???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/20083
Tipo do documento: Tese
Título: Michael Faraday e sua bem sucedida forma de comunicação da filosofia natural no século XIX
Autor: Leite , Rodrigo Pietro 
Primeiro orientador: Ferraz, Marcia Helena Mendes
Resumo: Michael Faraday, ao longo de sua vida, desenvolveu algumas formas de comunicação que foram posteriormente transformadas como um meio de divulgar e popularizar a ciência da época. Esta tese traz, como foco principal, sua atuação junto à Royal Institution, aborda a relação entre seus trabalhos de laboratório e suas conferências. No primeiro caso, para divulgar seu trabalho, Faraday utilizava uma forma de comunicação mais complexa, ao se dirigir a estudiosos do assunto e intelectuais, enquanto que em suas conferências (apresentações), direcionados para estudantes, leigos e curiosos, valia-se de uma comunicação mais simples. Conhecidas como Conferências Natalinas, inauguradas em 1825 – tendo a primeira participação de Michael Faraday em 1827 –, estas palestras visavam angariar fundos e atingir um público jovem, pelo fato destas mentes estarem mais abertas a novos conhecimentos e, quem sabe, dispostas a aplicá-los num futuro bem próximo; haja vista que a Inglaterra, em expansão industrial, tinha necessidade crescente de material humano com capacidade de aplicar conhecimentos específicos e captar recursos. Nesta época, a Inglaterra, além de ser um mercado em expansão, naturalmente oferecia uma excelente oportunidade para os mais jovens. O próprio Michael Faraday havia sido incentivado a tornar-se um (filósofo natural) Homem da Ciência, por meio desse tipo de conferências, das quais participou ainda jovem. Vários testes experimentais realizados por Michael Faraday ajudariam a formular conceitos fundamentais para o entendimento da matéria. Neste estudo focalizamos, especialmente, os experimentos desenvolvidos de forma a serem utilizados como meio de divulgação científica, bem como sua forma de comunicação, tanto para um público familiarizado com o assunto, como para o público não familiarizado
Abstract: Michael Faraday developed forms of communication throughout his life that was later repurposed as a means of spreading and popularizing the science of the time. This thesis presents, as its main focus his work with the Royal Institution and discusses the relationship between his laboratory work and his conferences. In the first case, in order to publicize his work, Faraday used a more complex form of communication addressed to subject scholars and intellectuals, whereas in his lectures aimed at students, laypeople and curious his language was more accessible. The Christmas Conferences, inaugurated in 1825 - with the first participation of Michael Faraday in 1827 - were lectures aimed at raising funds and reaching a young audience, because these minds are more open to new knowledge and, perhaps, willing to apply it in the near future; England was, undergoing industrial expansion, and had a growing need for human material with the capacity to apply specific knowledge and to capture resources. Being an expanding market, England as this time, naturally offered an excellent opportunity for young people. Michael Faraday himself had been encouraged to become a natural philosopher, through such conferences, which he attended as a young man. Several experimental tests performed by Michael Faraday would help formulate fundamental concepts for the understanding of matter. In this study, we focused, in particular, on the experiments developed in order to be used as a means of scientific dissemination, as well as their form of communications, both for an audience familiar with the subject and for the unfamiliar public
Palavras-chave: Faraday, Michael [1791-1867] - Crítica e interpretação
Divulgação Científica
Comunicação na ciência
Scientific dissemination
History of Science
Communication in science
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA::HISTORIA DAS CIENCIAS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Faculdade de Ciências Exatas e Tecnologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em História da Ciência
Citação: Leite , Rodrigo Pietro. Michael Faraday e sua bem sucedida forma de comunicação da filosofia natural no século XIX. 2017. 132 f. Tese (Doutorado em História da Ciência) - Programa de Estudos Pós-Graduados em História da Ciência, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2017.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/20083
Data de defesa: 21-Mar-2017
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em História da Ciência

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Rodrigo Pietro Leite.pdf1,49 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.