Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/16191
Tipo do documento: Tese
Título: Ensino da linguagem escrita no contexto da classe hospitalar: um enfoque metalinguístico
Título(s) alternativo(s): Teaching of written language on the context of hospital classes: a metalinguistic focus
Autor: Batista, Valéria 
Primeiro orientador: Maluf, Maria Regina
Resumo: Esta pesquisa objetivou analisar o atendimento educacional e o ensino da linguagem escrita no contexto da classe hospitalar, compreendendo suas especificidades e as possibilidades de atuação pedagógica e verificar em que medida as práticas de ensino da linguagem escrita na classe hospitalar correspondem a um enfoque metalinguístico. O procedimento de coleta de dados consistiu em realizar entrevistas semiestruturadas com sete professoras que atuam em classe hospitalar. Para a análise de dados empregamos a técnica de análise de conteúdo, o que nos permitiu a construção de categorias temáticas. Foram construídas três categorias, a saber: linguagem escrita; atendimento e o ambiente da classe hospitalar e família. Os resultados da pesquisa demonstram que a classe hospitalar se organiza de forma distinta da escola regular, pois à medida que analisamos as entrevistas percebemos características próprias no atendimento e no ambiente da classe hospitalar, tais como: espaço físico menor e restrito; atendimento educacional individual, atendimento multisseriado e com horários adequados à rotina hospitalar que é permeada de procedimentos médicos, exames, medicamentos, higienização, alimentação, visitas; materiais diversificados e adaptados às necessidades das crianças internadas e os atendimentos que ocorrem em ambientes diferenciados, tais como: UTI, sala de isolamento, ambulatório, setor de nefrologia e outros. Constatamos nas entrevistas coletadas o relato de 11 casos de crianças que foram alfabetizadas em classe hospitalar e a justificativa do investimento feito para que as crianças pudessem aprender a ler e a escrever, foi no intuito de garantir a conquista da autonomia na leitura e na escrita. A respeito das atividades oferecidas em classe hospitalar para o ensino da linguagem escrita, as professoras descreveram 130 atividades, e estas se apresentaram em grande parte na perspectiva do enfoque metalinguístico, a saber: 59,25% em atividades que se caracterizam pela reflexão intencional da estrutura da língua voltada para a consciência fonológica (77); 13,85% em consciência textual (18); 11,55% em consciência pragmática (15); 6,90% em consciência semântica (9); 6,90% em consciência sintática (9) e 1,55% em consciência morfológica (2). Concluímos que a educação oferecida no contexto da classe hospitalar tem potencial para favorecer a reinserção da criança na escola regular, e desta forma contribuir para minimizar a defasagem escolar, principalmente se o professor focar no ensino da linguagem escrita no enfoque metalinguístico. Pois, acreditamos nos benefícios apontados pelas pesquisas da área da Psicologia Cognitiva da Leitura, em relação ao trabalho de associar as atividades metalinguísticas com a aprendizagem da linguagem escrita, e indicamos que tais atividades se deem nas situações lúdicas e interativas, por meio do uso de jogos e softwares educativos e assim, tornem as situações educativas mais atraentes e interessantes para as crianças e os adolescentes hospitalizados e possam contribuir com um ensino efetivo da linguagem escrita
Abstract: The objective of this research was to analyze the educational care and the teaching of written language in the context of hospital classes, understanding the specificities and possibilities of the pedagogic assistance. It also verified in what extent the written language's teaching practice correspond to a metalinguistic focus. The data collection procedure used semi-structured interviews made with seven teachers of those hospital classes. In the data analysis, we used the content analysis technique, which allowed us to construct thematic categories. It was built three categories, which were: written language, care and the hospital class and family environment. The results showed us that the hospital classes are organized in a different manner than the regular classes; as we analyzed the interviews, we perceived individuals characteristics on the care and environment of hospital classes individual tutoring, multisseriate care with adequate schedules to the hospital routine, what is full of medical procedure, exams, medication, sanitation, feeding, visits. Also, the material is diversified and adapted to the hospitalized children and to the occurring care on different places, such as ICU, insulation room, clinic, Nephrology sector, among others. It was verified on the collected interviews 11 cases of literate children on hospital classes; the investment made so the children could learn to read and write was in order to ensure the achievement of independence in reading and writing. The teachers described 130 offered activities in hospital classes concerning the teaching of written language; they were in large part from the perspective of the metalinguistic focus, to know of: 59,25% characterized by the intentional thinking of the phonological awareness (77), 13,85% of the textual awareness (18), 11,55% of the pragmatic awareness (15), 6,90% of the semantic awareness (9), 6,90% of the syntactic awareness (9) and 1,55% of the morphological awareness (2). We concluded that the offered education of the hospital class context has potential to foster the re-insertion of children into the regular school. Therefore, it contributes to minimize the scholar drift, especially if the teacher focuses on the written language education through the metalinguistic focus. We believe on the benefits presented by the Cognitive Psychology of Reading researches relating to the work of linking metalinguistic activities with the learning of written language and we indicate that such activities are given on entertaining and interesting situations by using games and educational software and thus turning the educative situation more attractive and interesting to the hospitalized children and teenagers so it all contributes to an effective teaching of written language
Palavras-chave: Linguagem escrita
Classe hospitalar
Atendimento pedagógico
Written language
Hospital classes
Pedagogic assistance
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO::FUNDAMENTOS DA EDUCACAO::PSICOLOGIA EDUCACIONAL
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Psicologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: Psicologia da Educação
Citação: Batista, Valéria. Teaching of written language on the context of hospital classes: a metalinguistic focus. 2015. 222 f. Tese (Doutorado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/16191
Data de defesa: 18-Set-2015
Aparece nas coleções:Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: Psicologia da Educação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Valeria Batista.pdf2,41 MBAdobe PDFThumbnail

Baixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.