???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15804
Tipo do documento: Tese
Título: Da infância para o mundo adulto
Autor: Ribeiro, Claudete 
Primeiro orientador: Macedo, Rosa Maria Stefanini de
Resumo: Neste trabalho procuramos investigar os escolares e provenientes de uma população carente material e afetivamente vivenciam o seu período de latência. Consideramos que esta etapa ocorre entre oito e doze anos e regularmente se dá durante a fase escolar. Empregamos conceitos teóricos de Freud e Erikson para definir a latência e os períodos que a antecedem, de forma a caracterizar as suas peculiaridades. Nosso objetivo foi direcionado para investigar como, emocionalmente, se deixa de ser criança, como se da a passagem para ingressar no mundo adulto. Consideramos que a condição sócio-econômica e a constituição familiar são variáveis que interferem na vivência emocional. Tal condição foi determinante para a escolha dos sujeitos que estudamos. Testamos 212 escolares (113 meninas e 99 meninos) escolares de estabelecimentos de ensino público, situado na periferia do município de Assis no centro-oeste do Estado de São Paulo. Estes escolares pertenciam as 2ª, 3ª e 4ª séries do primeiro grau, e foram considerados com desempenho regular pois as classes problemáticas foram excluídas da pesquisa. Para obtermos dados, empregamos a Investigação Psicológicas (Rocha, 1995) e a adaptação do Bender Projetivo (Ribeiro, 1984), tendo várias informações simultaneamente e de uma forma rápida, econômica e compatível com as habilidades e condições dos sujeitos em questão. Detectamos que as crianças, após o ingresso no universo escolar, buscam uma identificação projetiva com a figura do professor, como um processo transferencial do objeto do desejo mas, regularmente fracassam nesta tentativa porque se defrontam com pessoas que desconhecem o seu universo de carências. O professorado tem, igualmente, limitações institucionais, materiais e emocionais que interferem no seu procedimento. Inevitavelmente os escolares sentem-se desprotegidos e desamparados, acentuando a sua solidão já existente no seio familiar. O desamparo, inicialmente desencadeado pelos pais e acentuado pelos professores não permite às crianças elaborarem bem o seu período edípico. Sequer permite a realização uma identificação projetiva pelo escolar com o ideal de ego. Nesta condição a maioria dos escolares vive a sua transição dificultada e é conduzido a uma adolescência cheia de conflitos. É importante lembrar que este trabalho foi decorrente da nossa necessidade de conhecer as características específicas deste tipo de criança, que geralmente é cliente na área da saúde mental na saúde pública, demanda com peculiaridades que precisam ser conhecidas, independentemente da literatura, já que a sua condição interfere no seu desenvolvimento emocional e intelectual
Palavras-chave: Psicologia do desenvolvimento
Psicologia da crianca
Carentes
Latencia
Rito de passagem
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Psicologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica
Citação: Ribeiro, Claudete. Da infância para o mundo adulto. 1989. 224 f. Tese (Doutorado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 1989.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15804
Data de defesa: 30-Nov-1989
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Claudete Ribeiro.pdf9,95 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.