???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/20341
Tipo do documento: Dissertação
Título: Política externa argentina do governo Menem: das "relações carnais" ao Mercosul
Autor: Cordeiro, Fernando 
Primeiro orientador: Oliveira, Henrique Altemani de
Resumo: Em virtude dos acontecimentos internacionais operados a partir de 1989, os países latino-americanos se viram obrigados a redirecionar a sua atuação externa, buscando uma melhor inserção no cenário internacional. Dentro desta perspectiva, o objetivo deste trabalho é analisar as mudanças na política externa da Republica Argentina no período de 1989 a 1999, que coincide com a presidência de Carlos Menem. Assim, a princípio, a Argentina passa a dar prioridade à sua relação com os Estados Unidos, sendo que via essa relação como essencial para a busca da estabilidade econômica. 0 Mercosul era, a princípio, complementar à "relação carnal" com o parceiro do Norte, que, ao Iongo dos anos, foi sendo transformada em uma relação triangular Argentina - Brasil - Estados Unidos. Tendo como ponto de partida a teoria do realismo periférico, formulada pelo cientista político argentino Carlos Escudé, este trabalho busca contribuir, no campo das Relações lnternacionais, no que tange a análise das mudanças de política externa dos países
Abstract: Due to the international facts which took place from 1989 onwards, the Latin American countries felt the urgency of redirecting their external acting as a way of achieving a better insertion in the international scenario. In this sense, the aim of this study is to analyze the changes which occurred in the external policy of the Argentinean Republic, more specifically in the period comprehended between the years of 1989 and 1999, when Carlos Menem occupied the presidency of the country. Thus Argentina starts at first to give top priority to its relations with the United States of America, seeing these relations as a conditio sine qua non to gain economical stability. MERCOSUL was, at the very beginning, a "complement" to the so called "carnal relationship" with the Northern partner. However this relationship acquired, throughout the years, the triangular aspect of a relationship amongst Argentina, Brazil and the United States of America. Under the initial perspective of the peripherical realism, theory created by Argentinean political scientist Carlos Escudé, this paper aims to give a contribution in the field of the International Relations, especially in what concerns to the analysis of the changes suffered in the external policy of the countries as a whole
Palavras-chave: Relações internacionais - Argentina
Relações exteriores - Argentina
Politica e governo - 1989-1999
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Faculdade de Ciências Sociais
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais
Citação: Cordeiro, Fernando. Política externa argentina do governo Menem: das "relações carnais" ao Mercosul. 2004. 125 f. Dissertação (Dissertação em Ciências Sociais) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2004.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/20341
Data de defesa: 22-Jun-2004
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Fernando Cordeiro.pdf8,25 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.