???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/17221
Tipo do documento: Dissertação
Título: Risco como estética, corpo como espetáculo
Título(s) alternativo(s): Risk as aesthetics, body as spetacle
Autor: Guzzo, Marina Souza Lobo 
Primeiro orientador: Spink, Mary Jane Paris
Resumo: Este trabalho busca entender o risco no processo de construção do corpo como espetáculo. Focaliza mais especificamente a materialidade do risco no corpo do acrobata aéreo e sua produção de uma estética do risco no circo. Tem por objetivo entender os mecanismos de criação da ilusão do risco no espetáculo circense e suas funções no enquadre do risco-aventura na sociedade contemporânea. De modo a entender a ilusão assim criada, tomada como ingrediente fundamental da relação entre o público e circo, partimos do pressuposto que todo risco tem seu duplo nas estratégias de segurança. Ou seja, a busca da vertigem na modernidade tardia tem uma interface com uma diversidade de tecnologias de segurança: modalidades de seguros, estratégias de prevenção, equipamentos de segurança além de um treinamento exaustivo para aquisição da técnica precisa na execução dos movimentos. É a segurança que garante a eficácia da estética do risco. Desta forma, esta pesquisa se situa na confluência do risco como estética e sua materialização no corpo do acrobata. Utilizamos um acervo diversificado de informações: observação, diário de campo, registros fotográficos, pesquisa de imagens, entrevistas, documentos de domínio público. Os ensaios que compõe o texto buscam responder às perguntas: Onde está o risco nesses corpos e nesse espetáculo? Que usos são feitos dos riscos? Como foi possível que as sensibilidades em relação as práticas corporais de risco se transformassem tanto? O caminho percorrido se inicia pela contextualização da noção de risco, passa pela caracterização do espetáculo circense, segue pelos aspectos maquínicos e disciplinares do corpo acrobata para então chegar ao foco do estudo: o acrobata aéreo, corpo que cria a ilusão do risco e traz a Imagem da superação dos limites, assim como nos fala das formas contemporâneas de subjetivação
Abstract: This work intend to 100k at the risk in the process of construction of the spetacular body. It focus, more specificly, the materiality of risk in the body of the airy acrobat and in its producing one risk aesthetics in the circus. The objective of this work is to understand the mechanisms of creation of risk ilusion in the circus spetacle and its functions in the frame of adventure-risk in the contemporany society. In this way also understand the ilusion this as fundamental in the relationship between public and circus understanding that every risk has its double: the security. In other words, the seek for dizzness in modernity has a relation with the diversity of security technologies: insurance forms, prevention strategies, security equipments and a hard training program to obtain the perfect tecnic in the execution of the movements. It is the security that guarantees the aesthetics of risk. This research is placed in the side of risk as aesthetics and its materalization in the body of the acrobat. It was used a collection of informations: observation, field diary, photographies, images research, interwies, documents. All this to try to aswer the questions: where is the risk in these bodies and in theses spetacles? Which are the uses made of this risk? How is it possible that sensibility related to the body changed so much? The path starts in the contextualisation of the notion of risk, goes through the description of the circus spetacle, continues through the machine and discipline aspects of the acrobat body for then arrive in the focus of this study: the aerial acrobat, the body that creates the ilusion of risk and brings the picture of the limits overcomed
Palavras-chave: Acrobatas aereos
Risco -- Aspectos psicologicos
Circo
Psicologia Social
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA::PSICOLOGIA SOCIAL
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Psicologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Serviço Social
Citação: Guzzo, Marina Souza Lobo. Risco como estética, corpo como espetáculo. 2004. 134 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2004.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/17221
Data de defesa: 1-Sep-2004
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Marina Souza Lobo Guzzo.pdf6,99 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.