Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/18921
Tipo do documento: Dissertação
Título: Qualificação do trabalhador: conceitos e perspectivas em debate
Autor: Emanoeli, Eline 
Primeiro orientador: Marques, Rosa Maria
Resumo: Este trabalho tem como objetivo analisar a qualificação do trabalhador a partir do ponto de vista da literatura econômica e de outras áreas do conhecimento, tais como a educação e a sociologia do trabalho, bem como da perspectiva cotidiana dos trabalhadores. São discutidos os conceitos de qualificação propriamente dita e como ela se relaciona com as tecnologias, principalmente as novas, de base microeletrônica. Parte-se da premissa de que é importante entender quais são os conceitos de qualificação adotados pelas teorias para que se possa eleger aquela que mais atende à realidade observável dos trabalhadores e, com isso, ter uma visão mais adequada do mercado de trabalho e das circunstâncias proporcionadas pelo progresso técnico e pela inserção de novas tecnologias nos ambientes de trabalho. Para atingir o objetivo do estudo, fez-se necessário, num primeiro momento, recuperar o histórico da organização do trabalho e de sua relação com as tecnologias, com ênfase no processo de passagem do controle do saber das mãos do trabalhador para o empregador, detentor do capital. A partir daí, é apresentado o debate acerca da conceituação da qualificação do trabalho dentro das perspectivas econômicas marxista e neoclássica. A seguir, discorre-se sobre as exigências de qualificação, no Brasil, após a reestruturação produtiva, e o conceito de qualificação a partir da visão do trabalhador, tendo como base os resultados obtidos por importantes investigadores, que realizaram entrevistas diretas com trabalhadores de alguns setores fabris. Somam-se a essas informações algumas notas obtidas mediante entrevistas realizadas junto a profissionais ligados às áreas sindical e de recursos humanos. Por fim, notamos que a polivalência exigida ao trabalhador para operar com as novas tecnologias não significa maior qualificação. E inferimos que os trabalhadores, no geral, dissociam a noção de qualificação ao controle do processo de produção. Isso ocorre porque o capital só reconhece as qualificações do trabalhador quando as considera importantes para o aumento de produtividade, o que faz com que os trabalhadores atualmente se avaliem como qualificados apenas ao considerarem que suas habilidades o tornam “empregáveis” por este capital
Abstract: This research has the objective of analyze the worker qualification starting the point of view of the economic literature and others fields of knowledge, like the education and the labor sociology, as well as everyday perspective of the workers. The concepts of qualification itself and how it relates to technologies, mainly the new ones, of microelectronics basis will be discussed. It starts from the premise that it’s important understand which are the concepts of qualification adopted by the theories to elect that one most meets the observable reality of the workers and, with that, to have a more appropriate vision of the labor market and the circumstances proportioned by the technical progress and the insertion of new technologies on labor environments. To reach the objective of this study, it was necessary, in a first moment, to recover the history of the labor organization and its relationship with the technologies, with emphasis on the process of transition of the knowledge control from the hands of the worker to the employer, owner of the capital. Then it’s presented the debate about the conceptualization of labor qualification inside the Marxist and the Neoclassical economics perspective. After, it discourses about the qualification requirements that was taken in Brazil after the productive restructuring and the concept of qualification from the vision of the worker, having as basis the results got from important investigators, that performed direct interviews with workers from some manufacturing sectors. Some notes obtained by intreviews realized with professionals from union area and human resources are summed with those informations. Finally, we realize that the versatility required to the workers to use the new technologies doesn’t mean better qualification. And we infer that the workers, in general, dissociate the notion of qualification from the control of the process of production. It occurs because the capital only recognizes the worker’s qualifications when it considers them important to increase productivity, it does that workers nowadays rate themselves as qualified only when they consider that their abilities turn them “employable” for this capital
Palavras-chave: Economia do trabalho
Qualificação do trabalhador
Novas tecnologias
Labor economics
Worker qualification
New technologies
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Faculdade de Economia, Administração, Contábeis e Atuariais
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Economia Política
Citação: Emanoeli, Eline. Qualificação do trabalhador: conceitos e perspectivas em debate. 2016. 156 f. Dissertação (Mestrado em Economia Política) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Economia Política, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/18921
Data de defesa: 31-Mar-2016
Aparece nas coleções:Programa de Estudos Pós-Graduados em Economia Política

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Eline Emanoeli.pdf1,32 MBAdobe PDFThumbnail

Baixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.