???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15938
Tipo do documento: Dissertação
Título: O encontro com a mulher ferida: contratransferência de psicólogas no atendimento às mulheres em situação de violência conjugal
Título(s) alternativo(s): The meeting with wounded woman: psychologist s countertransference in attendance of women in situation of partner violence
Autor: Duca, Leticia Lo 
Primeiro orientador: Ramos, Denise Gimenez
Resumo: A pesquisa visa observar a contratransferência de psicólogas na clínica com mulheres em situação de violência conjugal. Espera-se que a identificação e o reconhecimento da contratransferência possa facilitar às psicólogas a elaboração de seus sentimentos. Isso tudo pode beneficiar a evolução do atendimento e também a manutenção da saúde psíquica dessas profissionais. Partindo para um contexto mais amplo, o estudo pretende contribuir na conscientização das feridas provocadas pela violência masculina perpetrada na ordem patriarcal. Discute-se, primeiramente, o vínculo terapêutico com os conceitos de transferência e contratransferência. Apresentam-se, em seguida, os conceitos de trauma vicário e estresse secundário traumático, como possíveis sintomas, dos profissionais, reativos à clínica do trauma. Debate-se o fenômeno da violência conjugal e apresentam-se as atuais mudanças na legislação brasileira em favor da mulher agredida. A pesquisa foi realizada com dez psicólogas que trabalham especificamente com a clínica de violência contra a mulher, no serviço público, em uma metrópole brasileira. Foram utilizados entrevista semidirigida com as psicólogas e registro semiestruturado de um caso clínico, descrito pelas psicólogas logo após um atendimento. Os dados foram analisados através do método qualitativo à luz da psicologia analítica. Os resultados revelam que a violência contra a mulher ainda é assunto pouco explorado e pouco valorizado. Revelam, ainda, que essa clínica faz emergir conteúdos intensos, com questões ligadas ao feminino ferido as quais fazem parte do universo pessoal das psicólogas. A maioria delas pareceu apresentar sintomas de estresse secundário traumático. Alguns sentimentos contratransferenciais foram ignorados pelas psicólogas, o que pode obscurecer o contato terapêutico. Concluindo, esse estudo ressalta a necessidade de cuidado direcionado às psicólogas. Ressalta também a necessidade das psicólogas resgatarem suas capacidades de percepção, discriminação e de colocação de limites, a fim de facilitar o reconhecimento, a elaboração e o trabalho analítico das reações contratransferenciais em favor da dinâmica terapêutica
Abstract: The aim of the present research is to study the psychologist s countertransference in the clinic with women in situation of conjugal violence. We believe that the identification and the recognition of countertransference can facilitate for the therapists to elaborate their own feelings, which can benefit the evolution of clinical process and also the maintenance of these professional s psychic health. In a wider context, the study intends to contribute to the conscience of the wounds provoked by masculine violence perpetrated in patriarchal order. The work starts with the therapeutic entailment with the concepts of transference and countertransference. Then, it presents the concepts of vicarious trauma and secondary traumatic stress, like professionals possible symptoms, reactive to the treatment of the trauma. It debates the partner violence phenomenon and the recent changes in Brazilian legislation in behalf of attacked woman. The research was done with ten psychologists that work specifically with the clinical treatment of woman which are victims of violence, in public service, in a big Brazilian city. The instruments used were: semi directed interview with the psychologists and semi structured register of a clinic case, described by the psychologist right after one attendance. The data was analyzed using a qualitative method in the light of analytical psychology. The results disclose that the violence against woman is still a theme poorly explored and valued. It found that in the treatment of these women emerge intense contents, connected to the wounded feminine on the psychologist personal psyche. Most of them seem to present symptoms of secondary traumatic stress. Some countertransference feelings were ignored by psychotherapists; witch can obscure the therapeutic contact. Concluding, this study emphasizes the necessity of the caring of the psychologist. It also emphasizes the necessity of the psychologists to use their perception, discrimination and capacities to work with clear limits, to facilitate the recognition, the elaboration and the analytical work of countertransference reaction in behalf of the therapeutic dynamic
Palavras-chave: Vínculo terapêutico
Violência contra a mulher
Violência doméstica
Countertransference
Therapeutic relation
Violence against woman
Domestic violence
Contratransferencia (Psicologia)
Violencia familiar
Violencia conjugal
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Psicologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica
Citação: Duca, Leticia Lo. The meeting with wounded woman: psychologist s countertransference in attendance of women in situation of partner violence. 2010. 211 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2010.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15938
Data de defesa: 28-May-2010
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Leticia Lo Duca.pdf2,13 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.