???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/16221
Tipo do documento: Dissertação
Título: A polissemia da noção de competência: uma análise do conteúdo do discurso do setor público sobre gestão, avaliação e certificação de competências
Título(s) alternativo(s): The polisemy of the concept of competence: an analysis of the public sector speech on management, assessment and certification of competences
Autor: Pestana, Maria Inês Gomes de Sá
Primeiro orientador: Sousa, Clarilza Prado de
Resumo: Por que a competência é objeto de desejo de patrões e empregados, de alunos e professores, de leigos e especialistas? Neste estudo, a autora propõe-se a desvelar sentidos, expectativas, imagens e atitudes associados à noção de competência, no âmbito das relações entre educação e trabalho. A partir de um panorama sobre o desenvolvimento da instituição escolar e suas funções, destaca os vínculos que são estabelecidos com o trabalho, com a preparação do trabalhador e com as formas de organização da produção, e discute os conceitos de formação, qualificação e a emergência da noção de competência. Devido à ampla utilização dos meios e repertórios de comunicação de massa por parte de órgãos públicos, argumenta que o discurso do setor público po-de ser considerado midiático. Por isso, apoiada na teoria das Representações Midiáticas, formula a hipótese de que o modo de comunicação utilizado pelo setor público é a difusão. Assim sendo, aplica procedimentos e técnicas de análise de conteúdo a documentos dos Ministérios da Educação (MEC), do Trabalho e Emprego (MTE), do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) e do Banco Central (Bacen), que tratam de gestão, avaliação e certificação de competência, buscando identificar elementos comuns, contradições e afiliação dos conceitos a diferentes correntes de pensamento. O estudo demonstra que, ao associar competência, empregabilidade e profissionalismo, o discurso subordina a educação e conceitos oriundos da psicologia educacional às demandas socioeconômicas dos novos modelos de articulação produtiva, além de compreender o sujeito de uma forma idealizada e não situada. Questões sobre formação e trabalho, de caráter social, são transferidas para a esfera do sujeito, por meio da psicologização da competência, escondendo contradições e desafios a serem enfrentados pelo setor educacional
Abstract: Why competence is the object of desire of employers and employees, students and teachers, laymen and specialists? The aim of this study is to unveil the meanings, expectations and attitudes related to the notion of competence in the realm of the relations between work and education. Starting with an overview of the school institution and its functions, this study highlights the connections with the world of work, the formation of the working force and the forms of organizing the production. It also discusses the concept of educational formation, qualification and the emergence of the notion of competence. Given to the large use of the mass media repertory and vehicles by the public organizations, this study argues that the public sector discourse can be considered as mediatic. Based upon the mediatic representation theory, it formulates the hypothesis that diffusion is the form of communication used by the public sector. In order to identify similarities, contradictions and the use of concepts to different theo-retical references by the Brazilian public sector, it was used procedures and tech-niques of content analysis to analyze documents about competence management, assessment and certification, produced by the Ministries of Education (MEC), Labor and Employment (MTE), Planning, Budget and Management (MPOG) and the Cen-tral Bank (Bacen). This study shows that by associating competence, employability and professionalization, the discourse not only subordinates the education and the concepts produced by the educational Psychology to socioeconomic demands for new models of production arrangement, but also takes the individual in an idealized and non-situated way. Social issues concerning educational formation and work are trans-ferred to the individual sphere by the psychologization of the competence hence hiding contradictions and challenges to be faced by the education sector
Palavras-chave: Representações sociais e midiáticas
Competência
Social and mediatic representation
Competence
Educacao baseada na competencia
Desempenho
Representacao social
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO::FUNDAMENTOS DA EDUCACAO::PSICOLOGIA EDUCACIONAL
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Psicologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: Psicologia da Educação
Citação: Pestana, Maria Inês Gomes de Sá. The polisemy of the concept of competence: an analysis of the public sector speech on management, assessment and certification of competences. 2006. 143 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2006.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/16221
Data de defesa: 27-Apr-2006
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: Psicologia da Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Maria Ines Gomes de Sa Pestana.pdf755,45 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.