???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/16695
Tipo do documento: Dissertação
Título: Estudo metodológico da medida de fidedignidade entre juizes na categorização de respostas verbais-vocais de terapeuta e cliente em duas condições de trabalho
Título(s) alternativo(s): Methodological Study of loyal reliability measures between Judges in verbaIs-vocaIs answers categorization of therapist and patient in two conditions of work
Autor: Chequer, Marco Antônio Amaral 
Primeiro orientador: Luna, Sergio Vasconcelos de
Resumo: As variáveis presentes na relação terapeuta-cliente vêm sendo investigadas em pesquisas no Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia Experimental da PUC-SP. Aspectos relacionados às estratégias de acesso ao conteúdo da sessão, são tópicos de interesse na área de pesquisa. O presente estudo deu enfoque a aspectos metodológicos envolvidos na produção deste tipo de dado para análise. Na literatura, predomina o uso de transcrição como fonte de informação e, para tratamento do conteúdo das sessões, o uso de categorias de registro. A presente pesquisa teve como objetivo comparar os índices de concordância entre juizes na categorização das vocalizações de terapeuta e cliente ocorridos em sessão de terapia comportamental, em duas condições de trabalho: categorização do conteúdo videogravado + transcrição de conteúdos verbais-vocais transcritos de tais sessões. Participaram da pesquisa quatro juizes, dois do sexo masculino e dois do sexo feminino. O material foi proveniente da pesquisa de Kovac (2001) e consistiu em 10 fitas de vídeo contendo informações auditivas e visuais do terapeuta e somente o áudio das respostas verbais-vocais do cliente. O sistema de classificação proposto por Souza Filho (2001) foi utilizado para categorizar as falas. O procedimento consistiu em fase de pré-teste, treino e coleta propriamente dita. Atarefa dos juizes era atribuir uma ou mais categorias a cada vocalização de terapeuta e cliente. Foi considerado treinado e apto para a coleta o juiz que obtivesse no mínimo 80% de concordândia em relação ao protocolo-padrão (categorização do pesquisador). No pré-teste o resultado' foi de 36,7 % de concordância em ambas sessões utilizadas (sessões 1 e 10). No treino, os índices de concordância variaram entre 39% a 58%, inviabilizando a continuidade da coleta. Decidiu-se, então, mudar o problema da pesquisa, tendo agora como objetivo explorar que variáveis poderiam estar interferindo nos resultados e como elas poderiam ter afetado pesquisas que utilizaram procedimentos semelhantes e relatadas na literatura sobre a relação terapeuta-cliente. De uma forma geral, os resultados mostraram que para realizar um treino que efetivamente maximize as chances de obtenção de índices elevados de concordância seria preciso um arranjo de contingências que garantisse maior controle sobre as respostas de categorização dos juizes. Para isso, seria necessário repensar a análise das variáveis discutidas e delimitar novas formas de obtenção de controle sobre a produção de dados de pesquisa que requerem observação e julgamento
Abstract: Variables involved in therapist-patient relationship have been investigated in studies conducted by researchers from the Program of Graduate Studies in Experimental Psychology (Behavior Analysis), at Pontifical Catholic University of São Paulo (PUC-SP). The access to the content of the therapeutic sessions are topics of major interest in these researches. The present study focused on the methodological aspects involved in the production of this kind data. In specialized literature predominates the use of transcriptions of vocal behavior a source of information, which are treated through the use of register categories. The actual research had as its objective the comparison of the reliability between judges, in the therapist and patient vocal categorization occurred in behavior therapy sessions, in two working conditions: categorization from the recorded tapes of sessions plus the its vocal transcriptions or categorization based solely on verbal-vocal transcriptions of the tapes. Four judges participated in the research, two males and two females. Ten therapeutic sessions, containing the therapist's audio-visual information and only the patient's speech, were used for categorization purposes. The c1assification system created by Souza Filho (2001) was used by judges to accomplish the categorization task. Procedure consisted of three phases: pre-test, training and the categorization: task itself. The judge's task was to attribute one or more categories to each therapist and patient vocalization. It was considerate able and trained to move on to the experimental task the judge who obtained the the minimum of 80% of agreement with the experimenter' s previous categorization of vocalizations. In the pre-test, no more than 36,7% of agreement was obtained in both selected sessions (sessions 1 and 10). In the training phase, percentage of agreement varied from 39% to 58%, making it impossible to move on to the experimental task. A decision was the made to change the research problem, in order, now, to explore variables that might be interfering in the results and to suggest how they could have affected similar researches in the area. In brief; results have showed that to accomplish an effective training program able to attain reliability between judges, it would be necessary such an arrangement of contingencies that granted better control over the judge's categorization responses
Palavras-chave: Relato verbal
Concordância entre juizes
Relação terapeuta-cliente
Terapia comportamental
Verbal report
Agreement between judges
Therapist-patient relationship
Behavior Therapy
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA::PSICOLOGIA EXPERIMENTAL
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Psicologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia Experimental: Análise do Comportamento
Citação: Chequer, Marco Antônio Amaral. Estudo metodológico da medida de fidedignidade entre juizes na categorização de respostas verbais-vocais de terapeuta e cliente em duas condições de trabalho. 2002. 116 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2002.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/16695
Data de defesa: 30-Nov-2002
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia Experimental: Análise do Comportamento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Marco Antonio Amaral Chequer.pdf1,29 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.