???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/16278
Tipo do documento: Tese
Título: Leitura e aprendizagem da ortografia: Um estudo com alunos de 4ª a 6ª série do Ensino Fundamental
Título(s) alternativo(s): Reading and the learning of orthography: a study with 4th to 6th grade students in elementary school
Autor: Zanella, Maura Spada
Primeiro orientador: Maluf, Maria Regina
Resumo: As questões de ordem ortográfica há muito vêm incomodando professores e alunos, não apenas nos níveis iniciais da escolarização, mas se prolongando nos níveis mais avançados, sendo motivo de censura e discriminação na escola e fora dela. No processo de aprendizagem da linguagem escrita, superada a fase inicial do domínio do código alfabético, é importante que a criança perceba que a grafia correta das palavras depende não somente da relação grafema/fonema, mas de convenções ortográficas. Na prática pedagógica é freqüentemente aceita a existência de uma relação entre a atividade de leitura e a habilidade de ortografar corretamente as palavras. Admite-se que a manipulação de textos por meio da leitura tem influência positiva sobre a aprendizagem de regras ortográficas. Revisando a literatura da área não encontramos evidências empíricas que dêem suporte a essa hipótese. Resultados de pesquisas mostram que leitores hábeis fazem uso de diferentes rotas para identificar as palavras e podem utilizar dois tipos de estratégias: a forma direta de reconhecimento lexical ou a rota indireta que se apóia na decodificação fonológica. A utilização dessas rotas não parece ser excludente, ou seja, ambas estão presentes no leitor hábil e se complementam num processo interativo. Contudo há evidências de que os leitores podem diferenciar-se em função do uso predominante de uma dessas estratégias. A presente pesquisa verificou em que medida as associações entre leitura e habilidade ortográfica, se verificadas, estariam associadas também ao tipo de estratégia de leitura utilizada, se mais fonológica ou mais semântico-lexical. Na presente pesquisa adotou-se a denominação leitor semântico/lexical para o leitor que se apóia mais no reconhecimento global da palavra sem efetuar uma decodificação pontual e leitor fonológico o leitor que analisa mais detidamente a fonologia da palavra decodificando-a. A pesquisa foi realizada com 267 alunos de 4ª, 5ª e 6ª series do ensino fundamental de uma escola da rede municipal de ensino da cidade de São Paulo. Foram utilizadas tarefas para avaliar habilidades de leitura e ortografia. Os desempenhos nas tarefas foram submetidos a testes estatísticos. Os achados mostram diferenças significativas entre os desempenhos em escrita do leitor que se apóia mais no reconhecimento global da palavra (leitor semântico/lexical) e do leitor que se apóia mais na fonologia (leitor fonológico), tendo estes últimos melhores desempenhos que os primeiros. Conclui-se que o perfil do leitor é fator importante quando se trata de aprimorar a ortografia. O leitor fonológico percebe melhor a ortografia das palavras, quando comparado ao leitor semântico-lexical, o que favorece a escrita correta. Considera-se que o estudo possui uma relevância pedagógica na medida em que os resultados obtidos poderão vir a ser utilizados nas reflexões sobre o ensino da ortografia no contexto das escolas brasileiras
Abstract: Orthographic issues have long been bothering teachers and students, not only at initial levels of school years but also at more advanced levels and a reason for criticism and discrimination inside and outside school. In the learning process of written language, once the initial phase of mastering the alphabetic code is overcome, it is important that children realize that the right spelling of words depends not only on the relation of grapheme/phoneme, but also on orthographic conventions. In the pedagogical practice the existence of a relation between reading activities and the ability to spell words correctly is often admitted. It is accepted that manipulation of text through reading has a positive influence on the learning process of orthographic rules. Reviewing literature in the area we could not find empirical evidence to support this hypothesis. Results of studies show that skilled readers use different routes to identify words and may use two types of strategies: the direct form of lexical recognition or the indirect route which is based upon phonological decodification. The use of these two routes does not seem to be excludent, that is, they are both a common trait in a skilled reader and complement each other in an interactive process. However, there is evidence that readers can differ according to the predominant use of one of these strategies. This study verified in what way the associations between reading and orthographic ability, if they exist, would be also linked to the kind of reading strategy used, a more phonological or more semantic/lexical strategy. In this study the denomination semantic/lexical reader was adopted to refer to the reader who depends mostly on the global recognition of the word without applying a punctual decodification, and phonological reader to the one who analyses more precisely the phonology of the word decodifying it. This study involved 267 fourth-grade to sixth-grade students from a school in the city of São Paulo. Tasks were used to evaluate reading and orthography skills. Performances on such assignments were subject to statistical tests. The findings show significant differences between the writing performance of the reader who depends mostly on the global recognition of the word (semantic/lexical reader) and the reader who depends mostly on the phonology (phonological reader), the latter showing better performance. We can conclude that the reader s profile is an important factor when it comes to improving orthography. The phonological reader perceives the correct orthography of words when compared with the semantic/lexical readers, which favors the writing correct. We consider that this study has a pedagogical relevance once the results achieved may be used in reflections on orthography teaching in the context of Brazilian schools
Palavras-chave: Escrita
Aprendizagem da ortografia
Writing
Learning of orthography
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO::FUNDAMENTOS DA EDUCACAO::PSICOLOGIA EDUCACIONAL
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Psicologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: Psicologia da Educação
Citação: Zanella, Maura Spada. Reading and the learning of orthography: a study with 4th to 6th grade students in elementary school. 2007. 161 f. Tese (Doutorado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2007.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/16278
Data de defesa: 16-Apr-2007
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: Psicologia da Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Maura Spada Zanella.pdf2,1 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.