???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/18918
Tipo do documento: Dissertação
Título: Trabalho e desemprego nas campanhas da fraternidade da Igreja Católica no Brasil: uma análise da campanha de 1978, “Fraternidade no Mundo do Trabalho
Autor: Flores, Victor Ernesto Ochoa 
Primeiro orientador: Abumanssur, Edin Sued
Resumo: Esta pesquisa objetivou investigar as Campanhas da Fraternidade onde está expresso o discurso da Igreja Católica no Brasil sobre a questão do trabalho, sabendo que a CF é um instrumento de comunicação que gera conjuntura entre os fiéis e a hierarquia católica. Compreender e estudar esse discurso promulgado dentro das CFs que expressam a posição da Igreja no que diz respeito à questão do trabalho e desemprego por meio da CF de 1978, que abordou o tema como “Fraternidade No Mundo Do Trabalho”, apresenta a realidade das relações entre Igreja, Estado e mundo do trabalho. Esta CF apresenta a realidade operária na época do regime militar e o posicionamento da Igreja Católica, que através desta CF, se apresenta conflituosamente. Nossa hipótese parte da ruptura das relações tradicionais entre Igreja e Estado, que sai das relações de colaboração e influência, para se manter na cena pública. Esta nova procissão da Igreja se deve à participação das bases católicas, inseridas nas realidades de injustiça e, que levarão o episcopado a se inserir através dos projetos sociais no inicio de século XX, por meio da AC inseridos em projetos de desenvolvimento em parceria com o Estado. A Igreja deixa de lado, à sombra do Estado, que de acordo com as novas circunstâncias políticas, a Igreja tem optado pelas grandes massas populares e se posiciona criticamente perante o Estado Militar, que, neste caso, é repressor e antipopular, se inserindo nas realidades sociais através de um discurso de cunho politico-religioso. Este processo parte do contexto histórico onde está a gênese do que levou a criação da CF e como a Igreja se utiliza da CF como estratégia pastoral para transmitir seus ensinamentos aos fiéis, na medida em que se atualiza através dos documentos conciliares e do episcopado latino-americano, e desta forma se adaptar as exigências da sociedade em constantes mudanças. Será a CF de 1978 que apresenta às mudanças e tensões entre as relações Igreja Católica e Estado em relação a questão operária do período da Ditadura militar
Abstract: This study aimed to investigate the Campanhas da Fraternidade where the speech of Catholic Church in Brazil is expressed on the issue of labor, knowing that the CF is a communication tool that generates juncture between the faithful ones and the Catholic hierarchy. Understanding and studying the speech promulgated within the CFs that express the position of the Church regarding the issue of labor and unemployment through the CF of 1978, which addressed the theme as "Fraternity in the world of labor", presents the reality of the relationship between Church, State and world of labor. This CF presents the labor reality that operated at the time of the military regime and the positioning of the Catholic Church, which through this CF, presents in an ambiguous way. Our hypothesis break part from the traditional relations between Church and State, which come out from collaborative relationships and influences, to keep itself in the public scene. This new Church procession is due to participation of Catholic bases inserted in the realities of injustice, and that will lead the episcopate to insert through social projects at the beginning of the 20th century, through the BC entered into development projects in partnership with the State. The Church misses, in the shadow of the State, in accordance with the new political circumstances, and has chosen to be close of the large masses and is positioned critically before the Military State, which in this case is unpopular and repressive, entering in the social realities through a speech of politico-religious slant. This process is originated from the historical context where the genesis of what led to the creation of CF and how the Church uses the CF as pastoral strategy to transmit his teachings to the faithful ones, to the extent that updates through the Council documents and of the Latin American episcopate, and thus adapt the requirements of the fast changing society. It is the CF of 1978 which features changes and intention between the Catholic Church and State relations regarding the issue would operate from the period of military dictatorship
Palavras-chave: Igreja Católica
Trabalho -- Aspectos religiosos -- Igreja Catolica
Campanha da Fraternidade
Catholic church
Church and State
Fraternity Campaign
Igreja e Estado
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::SOCIOLOGIA::OUTRAS SOCIOLOGIAS ESPECIFICAS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Faculdade de Ciências Sociais
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciência da Religião
Citação: Flores, Victor Ernesto Ochoa. Trabalho e desemprego nas campanhas da fraternidade da Igreja Católica no Brasil: uma análise da campanha de 1978, “Fraternidade no Mundo do Trabalho. 2016. 133 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Religião) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciência da Religião, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/18918
Data de defesa: 31-Mar-2016
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciência da Religião

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Victor Ernesto Ochoa Flores.pdf621,01 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.