. Consumerismo e consumidores indignados: netativismo contra as marcas nas redes sociais. 2017. 154 f. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2017.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/20658
Data de defesa: 31-Oct-2017
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Fábio Mariano Borges.pdf24,69 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.