???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/16649
Tipo do documento: Dissertação
Título: A produção de variabilidade de respostas pelo reforçamento de mudanças na dimensão duração
Autor: Cruvinel, Adriana Cunha 
Primeiro orientador: Sério, Tereza Maria de Azevedo Pires
Resumo: O ambiente está em constante mudança, de forma que a variabilidade é uma característica de importância fundamental para o comportamento dos organismos. Só existe seleção porque as respostas de um organismo nunca são idênticas. O estudo da variabilidade pode facilitar a compreensão de processos como a produção de comportamento novo, comportamento complexo, solução de problemas e o que é comumente chamado de criatividade. Grande parte dos estudos sobre variabilidade tem utilizado seqüências de respostas como unidade de análise, o que vem levantando questões na área. O presente estudo tentou evitar essas questões investigando um possível controle operante da variabilidade pelo reforçamento de uma dimensão da resposta: duração. O objetivo do estudo foi produzir variabilidade de respostas, reforçando respostas com durações diferentes das respostas anteriores, colocar a variabilidade produzida sob controle de estímulos e investigar se esse controle poderia se estender para a duração de outra resposta. O presente estudo foi realizado com quatro ratos machos da raça McCowley privados de água. Na primeira condição experimental do procedimento as respostas de pressão a barra e de "focinhar" foram modeladas e diferenciadas até que alcançassem uma duração de seis segundos. Na segunda condição experimental, os sujeitos foram expostos a contingência de variabilidade (lag 3) e a contingência de repetição da duração de uma das respostas. Em seguida, as condições de variabilidade e repetição se alternaram durante as sessões após dez reforços obtidos em cada uma. Dois sons diferentes eram apresentados dependendo da condição que estava em vigor. Finalmente, os sujeitos foram expostos ao segundo manipulandum e a duração das respostas nas duas condições foi registrada. A reversão do controle de estímulos foi feita e os s foram novamente expostos ao segundo manipulandum, a duração das respostas foram registradas. Os resultados indicaram quo a variabilidade da duração das respostas é controlada pelas conseqüências, pode ficar sob controle de estímulos e pode ser uma unidade de análise alternativa para o estudo da variabilidade
Abstract: The environment is constantly changing, so that variability is a feature of behavior of fundamental importance for the behavior of organisms. Selection only exists because the responses of an organism are never identical. The study of variability can contribute with the comprehension of important processes like the emergence of new behavior, complex behavior, problem solving and what is commonly called creativity. The great majority of the studies on variability takes response sequences as the unit of analysis, and that has been raising controversy in the field. The present study tried to avoid these issues investigating the possible operant control of variability by reinforcing a given response dimension: duration. The purpose of the present study was to investigate if variability and repetition on the duration of a response could be controlled by their consequences and by discriminative stimuli, and if this control could influence the variability levels of the duration of a different response. Lever pressing and nose poking responses of four male water deprived rats were conditioned and differentiated until they reached à duration of six seconds. Subjects were then exposed to variability (lag 3) and repetition contingencies on the duration of one of the two responses. After that, variability and repetition conditions were changed within sessions after ten reinforcements in each condition. Two different tones were presented depending on the condition throughout the experiment. Finally, subjects were exposed to a second manipulandum and the response duration under both conditions was measured. A reversal procedure of the stimulus control conditions was implemented and the subjects were exposed again to the second manipulandum, response duration was measured. Results indicated that variability on the duration of a response is controlled by its consequences and discriminative stimuli and may be an alternative unit of analysis to the study of variability
Palavras-chave: Variabilidade
Controle de estímulos
Classe de respostas
Dimensão operante
Duração da resposta
Variability
Stimulus control
Response class
Operant dimension
Response duration
Comportamento humano
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA::PSICOLOGIA EXPERIMENTAL
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Psicologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia Experimental: Análise do Comportamento
Citação: Cruvinel, Adriana Cunha. A produção de variabilidade de respostas pelo reforçamento de mudanças na dimensão duração. 2002. 97 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2002.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/16649
Data de defesa: 30-Mar-2002
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia Experimental: Análise do Comportamento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Adriana Cunha Cruvinel.pdf4,23 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.