???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/17526
Tipo do documento: Dissertação
Título: Afetividade e violência na família favelada: enfoque sócio-histórico
Autor: Silva, Wilma da 
Primeiro orientador: Bonetti, Dilsea Adeodata
Resumo: Esta dissertação teve como objetivo ampliar o conhecimento científico da dinâmica das relações familiares nas familias faveladas. Foi feito pesquisa com os usuários do Posto APPS Santa Rita que moram na favela Vila da Paz. Essas familias foram caracterizadas nos seus aspectos socio-historicos, atraves de levantamento das fichas de um total de noventa e cinco famílias, de reuniões sistemáticas em um grampo de seis familias e de entrevistas "in loco". Por tais instrumentos constatamos a existencia da violencia tanto intrafamiliar como nas relações socio-economicas do sistema de produção vigente no pais. Analisamos as falas das pessoas que retratam a violência experimentada no seu cotidiano: migração, falta de moradia, falta de preparação para o mercado formal de trabalho, desempregos, subemprego, fome. A violencia intrafamiliar retrata essa violencia estrutural e conjuntural, além das dificuldades especificas do relacionamento humano geral. A consideração da relação dialética entre o objetivo e subjetivo nas relações interpessoais familiares possibilitanos dar um salto explicativo para o fenomeno. A afetividade que abrange o erótico e o agressivo é o eixo central no entendimento de situações complexas que a familia vivencia no seu cotidiano. Inserida no contexto social, a família é vista como entidade dinâmica atraves da historia necessitando estar em movimento constante para que sua estrutura, suas regras e suas pautas de comunicação ajudem seus membros no processo de superação da simbiose e de individuação e crescimento. Devido a mecanismos de auto-ajustamento, familia cria situações que a mantem presa na imobilidade do estavel e do estatico pela rigidez de seus padrões internacionais. Cria bodes expiatorios que incorporam o mito projetado e agem de consequencia. Nssse sentido, a familia tem dificuldades para lidas com situações que exigem flexibilidade e movimento em direção ao novo e, de consequencia, de participar no processo de transformação social. Existindo atraves dos seculos, a família é um espaço intermediário entre o indivíduo e a sociedade e a mediação para a formação do sujeito histórico; daí sua importância na práxis transformadora. A família e o Grupo de Familiares são espaços onde, trabalhando as relações familiares no cotidiano, podemos introduzir mudanças nas suas estruturas, nas regras de comportamento e nas pautas de comunicativo diluindo bloqueios que a impedem de ajudar o crescimento e autonomia dos membros. Esse processo facilita o movimento da família e de seus membros em direção a participação em projetos e programas de cunho popular organizados pela comunidade favelado na luta reivindicação dos seus direitos
Abstract: This dissertation has as its purpose to increase the scientific knowledge of slum family relations. Research was done with those who frequent the Social Center of Santa Rita and who live in the specif slum area of Vila da Paz. These families are characterized under various social, economic and historical aspects, by means of interviews and compilation of data of ninety five families, in regular meetings and in group seccions of six families. Through these means we were able to register the types of violence, within families and in the social economic system existing in the country. We analyzed speech patterns of the people which mirrored the violence to which they are submitted on a daily basic: migratin, lack of housing, lack of professional preparation, unemployment, under employment, hunger. Violence within families likewise mirrors this structural and global violence, besides the specific difficulties of general human relations. A consideration of the dialectic relation between the objective and the subjective un the family inter-personal relations makes it possible to make the explanatory leap to the phenomenon. Affective relations, ranging from erotic to agreessive, are central to understanding the complex situation that a family lives through daily. In this social context the family is seen as a dynamic entity through history, needinq to be in movement constantly so that the structure, the rules and the norms of communication help their members in the process of overcomig symbiosis and individual and growth. Because of the mecanism of self-ajustment, the family creates situation which maintains it fixed in the imobility of stability and of static through the rigidity of international status. Scape which incorporate the projected myth and act accordingly. In this state, the family has difficulties to contend whith situation that demand flexibility and movement in direction to that which is new and, as a consequence, of participating in the process of social transformation. Existing through centuries, the family is a intermediate space between the individual and the society and a mediation for the formation of subject history, from that comes her importance in the praxis of transformation. The family and a group of families are space, where, working the daily family relations, we can introduce changes in the structures, he rules of behavior and the norms of communication, diluting obstacles which impede helping the growth and autonomy of the members. This process facilitates the movement of family and their members in the direction for participation in projects and programs such as popular organization y the slum community in the strugqle for their rigths
Palavras-chave: Exclusao social
Favelados
Relacoes familiares
Violencia domestica
Familia
Jovens e violencia
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::SERVICO SOCIAL
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Serviço Social
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Serviço Social
Citação: Silva, Wilma da. Afetividade e violência na família favelada: enfoque sócio-histórico. 1990. 175 f. Dissertação (Mestrado em Serviço Social) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 1990.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/17526
Data de defesa: 22-Nov-1990
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Serviço Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Wilma da Silva.pdf7,2 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.