???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/18888
Tipo do documento: Tese
Título: O discurso do analista pode implicar alguma forma de resistência ao discurso capitalista? sobre a dimensão política da psicanálise freudo- lacaniana
Título(s) alternativo(s): The discourse of the analyst imply some form of resistance to the discourse of the capitalist? About the political dimension of the freud-lacanian psychoanalysis
Autor: Dias, Brendali 
Primeiro orientador: Pacheco Filho, Raul Albino
Resumo: O objetivo deste trabalho foi pensar a dimensão política da psicanálise freudo-lacaniana, verificando a possibilidade de que o discurso do analista implicar alguma forma de resistência ao discurso capitalista. A pesquisa se deu a partir de um estudo da teoria freudo-lacaniana. Freud, em “O mal-estar na cultura”, afirmou que o laço social era a principal fonte de sofrimento dos homens e que o conflito no laço era impossível de ser eliminado. Concordando com Freud, Lacan escreve o seminário XVII, “O avesso da psicanálise”, formalizando 4 discursos como formas de laço social, a saber: discurso do mestre, discurso da histérica, discurso do analista e discurso universitário, como dispositivos que apresentam os modos de gozo do sujeito no laço, sempre acompanhados de um impossível de não poderem se realizar plenamente e de uma impotência de relação com a verdade proposta pelos discursos. Posteriormente Lacan (1972, inédito) profere +1 discurso, o discurso capitalista, proposto como aquele que rompe com os laços sociais e coloca o sujeito em um curto-circuito de gozo pelo consumo de objetos. Lacan utilizou ainda a teoria da economia política de Marx para refletir sobre o capitalismo na sociedade contemporânea. Para defender que o discurso do analista possa implicar alguma forma de resistência ao discurso capitalista, apontamos o discurso da histérica, que ao questionar o sistema por meio de seu sintoma, e ao encontrar um analista que lhe responda do lugar de objeto a, é possível promover uma margem de liberdade em relação à sua alienação estrutural, o que tem sua dimensão política no consultório, dado que o sujeito da psicanálise é político. Para pensar tal possibilidade fora do consultório, apontamos a teoria da lógica coletiva indicada por Lacan em seu texto sobre o tempo lógico, como possibilidade de promover uma margem de liberdade para o sujeito no laço social, portanto um contraponto em relação à busca de eliminação dos conflitos da sociedade buscada pelo discurso capitalista. Após este trabalho, nossa questão persiste, porém reformulada: o discurso do analista poderia possibilitaria uma lógica coletiva que implicasse alguma forma de resistência ao discurso capitalista?
Abstract: The objective of this project was to think the political dimension of the freud-lacanian psychoanalysis, checking the possibility of the discourse of the analyst implying some form ofresistance to the discourse of the capitalist. The research was done through a study of the Freud-lacanian theory. Freud, in “Civilization and its Discontents”, claimed that the social bond was the main source of men’s suffering and that the conflict in the bond was impossible to be eliminated. In agreement with Freud, Lacan writes the XVII Seminar, “The other side of psychoanalysis”, formalizing 4 discourses as forms of social bond, namely: discourse of the master, discourse of the hysteric, discourse of the analyst and discourse of the university, as devices which present the forms of the subject’s enjoyment on the bond, always followed by an impossible of not being able to be completely fulfilled and of an impotence of relationship with the truth proposed by the discourses. Posteriorly, Lacan (1972, unpublished) delivers +1 discourse, discourse of the capitalist, proposed as the one which breaks the social bonds and puts the subject in a short circuit of enjoyment for the consumption of objects. Lacan used yet Marx political economy theory to think the capitalism in the contemporary society. To defend that the discourse of the analyst may imply some form of resistance to the discourse of the capitalist, we indicated the discourse of the hysteric, that by questioning the system through its symptom, and by meeting an analyst who replies from the place of object a, it is possible to promote a margin of freedom in relation to its structural alienation, which has its political dimension in the clinic, given that the subject of psychoanalysis is political. To think such possibility out of the clinic, we indicated the collective logic theory suggested by Lacan in his text about the logical time, as a possibility to promote a margin of freedom for the subject in the social bond, therefore a counterpoint in relation to the elimination of conflicts in the society pursued by the discourse of the capitalist. Our issue keeps changed: would the discourse of the analyst make a collective logic possible, which would imply some form of resistance to the discourse of the capitalist?
Palavras-chave: Psicanálise
Discurso do analista
Discurso capitalista
Psychoanalysis
Discourse of the analyst
Discourse of the capitalist
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA::PSICOLOGIA SOCIAL
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Faculdade de Ciências Humanas e da Saúde
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Social
Citação: Dias, Brendali. O discurso do analista pode implicar alguma forma de resistência ao discurso capitalista? sobre a dimensão política da psicanálise freudo- lacaniana. 2016. 139 f. Tese (Doutorado em Psicologia: Psicologia Social) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Social, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/18888
Data de defesa: 15-Apr-2016
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Brendali Dias.pdf1,29 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.