???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/16420
Tipo do documento: Tese
Título: A interação na escola e seus significados e sentidos na formação de valores: um estudo sobre o cotidiano escolar
Autor: Souza, Vera Lucia Trevisan de 
Primeiro orientador: Placco, Vera Maria Nigro de Souza
Resumo: Nossa pesquisa versa sobre as interações como favorecedoras ou não da construção e/ou manutenção de valores positivos, atrelados às representações que os atores do espaço escolar têm de si. Seu locus é a escola, entendida como espaço em que se empreendem as práticas sociais de que tomam parte os diferentes atores que a habitam. Nosso objetivo é identificar e analisar as qualidades de interações que favorecem ou não a construção de valores morais, tal como o auto-respeito; de valores não morais, tal como a auto-estima e das relações de autoridade, que se pautem pelo respeito e responsabilidade. O método utilizado insere-se no paradigma da pesquisa qualitativa, e constitui-se da narração de cenas do cotidiano escolar, elaboradas a partir de observações e gravações em cassete de interações empreendidas entre os diferentes atores presentes na escola: alunos, professores, coordenadora e representantes do sistema de ensino, e entre esses atores e a pesquisadora. As categorias de análise foram construídas a partir da relação da pesquisadora com o contexto de pesquisa e com os enfoques teóricos que sustentam a problemática das interações e dos valores. Em relação aos enfoques teóricos, a psicologia sócio-histórica, representada por Vigotski e seus seguidores e Yves de La Taille, com seus estudos e pesquisas sobre a gênese dos valores morais, constituem-se como base de sustentação para as acepções que formulamos ao longo da análise. Por tratarem-se de enfoques teóricos diferentes, procedemos a uma articulação de conceitos e acepções, que intentam sustentar algumas de nossas interpretações. Nossa conclusão apresenta as qualidades de interações que favorecem ou não a construção de valores, em que afirmamos haver interações mais favorecedoras dessa construção, tais como as que investem no que o outro tem de melhor, crêem na capacidade do outro a priori, têm direção, compromisso e organização. Há, no entanto, interações mais desfavorecedoras da construção e/ou manutenção de valores positivos, como as que se caracterizam pela indiferença, descompromisso e omissão. Em se tratando da escola, como organização burocrática que porta o institucional, a autoridade, na qualidade das relações que têm como característica a assimetria, o respeito e a responsabilidade, constitui-se condição para a construção de valores morais. Apresentamos, ainda, no espaço da conclusão, nossa compreensão sobre a relação entre os valores morais e não morais em seu processo constitutivo da identidade e da vergonha não moral como força motivacional para a resistência dos educadores às novas práticas e/ou à mudança
Abstract: Our research deals with the interactions as favorable or not to the construction and/or maintenance of the positive values, associated to the representations which the actors, within school sphere, have ofthemselves. Therefore, the locus is the school, understood as the sphere where the social practices are worked out and where the different actors take part in. Our aim is to identifY and analyze the interaction qualities which favor or not the constructions of: moral values (e.g. self-respect), non-moral values (e.g. self-esteem) and of relations of authority conveyed by respect and responsibility. The method employed is under the paradigm of the qualitative research and is constituted of the narration of ordinary daily school scenes, elaborated from observations and cassetterecordings regarding interactions worked out between different actors present at school: pupils, teachers, coordinator and representants of the teaching system, and between those actors and the researcher. The analysis categories were built from the relationship of the researcher with the context of the research and with the theoretical focuses which supported the interaction and value issues. Regarding the theoretical focuses, the social-historical psychology, represented by Vigotski, and his followers, and Yes de La Taille, both with their studies and researches ou the genesis of moral values, constitute the basis for the foundation of the meanings that we formulated in the analysis. Since different theoretical focuses were brought up, we proceeded to an articulation of concepts and meanings that aimed at supporting some of our interpretations. Our conclusion presents the interaction qualities which favor or not the construction of values out of which we assert the existence of those more favorable for that construction, such,as the ones investing in what the other has as his/her best, the ones believing in the capacity of the other a priori, the ones having direction, compromise and organization. There are, nonetheless, more unfavorable interactions for the construction and/or maintenance of the positive values, as the ones characterized by indifference, uncompromise and omission. Considering the school, as a bureaucratic organization that sustains the institutional, the authority, as quality of asymmetrical relations, the respect and the responsibility constitute themselves as the condition for the construction of moral values. Yet, we present, in the conclusion, our understanding on the relation between moral and nonmoral values in their constitutive process of identity and of non-moral shame as motivational force for the resistance of educators against the new practices and/or changes
Palavras-chave: Valores
Ambiente escolar
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO::FUNDAMENTOS DA EDUCACAO::PSICOLOGIA EDUCACIONAL
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Psicologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: Psicologia da Educação
Citação: Souza, Vera Lucia Trevisan de. A interação na escola e seus significados e sentidos na formação de valores: um estudo sobre o cotidiano escolar. 2004. 284 f. Tese (Doutorado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2004.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/16420
Data de defesa: 30-Nov-2004
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: Psicologia da Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Vera Lucia Trevisan de Souza.pdf18,62 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.