???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/16887
Tipo do documento: Dissertação
Título: Variabilidade comportamental e aumento da probabilidade de seqüências de respostas com baixa ocorrência inicial em um procedimento de operante livre
Título(s) alternativo(s): Behavioral variability and increase of the responses sequences probability with low initial occurrence in a procedure of free operating
Autor: Giolo, Juliana Cristina de Carvalho 
Primeiro orientador: Micheletto, Nilza
Resumo: Neste trabalho objetivou-se a analisar se o reforçamento direto do responder variável em um procedimento de operante livre pode ajudar na aprendizagem de uma seqüência com baixa ocorrência inicial no repertório de participantes humanos, assim como, verificar se a distância entre teclados laterais pode influenciar o desempenho variável. Dezoito participantes foram divididos em três grupos compostos por seis participantes cada variabilidade, acoplamento e controle. Cada grupo era composto por três participantes com teclados próximos e três participantes com teclados distantes. A tarefa envolvia construir figuras na tela do computador, pressionando duas teclas (direita e esquerda) de teclados laterais. A unidade comportamental foi constituída por uma seqüência de quatro pressões à essas teclas. Seqüências que atendiam ao critério de reforçamento produziam partes da figura e um som. Os participantes do grupo de variabilidade e de acoplamento, após a fase de linha de base na qual houve reforçamento para todas as seqüências alvo, foram expostos a um esquema de reforçamento concorrente. Neste esquema a seqüência menos completada na fase de linha de base seqüência alvo - produzia reforçamento contínuo (CRF) e as outras seqüências produziam reforçamento caso atendessem o critério de reforçamento estabelecido. Na condição de variabilidade, o critério de reforçamento foi a freqüência relativa da seqüência ser menor que um valor limiar (RDF). Na condição de acoplamento ocorreu a mesma distribuição de reforços sem a exigência de um desempenho variável. Para os participantes o grupo controle, após a fase de linha de base, apenas as seqüências alvo foram reforçadas em CRF. Os resultados apontam a partir das medidas do índice U, do número de diferentes seqüências completadas e porcentagem de cada seqüência completada que a contingência RDF foi eficaz em produzir um responder variável e a maioria dos participantes que aprenderam a completar a seqüência alvo foram do grupo de variabilidade, sendo seguidos pelos participantes do grupo de acoplamento. A distância entre os teclados laterais produziram diferenças na variabilidade produzida entre os grupos
Abstract: The objective of this study was to analyze if the direct reinforcement of variable responding in a free-operant procedure can facilitate learning of a response sequence with low baseline frequency in human repertoires. It also aimed to verify if the distance between lateral keyboards may influence the variable performance. Eighteen participants were divided in three groups of six members each variability, yoked and control. Each group was composed of three participants with nearby keyboards and three participants with distant keyboards. The task involved constructing figures on a computer screen by pressing two keys (right and left) on lateral keyboards. The behavioral unit was a four key press sequence. Sequences that achieved the reinforcement criterion produced parts of the figure and a sound. The participants of the variability and the yoked groups, after a baseline phase in which all target sequences were reinforced, were exposed to a concurrent reinforcement schedule. In this schedule, the least completed sequence during baseline target sequence produced continuous reinforcement (CRF) while the other sequences produced reinforcement if they achieved the established reinforcement criteria. In the variability condition the reinforcement criteria was having the relative frequency of the sequence completed below a threshold value (RDF). In the yoked condition the same reinforcement distribution was used without the demand for variable performance. For the control group, after the baseline, only the target sequences were reinforced in CRF. The results including U indexes, number of completed sequences and percentage of each sequences completed indicates that the RDF contingency was effective to produce variable responding and the most participants that learned to emit target sequences were in the variability group, followed by the yoked group. The distance between the lateral keyboards produced differences in the variability measures for each group
Palavras-chave: Variabilidade comportamental
Reforçamento dependente da freqüência
Acoplamento
Aprendizagem da seqüência alvo
Behavioral variability
Reinforcement dependent of the frequency
Couple
Learning of the target sequence
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA::PSICOLOGIA EXPERIMENTAL
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Psicologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia Experimental: Análise do Comportamento
Citação: Giolo, Juliana Cristina de Carvalho. Behavioral variability and increase of the responses sequences probability with low initial occurrence in a procedure of free operating. 2010. 97 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2010.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/16887
Data de defesa: 3-May-2010
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia Experimental: Análise do Comportamento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Juliana Cristina de Carvalho Giolo.pdf787,76 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.