REPOSITORIO PUCSP Teses e Dissertações dos Programas de Pós-Graduação da PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Contábeis e Atuariais
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/1618
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorOliveira, Patrícia Alves de-
dc.contributor.advisor1Iudícibus, Sérgio de-
dc.date.accessioned2016-04-25T18:40:14Z-
dc.date.available2016-01-27-
dc.date.issued2015-12-18-
dc.identifier.citationOliveira, Patrícia Alves de. A mudança no relatório do auditor independente em resposta as expectativas de mercado: um auxílio na delimitação de sua responsabilidade?. 2015. 105 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Cont. Atuariais) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2015.por
dc.identifier.urihttps://tede2.pucsp.br/handle/handle/1618-
dc.description.resumoDiante das crises e escândalos financeiros ocorridos no mundo todo, a profissão do auditor independente passou a ser questionada com relação ao seu papel a ser desempenhado perante a sociedade. Entretanto, vale destacar que as exigências por parte da sociedade podem ser exageradas ou estar além do esperado para este profissional, gerando diferenças de expectativas entre o que se espera e o que de fato o auditor oferece. Essas desigualdades advêm da interpretação do relatório (antigamente denominado parecer) do auditor e seus usuários, e o que acontece com as empresas então auditadas. Atualmente no Brasil, o relatório apresenta parágrafos padrões, independentemente do cliente e/ou indústria auditada, inclusive a opinião final, que pode ser modificada ou não. Além disso, é empregado um linguajar rebuscado e quase incompreensível para as pessoas que não pertencem à área, conforme pesquisas acadêmicas e também aquelas realizadas pelo IAASB. O auditor independente apresenta e representa um papel importante e fundamental para o mercado de capitais, influenciando a percepção do valor da auditoria, e os usuários das demonstrações contábeis passaram a exigir mais informações por parte desse profissional, a fim de possuir, de fato, as bases que fundamentam suas conclusões, além de reconhecer os riscos a que está sujeita determinada Companhia auditada. Diante dessa demanda, após muitas pesquisas, debates, entrevistas e discussões, constatou-se que o relatório do auditor independente precisa de alterações na forma de comunicação, de modo a proporcionar maior transparência, atendendo aos anseios dos seus usuários. Normas de auditoria foram revistas e o novo relatório foi implementado em alguns países, tais como Reino Unido e Holanda, pioneiros em relação às novas atribuições desse profissional. No Brasil, o novo relatório passará a vigorar a partir do exercício de 2016. Diante dessas implicações, a pesquisa qualitativa buscou, através de fundamentação bibliográfica e análise documental, examinar se, com essa nova forma de comunicação, é possível auxiliar a delimitação das incumbências do auditor independente, fortalecendo sua imagem, abalada por fraudes contábeis, atribuídas primariamente como responsabilidade desse profissional. Com isso, fez-se necessário analisar se quesitos-chave das normas das principais jurisdições podem auxiliar na delimitação da responsabilidade do auditor, como também as apreciações de relatórios de duas empresas auditadas do Reino Unido e Holanda e, a partir disso, como consideração geral, constata-se que a mudança na forma da comunicação do auditor independente é um grande passo e evidencia que os auditores passaram a atentar às reivindicações de seus usuáriospor
dc.description.abstractThe occupation of independent auditor has come to be questioned as to its role to be played in the face of society up against to crises and financial scandals worldwide. However, it is remarkable that the demands from society can be excessive or be beyond the expected for this professional, causing differences in expectations between what is expected an what actually the auditor offers. These inequalities arise from the interpretation of the auditor s report and its users, and what happens with the audited companies. Nowadays, in Brazil, the report presents standards paragraphs, regardless of customer and/or audited industry, including the final opinion, that can be modified or not. Also, it is used an elaborate language and almost incomprehensible to people outside the area, according academic researches as well as those carried out by the IAASB. The auditor presents and represents an important and key role in the capital market, prepossessing the sense of audit value, and the users of Financial Statements have demanded more information from this professional, in order to have, in fact, the foundation underlying its conclusions, in addition to recognize the risks to which certain audited Company is subject. Given this requirement, after several researches, debates, interviews and discussions, it was noticed that the independent auditor s report needs to change in the form of communication, to afford a better transparency, mainly answering the wishes of the users. Auditing standards have been revised and the new report has been implemented in some countries, such as the UK and Netherlands, pioneers regarding new assignments of this professional. In Brazil, the new report will be effective from 2016. Given these implications, the qualitative research looked after, through literature basis and document analysis, to verify whether, facing this new form of communication, it is possible to assist the delimitation of tasks of independent auditor, reinforcing his image, unsettled by accounting fraud, assigned primarily such as the responsibility of this professional. From there, it was necessary to analyze if the key questions of the rules of major jurisdictions can assist in defining the auditor's responsibility, as well as assessments of the two audited company reports from the UK and the Netherlands and, from that, as a general consideration, it is clear that the change in the communication of the independent auditor is a big step and shows that auditors started to pay attention to the claims of the users of Financial Statementseng
dc.formatapplication/pdfpor
dc.thumbnail.urlhttp://tede2.pucsp.br/tede/retrieve/2941/Patricia%20Alves%20de%20Oliveira.pdf.jpg*
dc.languageporpor
dc.publisherPontifícia Universidade Católica de São Paulopor
dc.publisher.departmentCiências Cont. Atuariaispor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsPUC-SPpor
dc.publisher.programPrograma de Estudos Pós-Graduados em Ciências Contábeis e Atuariaispor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectNovo relatóriopor
dc.subjectAuditor independentepor
dc.subjectLimites de responsabilidadepor
dc.subjectNew auditor s reporteng
dc.subjectIndependent auditoreng
dc.subjectLiability limitseng
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO::CIENCIAS CONTABEISpor
dc.titleA mudança no relatório do auditor independente em resposta as expectativas de mercado: um auxílio na delimitação de sua responsabilidade?por
dc.typeDissertaçãopor
Aparece nas coleções:Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Contábeis e Atuariais

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Patricia Alves de Oliveira.pdf2,92 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.