???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/18475
Tipo do documento: Dissertação
Título: A formação do aluno e a visão do professor do ensino médio em relação à Matemática Financeira
Autor: Nascimento, Pedro Lopes do 
Primeiro orientador: Pires, Celia Maria Carolino
Resumo: O tema do presente trabalho A FORMAÇÃO DO ALUNO E A VISÃO DO PROFESSOR DO ENSINO MÉDIO EM RELAÇÃO À MATEMÁTICA FINANCEIRA tem como motivação refletir sobre o que sabem os alunos e o que pensam os professores do Ensino Médio a respeito da Matemática Financeira nesta etapa da escolaridade. Essa discussão é oportuna e torna o tema relevante, na medida que conjuga a dimensão pragmática, utilitária da Matemática Financeira aos aspectos da contextualização, transversalidade, interdisciplinaridade e cidadania, que são enfatizados nas orientações contidas nos projetos curriculares, em especial nos Parâmetros Curriculares Nacionais do Ensino Fundamental e do Ensino Médio. Nesta investigação, estudamos diferentes documentos oficiais relativos ao ensino da Matemática, analisamos alguns livros didáticos; coletamos dados para identificar os conhecimentos básicos de alunos egressos e de alunos que cursam o Ensino Médio; levantamos opiniões de professores da rede estadual sobre a pertinência do trabalho com temas ligados à Matemática Financeira; e analisamos relatórios de professores participantes de projeto de formação continuada realizado em 2002 pela PUC/SP, em convênio com a Secretaria de Educação/SP. Os resultados apurados reforçam nossas hipóteses de que a Matemática Financeira traz conhecimentos que permeiam toda atividade humana, relacionada ao trabalho, consumo e finanças. Entretanto, constatamos também que há uma cisão entre o que se pretende e o que se faz, uma vez que o Ensino Médio continua a oferecer conteúdos que não favorecem ao jovem o espaço devido para o desenvolvimento do exercício pleno de sua cidadania, tratando de conhecimentos não aplicáveis ao seu cotidiano. Essa forma propedêutica, ainda vigente, que prepara o aluno apenas para dar continuidade aos seus estudos, privilegia uma minoria de estudantes - em torno de 30% -, segundo o Censo Escolar de 1998. Com base nessas evidências que apontam para a importância de um currículo com enfoque cultural, a presente pesquisa objetiva, ao final, propor a inclusão da Matemática Financeira no rol de conteúdos trabalhados no Ensino Médio
Abstract: The theme of this research THE STUDENT S EDUCATION AND THE HIGH SCHOOL TEACHER S VISION OF MATHEMATICAL FINANCE has been motivated by the reflection of what students know and what high school teachers think about Mathematical Finance at this stage of the learning process. This approach is auspicious and relevant considering it associates the pragmatical dimension, a Mathematical Finance utility, to the aspects of context, transversality, interdisciplinarity and citizenship, which are emphasized by the guidelines in the curriculum projects, specially by the Brazilian National Curriculum Parameters for the Elementary, Middle and High School (Parâmetros Curriculares Nacionais do Ensino Fundamental e do Ensino Médio). In this investigation, we studied different official documents related to the teaching of Mathematics, we analyzed a few classroom books, we gathered data in order to identify the basic knowledge of graduate students and those still in high school, we collected opinions from public school teachers about the pertinence of a work with themes connected to Mathematical Finance, and analyzed reports of teachers participating of the 2002 Continuous Education Program developed by the Catholic University of São Paulo, associated with the Ministry of Education in the state of São Paulo. The results support our hypotheses that Mathematical Finance provides knowledge which surrounds every human activity, such as those related to work, shopping and finance. However, we also determined that there is a gap between what is intended and what is actually done, once high school programs still offer contents which give the youth non proper space for the development and total practice of their citizenship, dealing with knowledge that are not applicable to everyday situations. This still applied propaedeutic form, which prepares the student only for continuing their studies, privileges a minority of students about 30% -, according to the 1998 School Census. Based on these evidences, which point out to the importance of a curriculum with cultural approach, this research proposes, at last, the inclusion of Mathematical Finance in the roll of the subjects taught in High School
Palavras-chave: Mathematical Finance
High School
students
teachers
citizenship
Educacao matematica
Matematica -- Estudo e ensino
Matematica financeira
Ensino medio
Alunos
Professores
Cidadania
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::MATEMATICA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Educação
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação Matemática
Citação: Nascimento, Pedro Lopes do. A formação do aluno e a visão do professor do ensino médio em relação à Matemática Financeira. 2004. 187 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2004.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/18475
Data de defesa: 18-May-2004
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação Matemática

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
dissertacao_pedro_lopes_nascimento.pdf5,15 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.