???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/16666
Tipo do documento: Dissertação
Título: Concepções de terapeutas comportamentais sobre o behaviorismo
Autor: Stratz, Ralph
Primeiro orientador: Sério, Tereza Maria de Azevedo Pires
Resumo: Os conceitos behavioristas têm sido mal compreendidos, interpretados de forma simplista e, consequentemente, criticadas, seja em material didático, por alunos de Psicologia ou por psicólogos. O presente estudo teve como objetivo analisar as concepções de terapeutas comportamentais sobre c behaviorismo. Para investigar as concepções sobre o behaviorismo de 87 terapeutas autodenominados comportamentais (nas variantes radical e cognitivista), foi utilizado um questionário constituído de duas partes: a primeira se refere E formação acadêmica e atuação profissional, e a segunda parte contém questões referentes ao behaviorismo. A segunda parte do questionário é formada por 30 questões fechadas do tipo verdadeiro/falso sobre o behaviorismo e sobre behavioristas, e por uma questão aberta sobre um texto escrito por Skinner. Os resultados mostraram que predominam, entre os participantes, as concepções de que o behaviorismo radical é influenciado por Skinner e se diferencia de outros behaviorismos. Além disso, segundo os participantes, os behavioristas questionam o livre-arbítrio e negam que o ser humano seja autodeterminado; estudam os eventos privados; reconhecem a singularidade humana, não tendo uma concepção mecanicista de ser humano; podem utilizar os dados obtidas no laboratório para compreender fenômenos da vida diária como também explicar realizações humanas tais como a criatividade e a linguagem; desenvolvem intervenções socialmente relevantes; defendem que a punição não seja utilizada e que o reforçamento positivo é mais efetivo no controle do comportamento humano. Algumas concepções variam entre os participantes, não havendo predominância. Os aspectos relacionados ao behaviorismo que se mostraram polêmicos foram: a predominância do behaviorismo entre os psicólogos nos Estados Unidos; a prioridade aos comportamentos observáveis e mensuráveis em estudos de behavioristas; a explicação de todo comportamento em termos de respostas a estimulas pelos behavioristas; a necessidade do uso da estatística em pesquisas behavioristas; a importância de fatores genéticos na determinação do comportamento humano; a possibilidade de qualquer comportamento ser modelado; a utilidade de constructos hipotéticos para explicar fenômenos psicológicos e; a necessidade de construção de teorias para a Psicologia. A concepção de que qualquer comportamento pode ser modelado esteve presente nas respostas da maioria dos terapeutas comportamentais pesquisados, o que ocorre também com alunos e professores de Psicologia que participaram de outros estudos.
Abstract: Behaviorism concepts have been misunderstood, interpreted in a simplist way and, consequently, criticized either in didactic material, by Psychology students or teachers. The present study has as objective to analyse behavior therapists' conceptions about behaviorism. To investigate the conceptions about behaviorism of 87 self-denominated behavior therapists (in its radical and cognitivist variants), a two-part questionnaire has been utilized: the first part refers to the achademic background and professional life; the second contains 30 True or False statements about behaviorism and behaviorists and an open question about a text written by Skinner. The results have shown that the conceptions of radical behaviorism as being influenced by Skinner and different from other behaviorisms predominate among the participants. Besides, according to them, the behaviorists question free will and deny that the human being is self-determined; study private events; recognize the human singularity, not having a mechanicist conception of the human being; may utilize the obtained data in the laboratory to comprehend phenomena of the daily life as well as explain human realizations as creativity and language; develop socially relevant interventions; defend that punition should not be used and that positive reinforcement is more effective in the control of the human behavior. Some conceptions vary among the participants, not having predominance. The aspects related to behaviorism that have presented polemic are: behaviorism's predominance among psychologists on the United States; priority to measurable and observable behaviors in behaviorists'studies; the explanation of every behavior in terms of responses to stimuli by behaviorists; the need to use statistics in behaviorism researches; the importance of genetics factors in the determination of human behavior; the possibility of shhaping any behavior; the usefulness of hypothetical constructs to explain psychological phenomena and; the necessity of building theories for Psychology. The conception that any behavior can be shaped has been present in the answers of the majority of the questioned behavior therapists, what occurs with Psychology students and teachers that have participated in other studies
Palavras-chave: Conceitos skinnerianos
Behaviorismo radical
Behaviorismo (Psicologia)
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA::PSICOLOGIA EXPERIMENTAL
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Psicologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia Experimental: Análise do Comportamento
Citação: Stratz, Ralph. Concepções de terapeutas comportamentais sobre o behaviorismo. 2002. 90 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2002.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/16666
Data de defesa: 30-Nov-2002
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia Experimental: Análise do Comportamento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ralph Stratz.pdf675,55 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.