???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/16999
Tipo do documento: Tese
Título: A solução do sintoma ou o sintoma como solução? do sujeito em questão para a psicanálise, medicina e educação
Título(s) alternativo(s): The solution of the symptom or the symptom as a solution? from the individual concerned to the psychoanalysis, medicine and education
Autor: Santos, Rosemary Jimenez Ventura dos 
Primeiro orientador: Pacheco Filho, Raul Albino
Resumo: Este trabalho partiu da questão quem é esse sujeito que não aprende? e inspirado nas modulações propostas por Lacan sobre o tempo lógico, foi organizado em três partes. A primeira parte, Instante de Olhar, trata das questões relacionadas ao aprender e ao não aprender. Partindo da multiplicidade de posições que acercam essa questão, investigou-se as raízes históricas dos chamados problemas de aprendizagem e a presença do saber médico no âmbito educacional manifestada através de diagnósticos referendados a partir do DSM Diagnostic and Statistical Manual for mental Disordes. Necessário se fez, considerar a educação no contexto da sociedade atual, bem como recorrer à história da educação para compreender quem seriam essas crianças que não aprendem. Trata-se nesta pesquisa de estudar por meio da Psicanálise, seus conceitos e proposições, esse sujeito da contemporaneidade cujo sintoma se manifesta nessa forma específica: não aprender. Na parte II, Tempo para Compreender, estudamos o sujeito e sua constituição para a Psicanálise de Freud e Lacan, nos debruçando também ao estudo do sintoma, iniciado pela caracterização de sua origem, o lugar que lhe foi e é outorgado na medicina e na psicanálise e suas articulações na constituição do sujeito. Finalmente, Momento de Concluir, ao discutirmos a especificidade do sujeito que não aprende, pela singularidade do sintoma não aprender , o sentido e o além do sentido, defendemos a ideia de que a Psicanálise fornece, em termos críticos, uma importante crítica da prática diagnóstica exercida pela medicina e psicologia quanto aos problemas de aprendizagem e em termos propositivos, defendemos a importância e a relevância de se tomar o sujeito que não aprende para além do fenômeno estritamente observável e para além de uma prática terapêutica reeducativa, possibilitando-lhe uma escuta
Abstract: This work arose from the question Who is this subject that does not learn? And inspired by Lacan s researches about the logical time, it was organized and shared into three parts. The fisrt part, Instant look, deals with the questions related to learn and not learn. Beginning at the multiplicity of positions which involve this question we investigated the historical roots of the called learning problems and the contributions of the medicinal knowledge to the educational field demonstrated through diagnostics from DSM Diagnostic and Statistical Manual for mental Disorders. It was necessary to consider the education inside our present society as well as to do researches about its history in order to understand who would be these children that do not learn. This research has the purpose to study through the Psychoanalysis, its concepts and propositions, this contemporary subject whose symptom appears into this specific form: not learning. In the second part, Time to Understand, we studied the subject and their constitution to the Freud s and Lacan s Psychoanalysis, focusing in the study of the symptom too. We began at showing its origin, the place it was and is granted into the medicine and psychoanalysis and its articulations to the subject s constitution. Finally, Moment to Conclude, when we discuss the subject s specificity who does not learn through the singularity of the symptom not learning , the sense and beyond the sense, we defend the idea that the psychoanalysis brings, in critical terms, one important criticism of the diagnostic practice exercised by the medicine and psychology about the learning problems and in propositional terms, we defend the importance and the relevance of considering the subject, who does not learn, beyond the strictly observable phenomenon and beyond a reeducation therapeutics practice, enabling them a heard
Palavras-chave: Sintoma
Psicanálise
Educação
Dificuldades de aprendizagem
Symptom
Psychoanalysis
Education
Learning difficulties
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA::PSICOLOGIA SOCIAL
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Psicologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Serviço Social
Citação: Santos, Rosemary Jimenez Ventura dos. A solução do sintoma ou o sintoma como solução? do sujeito em questão para a psicanálise, medicina e educação. 2013. 154 f. Tese (Doutorado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2013.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/16999
Data de defesa: 22-May-2013
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Rosemary Jimenez Ventura dos Santos.pdf640,59 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.