???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/1816
Tipo do documento: Dissertação
Título: Mulheres em luta: uma outra história do Movimento "Queixadas" de Perus
Autor: Alves, Maria Madalena Ferreira 
Primeiro orientador: Nunes, Maria José Fontelas Rosado
Resumo: Esta dissertação, Mulheres em luta: uma outra história do movimento Queixadas‟ de Perus , é resultado da pesquisa realizada na região de Perus, periferia da cidade de São Paulo, sobre a greve dos operários da Fábrica de Cimento. O objetivo foi mostrar a participação das mulheres neste movimento. As mulheres citadas no trabalho não são operárias nem feministas, são donas de casa e esposas que viveram as conseqüências da greve de 07 anos promovida por seus maridos. Em muitos casos, elas foram como que obrigadas a assumir a responsabilidade da família e, ao mesmo tempo, participar dos piquetes e de outros eventos em favor do movimento operário. Pode-se dizer, inclusive, que terminada a greve a luta continuou nas reivindicações de caráter ecológico, em defesa ao meio ambiente (contra a poluição atmosférica promovida pela fábrica ao lançar o pó de cimento diretamente na atmosfera). Ao abordar este tema, o objetivo é dar visibilidade à atuação destas senhoras e contribuir com uma visão com relação às mulheres que ultrapasse os lugares-comuns atribuídos a elas, com uma concepção de natureza frágil, escondendo sua capacidade de organização e luta a qual se revelou em Perus quando a vida da família foi ameaçada. A pesquisa com as mulheres utilizou diversos instrumentos de coleta de dados: entrevistas, grupo focal, documentos históricos e relatos
Abstract: This dissertation, Women in struggle: another point of view about Perus Queixadas‟ Movement , is the result of a research about the Cement Factory workers strike which has happened in Perus whereabouts in Sao Paulo suburbs. The aim of this work was to show the women participation in this movement. The women mentioned in this work are not workers neither feminists, they are wives, they are housewives that experienced their husbands seven years strike consequences. They were required to take the family responsibility and, at the same time, to participate in pickets and in another events in the workers movement favor, in many cases. One can say that the struggle kept going on through ecological claims in defending environment (against the air pollution caused by the factory cement thrown in air) when the strike was over. The objective is to provide visibility to these ladies act and to contribute with a different point of view about women which goes beyond the common-sense normally given to them a fragile being that hides their organization and struggle capability that was unveiled when their families were threatened. The research has been conducted using different traditional data gathering tools: interviews, focus group, historical documents and testimonials
Palavras-chave: Queixadas
Mulheres
Movimento popular
Lutas
Operários
Visibilidade
Anonimato
Greve
Women
Popular movement
Struggles
Workers
Visibility
Anonymity
Strike
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::TEOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Ciências da Religião
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciência da Religião
Citação: Alves, Maria Madalena Ferreira. Mulheres em luta: uma outra história do Movimento "Queixadas" de Perus. 2011. 119 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Religião) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2011.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/1816
Data de defesa: 7-Jun-2011
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciência da Religião

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Maria Madalena Ferreira Alves.pdf3,81 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.