???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/18396
Tipo do documento: Tese
Título: SPES - saúde pública, educação e comunicação: estratégias de sedição/sedução (1938-1969)
Autor: Gonçalves, Adilson José 
Primeiro orientador: Avelino, Yvone Dias
Resumo: Privilegiamos como objeto de estudo a Seção de Propaganda e Educação Sanitária, da Secretaria de Saúde e Educação de São Paulo, que emergiu nos anos trinta e frnda suas atividades em 1969. Através de sua produção textual, imagética e verbal escrita, nas suas diversas formas de expressão, objetiva-se flagrar as diversas interfaces das questões da saúde/doença e vida/morte na perspectiva médico sanitária e da educação sanitária. A SPES através de suas estratégias de sedução/sedição dimensionou o significado da construção das representações, vivências e experiências do ser doente, definindo territórios do viver e morrer, apontando para as questões da sociabilidade. Apresentou-se como instituição na medicalização, exemplar docilização, biologização e controle/planejamento da sociedade paulistana no decurso de sua existência. Teve pontuada pelo sua atuação cientificismo que se contrapunha as formas de resistência as imposições e manipulações dos corpos e da subjetivida, sendo esta sua interface que lhe atribui a historicidade a ser inventariada
Abstract: We privilege as a subject of study the Section of Sanitary Advertising and Education of the Secretary of Health and Education of São Paulo, which emerged in the thirties and ended its activities in 1969. Through its textual production, imagery and verbal written, in its different forms of expression, it is aimed to catch in flagrant the different interfaces of the matters healthlsickness and life/death within the medical-sanitary perspective and the sanitary education. The SPES, through its strategies of seductionlsedition, dirnensioned the meanrng of the of the construction representations, living sharings and experiences of the sick being, defining lands of the living and the dying, pointing to the matters of the sociability. It presented itself as a model institution in the medicationarea, the docilization, biologying and controVplanning of São Paulo's society, during its existence. It had its performance pointed by the scientificisrn, opposed to the forms of resistance to the impositions and manipulations of the bodies and of the subjectivity, being this one its interface which attributed its historical stage to be registered
Palavras-chave: Secretaria de Saude e Educacao Secao de Propaganda e Educacao Sanitaria -- Sao Paulo, SP
Saude publica
Higienismo
Politicas publicas
Sanitarismo
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: História
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em História
Citação: Gonçalves, Adilson José. SPES - saúde pública, educação e comunicação: estratégias de sedição/sedução (1938-1969). 2001. 394 f. Tese (Doutorado em História) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2001.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/18396
Data de defesa: 30-Mar-2001
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em História

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Adilson Jose Goncalves.pdf18,84 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.