???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/19062
Tipo do documento: Tese
Título: A classe trabalhadora in movimento um retrato das lutas dos trabalhadores no Jornal Movimento (1975-1981)
Autor: Castilho, Eribelto Peres 
Primeiro orientador: Rago Filho, Antonio
Resumo: O objetivo deste trabalho consiste na análise imanente do retrato, corporificado nas páginas do jornal Movimento, das lutas, resistências, derrotas e vitórias cotidianas dos trabalhadores brasileiros, e demais movimentos populares, frente à superexploração de sua força de trabalho, frente à fome, desnutrição e criminalização de seus filhos, frente à miséria social infligida pela plataforma econômica da autocracia burguesa brasileira em sua forma bonapartista, especialmente entre os anos de 1975 e 1981. O recorte temporal proposto em nossa análise – que recobre os anos das datas-limites da publicação do semanário Movimento (1975-1981) – constitui um dos mais significativos períodos da recente história brasileira. A década de 1970 e início dos anos 1980 representam um momento de intensas e profundas contradições sociais, fecundo em transformações no metabolismo cultural, político e econômico do país. Época marcada, sobretudo, pela ação vigorosa e pujante da classe trabalhadora no cenário social, pautando sua atuação nos marcos da resistência e luta contra o arrocho, superexploração e autocracia, demonstrou, para a surpresa de muitos, que não estava dormindo, como nunca esteve nos terríveis anos de ditadura. Esses anos constituem, portanto, um período adequado de mudanças sociais, condição imprescindível a uma efetiva apreensão das experiências compartilhadas da classe trabalhadora, dessa “relação histórica” particular
Abstract: This study aims to provide a critical analysis of the image, of the opposition, defeats, struggles and victories usual in the working class life during the period of 1975 to 1981, pictured in the pages of Movimento newspaper. The timeline proposed in our study – that cover the period that Movimento was published (1975-1981) – can be considered one of the most significant in Brazil’s recent history. The 1970’s and beginning of the 1980’s represent a moment of intense and profound social contradictions, resulting in changes in the country’s cultural, political and economical panorama. This period is marked (acknowledged) by the vigorous and acute reemerging of the working class in the social scenario. And as a sign of resistance and struggle the targeted their actions against the cut down, exploration and autocracy, therefore demonstrating, to everyone’s surprise, that they were not asleep, as they never had been even during the terrible years of the dictatorship. These years of important social changes are an adequate and essencial period for the understanding of the working class unique and shared experiences
Palavras-chave: Classe trabalhadora
Ditadura Militar
Superexploração do trabalho
Working class
Military Dictatorship
Overexploitation of labor
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Faculdade de Ciências Sociais
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em História
Citação: Castilho, Eribelto Peres. A classe trabalhadora in movimento um retrato das lutas dos trabalhadores no Jornal Movimento (1975-1981). 2016. 418 f. Tese (Doutorado em História) - Programa de Estudos Pós-Graduados em História, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/19062
Data de defesa: 15-Apr-2016
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em História

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Eribelto Peres Castilho.pdf15,74 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.