???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/20554
Tipo do documento: Dissertação
Título: Cinderelas em contextos: um mosaico de identidade, memória e tradição
Autor: Freitas, Márcia Silva Pituba 
Primeiro orientador: Favero, Leonor Lopes
Resumo: Esta pesquisa pretende, como objetivo principal, contribuir com os estudos da Linguística Textual por meio da intertextualidade. O corpus parte do exame de algumas versões do conto de fadas Cinderela, que foram retextualizadas por: Perrault (1697), Irmãos Grimm (1812) e Sílvio Romero (1885). Observamos as relações citadas por Propp ([1997] 2002) na estrutura dos contos, considerando as semelhanças e diferenças apresentadas no enredo a partir do recorte de alguns elementos mágicos selecionados em cada um deles. Tornou-se necessário seguirmos um percurso que nos desse esteio até alcançarmos a análise. Por isso, iniciamos pela intertextualidade e Linguística Textual, passando pelas questões do texto, autor, leitor, leitura e literatura oral, que, juntas, dão sentido à investigação e propõem as ressignificações necessárias. Nesse momento, encontramos suporte teórico em Beaugrande e Dressler ([1981] 2005), Fávero e Koch ([1983] 2012), Nobre (2014), Candido (2004), Kleiman ([1989] 2016), Marcuschi ([1983] 2014), van Dijk (2012) e Kock (2013). Em seguida, trazemos o conto: o que é, suas origens, os primeiros registros (e, inclusive, alguns de Cinderela), e discutimos o papel do narrador e a relevância da memória e da identidade no processo de preservação/transformação das narrativas. Para isso, encontramos embasamento teórico em Câmara Cascudo ([1952] 2008, 2011, [1967] 2012, [1999] 2013), Coelho (2010, 2012), Bettelheim (2015), Hueck (2016), Robin (2016) e Hall ([1997] 2015). Chegando à análise, comprovamos, por meio dos elementos mágicos selecionados e de sua simbologia, a intertextualidade. Constatamos ainda que, nesse caso, há elementos indispensáveis para a identificação da intertextualidade, sejam eles: identidade, memória e tradição. Esses elementos são reflexos do contexto em que cada escritor retextualiza a sua versão, pois ela se modifica de acordo com a época e se manifesta como resultado da cultura e da tradição dos povos
Abstract: This research aims, as main objective, to contribute to the studies of Linguistics. Text through intertextuality. The corpus starts from the examination of some versions of the Cinderella fairy tale, which were retextualized by Perrault (1697), Brothers Grimm (1812) and Silvio Romero (1885). We observed as relationships in the structure of the tale, quoted by Propp ([1997] 2002), as a patch of selected magical components in each of them. It has become necessary to follow a course to analyze an analysis. Therefore, we start with intertextuality and Linguistics, going through the purposes of the text, author, reader, reading and oral literature and for the future, direct the text and make as re-significations. We find theoretical support in Beaugrande & Dressler ([1981] 2005), Fávero and Koch ([1983] 2012), Nobre (2014), Candido (2004), Kleiman (2014), van Dijk (2012) and Kock (2013). Next, we bring the tale: what it is, its origins, the first records and even some of Cinderella, the role of the narrator and the relevance of memory and identity in the process. For the present theoretical foundation in Câmara Cascudo ([1952] 2008, 2011, [1967] 2012, [1999] 2013) Coelho (2010, 2012), Bettelheim (2015), Hueck (2016), Robin (2016) and Hall ([1997] 2015). Upon arriving at the analysis, we prove, through selected magical elements and their symbology, to intertextuality. We find that there are elements present in the intertextuality that are indispensable for their identification: identity, memory and tradition. These elements are a reflection of the context in which each writer retextualizes its version, since it changes according to an epoch and manifests itself as a result of the culture and tradition of the peoples
Palavras-chave: Cinderela (Personagem lendária) na literatura - Crítica e interpretação
Identidade
Intertextualidade
Cinderella (Legendary character) - Criticism and interpretation
Identity
Intertextuality
Área(s) do CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS::LINGUA PORTUGUESA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Faculdade de Filosofia, Comunicação, Letras e Artes
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Língua Portuguesa
Citação: Freitas, Márcia Silva Pituba. Cinderelas em contextos: um mosaico de identidade, memória e tradição. 2017. 161 f. Dissertação (Mestrado em Língua Portuguesa) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Língua Portuguesa, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2017.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/20554
Data de defesa: 10-Oct-2017
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Língua Portuguesa

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Márcia Silva Pituba Freitas.pdf3,99 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.