???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/17556
Tipo do documento: Tese
Título: Sujeitos e projetos em disputa na origem dos conselhos de políticas públicas
Autor: Ribeiro, Natalina 
Primeiro orientador: Degenszajn, Raquel Raichelis
Resumo: A tese analisa o debate das origens históricas dos conselhos de políticas públicas através da trajetória de sujeitos, propostas e projetos em disputa na sociedade brasileira. A pesquisa apoiou-se em análises documental e da literatura, complementadas por entrevistas com interlocutores privilegiados das dinâmicas investigadas. A área da saúde foi priorizada no processo de pesquisa por seu pioneirismo na implementação de canais de participação popular, criados a partir de dinâmicas e enfrentamentos desencadeados pelos movimentos populares de saúde e sanitarista, principais protagonistas das iniciativas que deram origem aos conselhos de saúde, apontados como referência para as demais áreas das políticas públicas. Apoiados na legitimidade consolidada junto às suas bases, tais atores almejaram a construção de espaços de disputa no interior da esfera estatal e a conquista de autoridade para interferir nas políticas de saúde. Assim, no contexto da ditadura militar (1964-1984) e sob influência das agências internacionais, observouse a inserção destes setores da oposição em diferentes instâncias do aparelho de Estado, adotando como estratégia de lutas por direitos a apropriação e ressignificação dos conceitos e espaços hegemonizados pelo projeto autoritário. Fruto destes enfrentamentos, os conselhos foram criados e implementados, a partir da década de 1990, ao mesmo tempo das medidas de ajuste neoliberal impostas pelo Fundo Monetário Internacional (FMI). Nesta conjuntura adversa, constituíram-se em mecanismos de resistência, controle social e proposições, com potencial de articular atores e propostas na perspectiva da construção democrática. O processo investigativo concluiu que tal potencial só pode ser realizado na medida em que estejam inseridos nas estratégias de um projeto político democrático capaz de fornecer retaguarda aos conselheiros nos seus processos de enfrentamento e conferir sentido coletivo ao exercício da participação. No entanto, resta saber o lugar e o papel ocupado pelos conselhos na arquitetura da disputa pela hegemonia no Brasil
Abstract: The thesis examines the historical origins of the debate on policy councils through the trajectory of subjects, projects and proposals in dispute in Brazilian society. The survey is based on the analysis of documents and literature, complemented by interviews with privileged persons of the studied dynamics. In the process of the survey, the area of health policies was focused on for its pioneer role in the implementation of channels for popular participation, created as a result of the dynamics and struggles brought about by the popular movements for health care and sanitarian, foremost protagonists of the initiatives that originated the health councils, acknowledged as a reference for other public policies. Supported by its consolidated legitimacy together with the people represented, these actors craved for the construction of spaces of dispute within the State and the conquest of the right to interfere in the health policies. As such, in the context of the military dictatorship (1964-1984) and under the influence of international agencies, we observe the inclusion of these sectors of the opposition in various instances of the state apparatus, designed as a strategy for the struggle for rights, the appropriation and resignification of the concepts and spaces hegemonized by the authoritarian project. As a result of these struggles, the councils were implemented in the early 1990s, at the same time as neo-liberal adjustment measures were imposed by the International Monetary Fund (IMF). In this adverse situation, the councils constituted themselves as mechanisms of resistance, social control and propositions, with the potential to articulate actors and proposals within the perspective of democratic construction. The survey concludes that such a potential can only be realized insofar as they are inserted in the strategies of a democratic political project, capable of providing backup to the counselors in their struggles, giving a collective meaning to the exercise of participation. At the moment, it remains to be seen what space and role the councils have in the construction of the dispute for hegemony in Brazil
Palavras-chave: Conselhos de políticas públicas
Participação
Autonomia
Espaços institucionais
Disputa democrática
Herança autoritária
Debate on policy councils
Participation
Autonomy
Institutional spaces
Democratic dispute
Authoritarian culture
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::SERVICO SOCIAL
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Serviço Social
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Serviço Social
Citação: Ribeiro, Natalina. Sujeitos e projetos em disputa na origem dos conselhos de políticas públicas. 2011. 243 f. Tese (Doutorado em Serviço Social) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2011.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/17556
Data de defesa: 18-Nov-2011
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Serviço Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Natalina Ribeiro.pdf1,4 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.